Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Convocação - Grito de Alerta do Setor Têxtil de Confecção!

Chinesada vem com tudo!

Exibições: 4108

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de alfredo cardoso Neto em 19 outubro 2013 às 21:07

Romildo, não é você que esta escrevendo o que acabei de ler!!!!????

O Brasil esta se fo...,ferrando com a atual politica e você defende esta merda de feira?? Não é você no blog??!! Eu lá quero saber se a China, faz uma feira em qualquer parte do mundo, eu não quero no Brasil. Quem ,qual, quantas nominalmente, quem esta fazendo intercambio com a China? Você sabe? Então diga.

Comentário de Romildo de Paula Leite em 19 outubro 2013 às 20:49

Quais as expectativas para a Go Tex Show?

O Governo da China já promove, com grande sucesso, feiras com a proposta mercadológica da Go Tex Show, na Austrália  (China Clothing & Textile Expo), França (China Textile and Apparel Trade Fair) e nos Estados Unidos (China Textile and Apparel Trade Show). O Grupo China Trade Center trabalha há mais de uma década como facilitador, fazendo a ponte entre empresas brasileiras e chinesas, reforçando a relação de parceria comercial entre os dois países, uma atividade de grande importância estratégica para as duas economias. O Grupo leva empresas brasileiras para a China e também traz empresas chinesas para o Brasil, tanto para participação em feiras como para rodadas de negócios, sempre impulsionando a relação comercial entre a China e o Brasil.
Comentário de alfredo cardoso Neto em 18 outubro 2013 às 22:09

Henrique ZUCATELLI, NÃO HAVIA LIDO TODOS OS COMENTARIOS, MA SVOCE me surpreende! Porque não v faz nada para mudar este teu panorama sombrio? Porque não manda e-mails para todos brasileiros, dizendo que o que fazemos não atende o mercado, a ABIT,SINDITEXTIL, já receberam suas reclamações, você já esperneou sobre suas convicções?? Cara você tem razão, mas é limitada a eu e você, o único que lhe afrontou, você tem razão, mas.......... ou desabrocha ou fica só aqui no blog.

Comentário de alfredo cardoso Neto em 18 outubro 2013 às 21:55

Edison ,a situação é muito complexa para ficar ou chamar nossos funcionários, por vezes, afoitos e criar um clima hostil. Devemos é pressionar o governo federal, isto não fazemos ,se,  fizéssemos, aqui não estariamos. Nossa governante é uma súcia, indevidamente empossada no cargo de presidente. Hoje comentei com meu filho, que deveríamos ir a feira e solicitar um milhão de "coisas", tarefas e solicitações de preços, orçamentos, amostras, etc, etc pois iria criar uma grande dificuldade de atender-nos em vista dos inúmeras solicitações. O nosso Presidente, dª Dilma, autorizou, ou melhor proibiu que algumas internacionais, LE LIS, por exemplo, a não produzir mais nada no Brasil, o que ela fez?? Foi lá fora na CHINA, e vai importar milhões de peças e jogar no território brasileiro. Vão ser BURROS assim lá na Esplanada. A ABIT e SINDITEXTEL, que me perdoem, mas são no mínimo coniventes com esta verdadeira e impura aceitação da feira. Aposto que os balcões de atendimento e estandes, lá estarão e vão dizer que é para regular o que estão vendo ou fazendo??SERÁ?? ESTOU DESCRENTE DE TUDO O QUE ESTOU VENDO, NEM NOSSOS PARCEIROS OU REPRESENTANTES, ESTÃO NA NOSSA RETAGUARDA. é TRISTE E LAMENTAVEL.

Comentário de SERGIO GAIOTO FALCÃO em 18 outubro 2013 às 18:32

Vejo que ao longo dos anos,   fibras , fios, tecidos e confecções que eram produzidos aqui  no Brasil  não são mais,  fiações, tecelagens, tinturarias, confecções fecham todos os dias,  creio que assim vai sobrar  apenas os grandes magazines,    eles estão se dando muito bem com os “mágicos” chineses,  ao menos por enquanto,  sim... por enquanto.....   a hora deles  também vai chegar,  não tenham dúvidas,  os chineses vão dominar inclusive o mercado varejista,  as vendas on line  made in china  já estão a pleno favor,  para aqueles que gostam dos chineses é bom aprender bem o mandarim,  eles com certeza serão seus chefes no futuro.

Agora para aqueles  que ainda tem esperanças,  que sabem da importância do setor têxtil como um todo,  que sabem que dentro da fábrica somos tão competitivos  como os incríveis chineses ,   e que sabem  que só lutamos por direitos e regras iguais,  tem  que aproveitar essa convocação,

sempre  cobramos iniciativas efetivas para chamar atenção do governo sobre a situação do nosso sofrido setor têxtil,  essa com certeza é um boa oportunidade que teremos para fazer isso,  estarei presente com certeza e lavarei tantas quantas pessoas puder,   não podemos perder essa oportunidade,  essa é com certeza a única linguagem que os governantes sabem ouvir.

Comentário de Soraia Brena em 18 outubro 2013 às 18:20

Acho o movimento necessário, pois não são apenas os custos de produção que nos impedem de competir, são também nossas despesas fixas, variáveis, investimentos em segurança, maquinário, transportes enfim, tudo num patamar absurdo para os micro e pequenos empresários, sem falar na burocracia que nos cerca. Que a indústria de confecção que tanto emprega neste país, reaja nesta briga que acima de tudo é política!!!

Comentário de Joao Burim em 18 outubro 2013 às 17:28

Talvez seja ideal fazer uma análise comparativa sobre os custos de produção lá e cá para que os leitores fique melhor informados. Concordo que o custo Brasil é muito alto mas desconheço a legislação trabalhista naquele país.

Comentário de luiz bento em 18 outubro 2013 às 16:01

Com o PT no governo não teremos como sair desta situação.

Cotações dos nosso produtos reguladas pelas importações e nossas despesas sem controle algum

como e por quanto tempo vamos resistir ? 

Não tenho como participar, pois estou a longa distância, mas torço para que sejamos ouvidos

 

Comentário de AFONSO BAPTISTA DE MELLO em 18 outubro 2013 às 14:42

em quanto não mudar o governo petista nada vai ser feito

Comentário de EDGAR DOS SANTOS BRANDÃO em 18 outubro 2013 às 13:55

como disse vera grigolli "Os grandes varejistas estão em zona de conforto", de fato, estão mesmo e até mesmo os pequenos estão querendo copiá-los, trazendo produtos produzidos em outros países, em vez de produzir aqui, apoiando a produção nacional e melhorando a tecnologia na industria têxtil e confecção. 

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço