Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI

Cavendish, Cabral, Eike, Delta - CPI A Todos!

                            Noblat detona Cabral                       

Noblat detona CabralFoto: Divulgação

Colunista do Globo passa dever de casa ao governador do Rio, que passeava em companhia de Cavendish pela Europa: ler todo dia uma página do seu código de ética

30 de April de 2012 às 10:11

247 – Na sua coluna de hoje no jornal O Globo, o colunista Ricardo Noblat desanca o governador Sérgio Cabral e aponta conflitos de interesse nas suas relações com empresários como Eike Batista, da EBX, e Fernando Cavendish, da Delta. Leia:

Quando faltava um código de ética a Cabral, por Ricardo Noblat

Gente: menos rigor com Sérgio Cabral, governador do Rio. Menos!

Somente em 2011 ele teve a feliz idéia de encomendar um código de ética para orientar sua conduta.

Não havia código quando ele voou em jatinho de Eike Batista. Nem quando dançou agachado à porta de um hotel em Paris junto com Fernando Cavendish, dono da empreiteira Delta e seu amigo.

A viagem a Paris em 2009 foi uma festa.

O ex-governador Garotinho publicou em seu blog fotografias de Cabral e Cavendish (fotos acima); de Cavendish dançando abraçado com os secretários Wilson Carlos (Governo) e Sérgio Côrtes (Saúde); e de Cavendish ao lado dos sorridentes secretários Júlio Lopes (Transporte) e Régis Fichtner (Casa Civil).

A Delta foi beneficiada pelo governo Cabral com obras avaliadas em R$1,49 bilhão. Pasmem: o governo desconhece o número exato de contratos celebrados com ela.

Parte dos contratos foi dada à Delta sem que ela precisasse disputar licitações. A Delta tem obras em todos os Estados – mas em nenhum se deu tão bem como no Rio.

Na semana passada, Cavendish afastou-se da presidência da Delta depois de descoberta a ligação da empresa com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, preso desde o início de março último, acusado de formação de quadrilha e de patrocínio de jogos ilegais. Cachoeira é suspeito de ser sócio oculto da Delta.

Datam do mesmo ano da milionária viagem a Paris com Cabral declarações gravadas de Cavendish onde ele diz o que pensa sobre os políticos durante conversa com diretores da Delta e da empresa Sygma.

“Se eu botar 30 milhões na mão de um político, eu sou convidado pra coisa pra caralho. Pode ter certeza disso”, diz. E segue:

- Estou sendo muito sincero com vocês: seis milhões aqui, eu ia ser convidado (para tocar obras). "Ô, senador fulano de tal, se convidar, eu boto o dinheiro na tua mão".

Cavendish deixa claro que não é qualquer um que receberá propina dele. “Eu não me interesso pela arraia-miúda. Nenhum interesse por arraia-miúda.” Cabral é arraia grande.

De volta a 2009. Como Cabral poderia supor que desrespeitava a ética com a viagem a Paris se não dispunha de um código que estabelecesse os limites de ação de um homem público?

Sem um código, convenhamos, o que é aético para você pode não ser para mim – e vice e versa. Concorda?

Digitei “ética” no Google. Fiz isso no último sábado. Sabe quantas páginas me foram oferecidas? Em números redondos, 57 milhões.

Digitei “código de ética”. Havia quase 17 milhões de páginas disponíveis.

Quer dizer: trata-se de um assunto complexo, sujeito a interpretações que variam de acordo com o tempo (época) e o espaço (lugar).

Antes da confecção do código, Cabral só contava com a própria intuição para guiá-lo.

Digamos que tivesse lido este trecho: “Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade. Serve para que haja um equilíbrio e bom funcionamento social, possibilitando que ninguém saia prejudicado”.

Talvez se perguntasse: “O bom funcionamento social esteve ameaçado nas vezes que viajei com Cavendish ou telefonei para Eike pedindo seu jato emprestado?”

Em certa ocasião, o jato ficou uma semana com ele e a família. Foi às Bahamas, voltou a Manaus, foi às Bahamas, voltou ao Rio, foi às Bahamas e finalmente voltou ao Rio.

Cabral é inteligente e esperto, mas um tanto descuidado.

Não deve ter identificado nenhum conflito de interesses em governar um Estado que favorece negócios de Cavendish e de Eike e ao mesmo tempo ser passageiro contumaz do jato de um e par constante do outro.

Mas depois do código, isso é passado, acredite. Ou não é?

O código, por exemplo, exalta a transparência.

O Jornal Nacional quis saber como Cabral e a sua turma haviam chegado a Paris há três anos. E quem pagou as despesas.

A resposta foi o silêncio envergonhado.

Sabe de uma coisa?

Dever de casa para Cabral até o fim do seu mandato: ler todo dia uma página do código, recomeçando depois que acabar de ler a última.

Exibições: 103

Tags: -, A, CPI, Cabral, Cavendish, Delta, Eike, Todos!

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI

Comentário de Sam de Mattos em 16 maio 2012 às 16:23

Adalberto. Sem EDUCACAO nao se faz NADA. Temos um povo, em geral, aleijado, mentalmente inerte e sem possibilidade de pensar. Muitos de nossos EDUCADOS nao compreendem um texto. Pouquissimos entendem a pagina de uma revista ou jornal. Isso eh entre os "educados". O  pobre "passa fome" que foi forcado a viver como bicho, o que faz ele? Sabe por instindo SOBREVIVER: Agarra sua Bolsa ou Cesta Familia e corre para casa, sem oportunidade, sem possibilidades de meditar sobre cidadania, dignidade ou educacao. Eles vivem em Campos de Concentracao de arame farpado INVISIVEL. Eles sao uma geracao de zumbis... Zumbis Brasileiros... SdM

Comentário de adalberto oliveira martins filho em 16 maio 2012 às 14:42

SAM  na realidade, ""eles"' nao tem culpa....o unico culpado é este povo brasileiro, que em nome de boa fá e tolerancia, simplesmente cruza os braços e assiti de galeria !!!!todos os dias SEM EXCESSÃO  assisto a empresas que estão demitindo...estamos morrendo aos poucos!!!!  e tem ums cabeças de bagres presidentes de associaçoes,  que por insanidade alegam a necessidade de importação sem preocupar-se com o futuro da nação!!!! para terminar de matar o parque fabril ainda temos um goverrno que está a deriva, todos fazem o que querem e SEM PUNIÇÃO!!!!sindicatos de trabalhadores que tb nada fazem .....enfim todos comprometidos até o pescoço!!!! e muitos empresarios que nao dão apoio ao sindicato patronal qdo eles precisam se mobilizar!!!! na realidade, NÓS temos que tomar atitudes, sejam quais forem e independente de consequencias...., mas nao podemos continuar a ficar atonitos com tudo que vemos, alias em todas as esferas e segmentos!!!!!!! portanto NÓS SOMOS OS RESPONSAVEIS deste país!!! se cada um fizer a sua parte a situação muda.....nosso problema é engolido por Dilma e CIA....com lindas palavras.....mas nao valem o que comem!!!!conseguem apenas usurpar o povo !!!!!

enfim...a ATITUDE TEM QUE SER NOSSA....e nao interessa de que forma aconteça...alias vc ja teve esta experiencia...o que achas???vale a pena???

tfa/adalberto

Comentário de Sam de Mattos em 16 maio 2012 às 12:01

Dalberto: Nao se enfureca tanto. Todos nos sabemos que a sua PREFERENCIA seria vender fios nacionais. Cuidado com as palavras. Nao de oportunidade ao Herr Schmidt comer a teu... A tua rabada, na feijoada dele. Abracao, Velho Guerreiro e Mano. SdM

Comentário de adalberto oliveira martins filho em 15 maio 2012 às 21:55

se o pais se mobilizasse como faz os metroviarios.......o governo tomaria atitute!!!!!

Comentário de adalberto oliveira martins filho em 15 maio 2012 às 21:28

EIKE foi um dos 28 megaempresarios que estiveram em reunião recenbtemente com Dilma....( deveriam chamar o lullinha tb.....com tantas proezas...) 

isto0 é um assunto facil de resolver : BASTA MATAR ESTES ""LIDERES"" QUE O ASSUNTO SE RESOLVE!!!! quem sabe o Brasil voltará a ser respeitado e os politicos terão um pouco de decencia e etica!!!! isto inclue tb prefeitos , vereadores.....assessores...etc..etc...

Comentário de Sam de Mattos em 15 maio 2012 às 11:26

A Delta , a EBX (Atraves de seus tentaculos) e a Direcao do RIO estao intimamente ligadas. Tao intimamente que dentre de um mes, a bomba estourara.

Enquanto isso todos dizem que a Ferrari do Thor voltopu aos donos no interior de Sao Paulo. Como e mesmo essa estoria?

Enquanto nisso, aguardamos mais um Brasileiro a ser morto para COMECAR a investigar o Guri...

SdM

Comentário de romildo de paula leite em 15 maio 2012 às 11:19

       São todos farinha do mesmo saco, Sergio Cabral, Garotinho, Rosinha Garotinho, Eduardo Paes;

 E estão no Bolso de Eike Batista.

Textile Industry

O Maior Portal de Informações Têxteis e do Vestuário do Brasil

© 2014   Criado por Textile Industry.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço