Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Sim, nós somos incansáveis! A 5ª edição do The Street Store de Belo Horizonte já está oficialmente marcada para dia 05 de dezembro de 2015, das 8h às 17h, em frente ao Parque Municipal. Já estamos com o alvará da Prefeitura e com tudo alinhado! Todo mundo pode participar fazendo doações, bem como sendo voluntário no dia!

Saiba em detalhes como funciona:

(1) O que?

O projeto The Street Store surgiu em janeiro de 2014 na Cidade do Cabo, na África do Sul, e desde então já passou por mais de 100 países. Trata-se de uma loja de rua para moradores de rua, sem fins lucrativos. Os moradores escolhem quais e quantas roupas e acessórios quiser, de acordo com seu gosto pessoal.

A ideia central é dar visibilidade para as pessoas que tratamos como invisíveis, além de romper com a lógica das doações verticalizadas. Em outras palavras: o morador de rua existe, deve ser visto e suas escolhas pessoais devem ser respeitadas. A roupa é apenas um vetor para que este processo de cidadania e humanização das relações aconteça.

Em agosto 2015, o projeto The Street Store BH, organizado pelo site Moda Ética, tendo a parceria e apoio da Faculdades Kennedy na , 2ª e 4ª edição, e do Centro de Referência da Moda na 3ª edição, foi agraciado com o Prêmio Gentileza Urbana 2015 na categoria “Generosidade”. O prêmio acontece desde 1993 e busca estimular iniciativas que melhoram a qualidade de vida urbana.

Contabilizando as três primeiras edições do projeto The Street Store BH, estimamos que mais de 1.200 moradores de rua de BH tenham escolhido roupas do seu gosto pessoal e recebido o nosso olhar, contando com a ajuda de cerca de 150 voluntários e mais de 400 doadores de roupas em Belo Horizonte.

 

(2) Quem?

Eu, Luciana Duarte, idealizadora do site Moda Ética | Ethical Fashion Brazil (o qual deu credibilidade para trazer o The Street Store pra cá), junto aos meus alunos do curso de Engenharia de Produção da Faculdades Kennedy, estamos organizando novamente mais uma edição do projeto. Nesta 5ª edição, contamos com a colaboração fundamental de dezenas de pessoas maravilhosas que atuam como voluntários, incluindo uma equipe de alunas da Comunicação Social da UFMG.

Caso você queira ser voluntário, envie um e-mail com seu nome completo + telefone para contato@modaetica.com.br até o dia 26 de novembro de 2015. As vagas são limitadas.

DSC_0514

Voluntários veteranos 3º The Street Store BH. Foto: Vitor Teófilo. DA esq. p/ dir.: Marcella, Pedro Ivo, Pedro Prates, Vladmir e Lívia

foto 34 copy

Luciana Duarte (organizadora) + Margareth, da Limpeza Urbana de BH

(3) Quando?

Sábado, 05 de dezembro de 2015

Das 8h às 17h.

Voluntários deverão chegar às 7h no local para ajudar a montar a estrutura. Lembrando que os moradores de rua já estarão nos aguardando em fila!

 

(4) Onde?

No mesmo local da 1ª e da  edição:

Av. Afonso Pena, 1.377, Centro, Belo Horizonte – MG.

Nas calçadas externas do Parque Municipal, entre as portarias do Parque e do Palácio das Artes.

 

(6) Onde doar?

A doação pode ser feita de seis formas, conforme as regiões/bairros de BH a seguir:

 

(1)   Venda Nova (Zona Norte)

Preferencialmente e diariamente, na Faculdades Kennedy, aos cuidados de:

- Vera (Centro de Extensão), das 8h às 12h, e também das 18h às 21h.

- Graça (secretaria ao lado do Centro de Extensão), das 13h às 22h

Endereço: Rua Feliciano Ribeiro, sem número (em frente ao portão de número 108), bairro Rio Branco (região de Venda Nova)

 

(2) Zona Hospitalar (Centro)

DA da Faculdade de Medicina da UFMG

Endereço: Av. Professor Alfredo Balena, 190

Como chegar: na portaria da Medicina, avistar um prédio vermelho. O DA está ao lado da biblioteca.

Horários: 8h até 17h30

Telefone: (31) 3409-9743

 

(3)    Sion (Zona Sul)

Loja Jabuti Kids

Endereço: Praça do Rotary Club, 23, bairro Sion (essa praça fica no final da Av. Uruguai, a principal do bairro)

Horários: seg. à sex. das 9h às 18h ; sábado das 9h às 13h

Aos cuidados de: Ana Costa

Telefone: (31) 2555-5197

 

(4) UFMG / Pampulha

Xerox da Escola de Engenharia da UFMG – Bloco 3

Endereço: Campi UFMG Pampulha, Prédio de Engenharia, Bloco 3

Como chegar: em frente à portaria do Bloco 3 da Escola de Engenharia, atrás do Diretório Acadêmico (famoso “D.A.”), tem uma placa escrita “xerox com uma seta apontando”

Há um banner indicativo “The Street Store”.

 

(5) Santo Antônio (Zona Sul)

Loja Maria Carlota

Endereço: Rua Marques de Paranaguá, 33, Santo Antônio

Referência: rua paralela a Av. Prudente de Morais

Horários: de seg. à sex. de 10 as 19 horas; e aos sábados de 10 às 14 horas

Aos cuidados de Maria Carlota

Telefone: (31) 9938-6864

 

(6)   Centro

No dia e local do evento (05 de dezembro, sábado, das 8h às 17h, Av. Afonso Pena, 1377 – entre o Palácio das Artes e a entrada do Parque Municipal).

Sugestão: utilize a ferramenta “Como chegar” do Google Maps.

 

(7) O que posso doar?

Roupas, calçados, cintos, lenços, bijoux, bonés, chapéus, cangas, bolsas, mochilas, carteiras, cobertores, travesseiros, almofadas e livros.

Preferencialmente: vestuário masculino + livros!

Gentileza: entregar todas as doações já triadas por tipo de roupa e identificadas. Ex. sacola só de camiseta masculina, sacola só de cueca, caixa só de chinelo.

Tudo será inteiramente repassado aos moradores de rua.

Pode doar roupas infantis, femininas e masculinas.

Não são e nem serão arrecadados: alimentos, remédios, brinquedos, roupas de natação, panelas, talheres, objetos decorativos (ex. porta-retrato, caixas decoradas, vasos, bibelôs), “bugigangas”, “traquitanas” e sucatas diversas.

Pergunte a si mesmo: O que uma loja de roupas tem? É isso que a The Street Store deve ter.

foto 114

2º The Street Store BH – Foto: Flávia Viana

(8) Alguém vai recolher as doações?

Não. O doador-voluntário deverá levar suas doações até os locais acima citados.

 

(9) Existe prazo para doar?

Sim. Até dia 03 de dezembro de 2015.

Depois desta data, as doações serão aceitas somente no dia e local do evento.

É uma gentileza que as doações sejam feitas o quanto antes e que avisem (mesmo que forem “chegar-chegando” no dia do evento), para que a gente possa agilizar a logística, o transporte, e ter controle da relação “partes interessadas” / “doadores efetivos” / “voluntários no evento” / “volume arrecado” / “moradores de rua favorecidos”.

O e-mail para avisar é o mesmo: contato@modaetica.com.br

 

(10) O evento tem fins lucrativos?

Não, nunca e jamais. Todos os objetos arrecadados serão integralmente doados aos moradores de rua.

Nada será vendido ou trocado com ninguém. É doação 100%.

Você não poderá atrelar nenhuma marca ou nenhuma divulgação de produto algum no evento.

Ainda que você seja uma pessoa jurídica – empresa ou microempreendedor – não deverá associar seu nome ao evento em hipótese alguma. Esta não é uma proposta de “filantropia empresarial” ou de “pseudo responsabilidade social”. Esta não é uma ocasião de publicidade, de qualquer mídia espontânea e indireta para seus produtos doados.

Esse é um projeto vinculado ao site Moda Ética e aos alunos da Faculdades Kennedy e não há lucro, nem para mim, nem para os alunos, nem para a faculdade. Pelo contrário, eu estou bancando todo o material de infra-estrutura do meu bolso. Por que? Pelas minhas convicções pessoais de ajudar os outros, de reduzir a desigualdade social pelo pouco posso, etc.

 

(11) Sou de outro estado ou outro país. Posso ajudar?

Pode. Mas você terá que arcar com os custos de transporte, frete dos Correios, ou riscos da mercadoria ficar parada na alfândega e de não chegar em tempo.

Eu te pergunto: será que compensa? Nestes casos, o maior valor é o da sua intenção em ajudar! =)

 

(12) Posso divulgar o evento no Facebook?

Pode. Mas não crie um “evento no Facebook”. Este evento será criado oportunamente, dentro de 05 dias, criado pela própria equipe sul-africana do The Street Store. Não será nem mesmo criado por mim.

Novamente: a questão da divulgação no Facebook é que muitas pessoas “curtem” e marcam que vão no evento tal, mas poucas efetivamente se comprometem e põe a mão na massa. É muita “estética de ser solidário”, e pouca responsabilidade, pouca ética. Logo, estamos adiando a criação desse evento virtual para evitar um público volátil e que ostenta a superficialidade dos “curtir”.

Existe o evento real para pessoas reais e comprometidas com a realidade. Acredito que a velha e boa divulgação boca-a-boca traz mais resultados, e estabelece um diálogo de afinidades entre dois seres humanos.

A criação de um “evento no Facebook” é mais uma ferramenta de divulgação, que uma ferramenta representativa do comprometimento efetivo das pessoas. Converse pessoalmente com os seres humanos ao seu redor sobre o evento, garanta que eles vão mesmo fazer as doações – essa é a melhor divulgação. ;)

foto 127

2º The Street Store BH – Foto: Flávia Viana

 

(13) Posso liderar meus amigos e familiares para doarem também?

Pode. Por favor, faça isso, você vai ajudar bastante. Mas avisa a gente que o seu volume de doação é alto.

 

(14) Posso organizar uma coleta no meu prédio, no meu trabalho ou na minha faculdade?

Idem item (13): Pode. Por favor, faça isso, você vai ajudar bastante. Mas avisa a gente que o seu volume de doação é alto.

Por gentileza, entre em contato pelo e-mailcontato@modaetica.com.br solicitando o cartaz do projeto que informa e sinaliza que sua empresa apoia o The Street Store BH.

 

(15) Posso criar um ponto de entrega para as doações em Belo Horizonte?

Depende. Depende do seu histórico em trabalhos voluntários, depende da área (em metro quadrado) que você tem para acomodar as doações, depende da localização e acesso do seu estabelecimento.

 

(16) Quero doar lanche e água à equipe do evento. Posso?

Pode, muito obrigada. Mas a marca de sua empresa de alimentos não deve estar vinculada ao evento. Novamente: essa não é uma oportunidade de empresas patrocinarem e exibirem suas marcas. É um evento feito pelo povo e para o povo. Qualquer empresa envolvida é uma coadjuvante que deve permanecer anônima em qualquer benfeitoria que ela venha contribuir. Qualquer empresa benfeitora será somente citada em texto no site Moda Ética.

pedro-tanure---street-store_12

Moradores de rua se alimentam no 3º The Street Store BH. Foto: Pedro Tanure

(17) Tenho empresa de vestuário OU sou designer de moda e quero doar roupas com leves defeitos, peças piloto, modelagens de teste, protótipos, etc. Posso?

Sim, pode. Idem item (7) e item (13).

 

(18) Quero ser voluntário no dia do evento, não importa o que eu tenha que fazer, quero ajudar. Ainda tem vaga?

Sim e muito obrigada pelo seu interesse! Neste caso, envie por e-mail (contato@modaetica.com.br) seu nome completo e telefone até o dia 26/novembro/2015. Vamos atingir o limite de 100 voluntários. Há diversas funções para os voluntários, que serão posteriormente combinadas mediante a possibilidade de cada um. A saber:

  1. Auxílio de transporte dos volumes (dos pontos de coleta ao local do evento)
  2. Montagem da estrutura (pendurar os papelões, distribuir as roupas e sapatos, separar em feminino, masculino, infantil)
  3. Fotografia
  4. Filmagem
  5. Controle de estoque
  6. Coletar assinatura e e-mail de estudantes que queiram receber declaração de participação
  7. Liderança das equipes de voluntários (isso deverá ser feito pelos estudantes de Engenharia)
  8. Recebimento de doações no dia
  9. Instruções sobre lanche, água, banheiro, local para almoçar, local para descansar
  10. Monitorar que os voluntários não estejam usando objetos de valor, que as bolsas estejam fechadas, etc.
  11. Monitorar fluxos de informação, produtos e pessoas

Novamente: ninguém é obrigado a fazer nada. Você pode começar a fazer algo e desistir a qualquer momento, pode trocar de função, etc. Isso será combinado por e-mail com os voluntários, após atingir o limite de 100 voluntários. Portanto, não se preocupe com sua função agora.

foto 1 copy

Montagem 2º The Street Store BH. Foto: Flávia Viana

(19) Após o final do evento, a equipe The Street Store de Belo Horizonte pode doar os papelões para outros grupos de outras cidades?

Não, e também não podemos emprestar. Porque vamos repetir o evento em outras localidades. Além disso, o material de suporte da “loja”, chapas de papelão, é reconhecidamente frágil. Inclusive estamos fazendo manutenção nos papelões que temos.

 

(20) Vocês vão enviar material de divulgação por e-mail?

Somente aos voluntários e aos jornalistas.

 

(21) Estou muito ansioso e tenho várias dúvidas:

(a) Mas e se não só morador de rua aparecer na “loja” e querer roupas de doação, e se aparecer gente “normal” querendo as coisas dos “mendigos”?

A regra é: (1) Fazer o bem sem olhar a quem, sem julgar as intenções do outro. (2) Os voluntários deverão instruir a pessoa a pegar no máximo dois objetos e esclarecer sobre o perfil do público-alvo.

Já para os moradores de rua, isto é, o público-alvo da loja, não há limites de produtos a serem escolhidos e levados. Eles podem pegar o que quiser, levar o tempo que quiser para escolher.

(b) Os moradores de rua não vão pegar tudo da “loja”?

Não. A experiência em outros países e a realidade destes nossos irmãos mostra que eles vivem com pouco e que selecionam sim aquilo que é necessário para sua sobrevivência. – Somos nós, classe média e rico, que em geral não nos saciamos com a oferta de mercadorias.

(c) Pode levar bebida durante o evento pra ser uma grande festa do povo?

Não. O evento é sério e sóbrio. E a sensação de fazer o bem é indescritível de boa e revigorante. A gente quer vivenciar essa sensação de fazer o bem. Mas, claro, depois do evento, podemos e devemos celebrar. Minha sugestão é: subir duas-três quadras até o clássico Edifício Maletta.

(d) E se sobrar roupa para doação, o que a gente vai fazer?

Duvido que sobre. O Plano B é deixar essas roupas em outros pontos da cidade. O Plano C é destinar a instituições de caridade previamente conversadas a respeito dessa possibilidade.

(e) Não é perigoso ficar cara-a-cara com os mendigos?

Não. Haverá policiamento no local do evento. E é bom para aprender a lidar com seus preconceitos com relação ao seu próximo.

(f) Que roupa devo vestir no dia? A gente vai estar uniformizado?

Essas informações serão passadas por e-mail aos voluntários. Usaremos jeans e camiseta branca. Já a utilização da logo do evento em camiseta própria ou crachá de identificação será combinada com cada um – mas não é obrigatória.

(g) Sou estudante e seria muito bom receber um certificado de participação. Vocês podem dar?

Sim, desde que esteja comprovado que você esteve mesmo no evento, ajudou, e de qual faculdade é estudante. Isso será resolvido após a finalização do evento.

(h) Eu não vou ajudar como voluntário e não vou doar no evento – ou talvez eu faça uma doação no dia. Posso passar lá, “fazer um social”, “tirar um selfie” e inserir umas hashtags na legenda da foto dizendo que eu participei?

Claro, é a sua vida e vai da sua consciência.

(i) Eu coletei várias coisas interessantes, roupas excelentes e de marca, e quero pegar algumas para mim. Eu sei que elas eram para os moradores de rua, mas penso que umas poucas roupas e acessórios não vão fazer diferença. Será que devo pegar?

Duas respostas são possíveis e vão de acordo com a sua interpretação:

i.1) não faça isso, deixe de “ser fominha”, o evento é pra doar a quem não tem, e não para melhorar ou aumentar os bens de quem já tem…

i.2) é a sua vida, você faz o que quiser com ela.

(j) Vai ter uma reunião prévia com os voluntários do evento?

Sim, de certa forma. Essa reunião será no dia do evento em dois horários: às 9h e às 14h. Antes disso, será enviado e-mail com todas as informações necessárias sobre como proceder. Lembrando que se você é um voluntário, você não é obrigado a fazer nada, você pode inclusive faltar. Mas tente avisar com antecedência.

(k) E se tudo der errado? Às vezes, as coisas dão incrivelmente errado…

Nós vamos aprender com nossos erros, corrigir pontos falhos e executar melhor na próxima vez.

(l) O evento tem policiamento?

Sim. Está protocolado com a Polícia Militar de Minas Gerais, bem como com o Corpo de Bombeiros, para que estejam cientes e à disposição no evento.

http://modaetica.com.br/5o-the-street-store-bh-05122015/

Exibições: 105

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço