Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Fonte:|portalexame.abril.com.br|

Marcelo Onaga

O apetite de Abilio Diniz parece não ter fim. Depois de adquirir o Ponto Frio, ficar com o controle das Casas Bahia, fazer aquisições de postos de gasolina e demonstrar interesse por redes de drogarias, o empresário quer agora entrar no varejo de vestuário. Abilio já conversou com executivos da C&A no Brasil e com Flavio Rocha, presidente da Riachuelo. No primeiro caso a conversa nao foi adiante porque o comandante do grupo Pao de Açúcar não se encantou pela rede holandesa. Já com a Riachuelo as conversas chegaram a um estágio avançado, mas a família Rocha, que tem planos de crescimento ousados, não aceitou abrir mão do controle da empresa. Mesmo assim, Abilio segue atrás de novos alvos e deve ter reuniões na próxima semana com executivos de uma grande rede. Procurados, o Pão de Açúcar e a Riachuelo não se manifestaram.

Exibições: 78

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Roberto Camim em 30 março 2010 às 14:20
Esta intenção pode ser muito favorável para o têxtil brasileiro, caso o propósito for dar suporte para micro, pequenas e medias empresas deste seguimento ou produzir tudo aqui.
Com mentalidade de industrial a intenção é valida, porem se for como investidor, poderá provocar um dano maior neste seguimento que esta sofrendo, devido à importação de fios, tecidos e manufaturados.
Infelizmente não temos governantes aptos para tal posto, que possa olhar um pouco pelo setor têxtil que movimenta também muitos outros seguimentos da industria local, atualmente esta entre os 5 maiores setores empregatício.
Somente a redução do ICMS não irá resolver o problema.

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço