Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Blog de Cristina Alcântara (33)

MISTERIOSO AZUL


Mar, doce mar...
Mistério no ar
Infinito azul.
Céu ou mar?
Emoção a bailar
Obra divina
Que me faz sonhar
Saudades da minha infância
Que se foi
Pra não mais voltar.

Cris

Adicionado por Cristina Alcântara em 1 dezembro 2009 às 19:12 — 2 Comentários

Agradecimento

Obrigada, Gild! Fiquei emocionada ao ouvir e ver Cesar Espinoza interpretando essa bela canção. Lembranças de um tempo feliz que estavam adormecidas num passado distante, vieram à tona e revivi momentos… Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 28 novembro 2009 às 17:24 — Sem comentários

REFLEXÃO DE PAULO COELHO

"Quando todos os dias ficam iguais,
é porque deixamos de perceber as coisas
boas que aparecem em nossaas vidas."

Adicionado por Cristina Alcântara em 27 novembro 2009 às 16:07 — Sem comentários

ESCULTURA

Esse vídeo me foi enviado por uma amiga. Resolvi postá-lo pela sua beleza.… Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 20 novembro 2009 às 19:28 — 1 Comentário

EIS OS VERSOS DO DIA DE HOJE, ESCRITOS, HÁ MUITOS ANOS, PELO "SUBVERSIVO" CASTRO ALVES :

Vejam como o poeta tinha algo de profeta:



"Existe um povo que a bandeira empresta

P'ra cobrir tanta infâmia e cobardia!...

E deixa-a transformar-se nessa festa,

Em manto impuro de bancante fria!...

Meu Deus! Meu Deus ! mas que bandeira é esta,

que impudente na gávea tripudia ?!...

Silêncio!... Musa chora, chora tanto

Que o pavilhão se lave no teu pranto...



Auriverde pendão de minha terra,

Que a brisa do Brasil beija e…
Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 19 novembro 2009 às 17:29 — Sem comentários

Minha homenagem à Bandeira Nacional no seu dia.

object width="425" height="344">

Adicionado por Cristina Alcântara em 19 novembro 2009 às 16:56 — Sem comentários

VIOLÊNCIA



Onde vamos parar, Meu Deus!!!

Em que mundo estamos?

A violência está em toda parte:

nos lares, nas escolas, nos bares,

nas estradas, nos presídios,

nas ruas, na televisão,

nos filmes, no esporte,nos ônibus,

nas esquinas, em toda parte.

Como é triste viver, assim,

contando com a sorte a cada dia,

pois a intranquilidade fez morada

entre nós.Não vou fazer uma análise

da origem do…
Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 18 novembro 2009 às 17:16 — Sem comentários

A CHEGADA DA POESIA


"E foi nessa idade... Chegou a POESIA para me buscar.
Não sei, não sei de onde saiu, de inverno ou rio.
Não sei como nem quando.
Não, não eram vozes, não eram palavras,
nem silêncio.
(...)
Rolei com as estrelas,
meu coração se desatou no vento."
Pablo Neruda

Adicionado por Cristina Alcântara em 15 novembro 2009 às 20:00 — 2 Comentários

PARA TODAS AS MULHERES

Meu nome é MULHER!



Eu era a Eva

Criada para a felicidade de Adão

Mais tarde fui Maria

Dando à luz aquele

Que traria a salvação

Mas isso não bastaria

Para eu encontrar perdão.

Passei a ser Amélia

A mulher de verdade

Para a sociedade

Não tinha a menor vaidade

Mas sonhava com a igualdade.

Muito tempo depois decidi:

Não dá mais!

Quero minha dignidade

Tenho meus…
Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 11 novembro 2009 às 19:48 — Sem comentários

É assim que imagino o Paraíso





É reconfortante saber que depois dessa vida,

teremos outra muito melhor, num lugar maravilhoso,

onde a PAZ é eterna e a FELICIDADE inunda o coração

de todos que estão nessa sublime dimensão, ao lado

dos entes queridos. É preciso valorizar a vida na Terra,

cumprir os mandamentos de Deus e dos homens, para

que um dia, quando chegar a hora da derradeira viagem,

estejamos preparados para o…
Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 8 novembro 2009 às 17:50 — Sem comentários

Devaneio

“De repente, não mais que de repente,”

O brilho desapareceu dos meus olhos,

Os sonhos que povoavam minh’alma se foram,

E caí na mais escura solidão.

Por que tu, que vieste encher de graça

Os meus dias, a minha vida vazia,

Se foi, assim, de repente, tão de repente?

Volta!... Só tu podes ocupar este lugar,

Que é só teu...Apenas teu.

E como dói...Dói....Dói...

E assim vou levando a vida,

Tentando… Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 5 novembro 2009 às 17:10 — 1 Comentário

Vídeo sobre São João del Rei

Adicionado por Cristina Alcântara em 4 novembro 2009 às 21:19 — Sem comentários

Saudade! Dor Cruel!



Saudade, palavra singela,

tão bela, mas de significado

tão cruel, pois maltrata

e dilacera o coração

de todos que a sentem.

Não há sobre a terra,

quem não conheça

a triste dor da saudade.

Saudade de um passado feliz,

de um passeio encantador,

de familiares que se foram,

dos filhos pequeninos...

Saudade....Saudade....

Mas, a que mais dói,

é a saudade de um amor

que se foi,… Continuar

Adicionado por Cristina Alcântara em 30 outubro 2009 às 13:30 — 1 Comentário

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço