Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

por: Marcela Leone

vs-sutias-sem-bojo-1

No último comercial da Victoria’s Secret, que apresentava sua mais nova linha de bralettes, uma modelo pergunta a outra: “O que você gosta, Tay?””, e ouve a resposta: “Sem bojo! Ser livre… deixar o sutiã mostrar…”.

Você consegue imaginar Adriana Lima, uma das principais angels da VS e garota propaganda do VS’s Bombshell Bra (um modelo com bojo estruturado) dizendo a mesma coisa? Afinal, a Victoria’s Secret ganhou mesmo fama por seus modelos super push-ups, que prometem aumentar até dois tamanhos de busto.

Até aí tudo bem… Afinal, o que tem de errado a VS querer explorar modelos sem bojo? A questão é que a marca fez sucesso exatamente pelo contrário, construindo o império do push-up; então seguir essa linha parece ir contra às propostas da grife.

Durante toda sua história, a Victoria’s Secret vem propagando a mensagem de que seus sutiãs são perfeitos para as mulheres de seios pequenos que querem fazer o busto parecer maior. E, pela primeira vez, com esta nova campanha, a companhia revela seu principal segredo: seus sutiãs são feitos apenas para o público feminino com pouco busto.

vs-sutias-sem-bojo-2

Sob o slogan “Sem bojo é sexy, agora!”, a publicidade envia a mensagem de que ao menos, seios pequenos estão na moda. Mas peraí, uma marca tão grande da indústria da lingerie não devia fazer exatamente o contrário e empoderar suas consumidoras?

O grande primeiro problema com a nova campanha, que já vem causando atenção negativa nas redes sociais, é que essa modelagem (bralette) pode ser inacessível para mulheres com busto avantajado, como as que usam tamanho 34G (americano) ou maior.

Já a segunda questão envolve o posicionamento da marca, com esse slogan pejorativo de “seios pequenos podem ser sexies também”. E logo depois de anos vendendo push ups e enfatizando o “big books are better”.

Claro que seria muito mais legal se a marca fosse contra seu branding e abraçasse todos os biotipos femininos. Mas por que fazer isso de uma maneira tão estranha? Por que usar a palavra AGORA no slogan “Sem bojo é sexy, agora!”?

Com essa nova publicidade, a empresa não está apenas semeando sua posição de ‘feita apenas para mulheres magras e de seios pequenos”, como está desvalorizando sua consumidora (afinal, essas são as únicas que conseguem comprar lá) dizendo que agora, enfim, elas estão na moda.

O que parece é que, mesmo quando a marca tenta um novo posicionamento, tem medo de fazê-lo às claras, perdendo a autenticidade do discurso e fazendo com que o tiro saia pela culatra.

E aí? Lição anotada?

http://alllingerie.com.br/victorias-secret-a-polemica-dos-sutias-se...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 779

Responder esta

Respostas a este tópico

espero que nos mulheres que odiamos bojo, possamos poder voltar a comprar soutien, pois hoje temos que comprar fora do brasil, porque aqui nao tem soutien para quem tem medo de cancer de mama causado pela borracha do bojo, para quem nao quer ter o seio plastificado, enfim para nos que apenas queremos ter um soutien para poder usar a blusa  fina, que copiem a victorias secretet

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço