Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Com um coquetel no início de dezembro, a turma da Abit presta uma homenagem informal ao Aguinaldo Diniz, que vai encerrar seu mandato como presidente da entidade. Ele deixa um saldo invejável, multiplicando por quatro os recursos para promover a defesa da indústria têxtil nacional. Nem bem deixa o cargo e já vai enfrentar outra empreitada: eleito para presidir o Conselho Consultivo do SENAI-Cetiqt, chega garantindo alguns milhões para aplicar no desenvolvimento tecnológico do setor. Esse é o maior centro de pesquisa têxtil da America Latina.

http://www.clicfolha.com.br/noticia/28952/boa-gestao

Exibições: 433

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de Antonio Silverio Paculdino Ferre em 27 novembro 2013 às 14:56

Parabens Dr. Aguinaldo. O sr. veio do CETQT e galgou inúmeros degraus, devido à sua competencia. Sempre procurou estudar e participar. Nessa nova missão desejo sucesso e me coloco á sua disposição de forma incondicional.

Comentário de Maria de Sousa em 26 novembro 2013 às 17:58

Nunca vi alguém largar o "osso" demonstrando felicidade tamanha de dever comprido, agora sim, entendi talvez o que já está a espera é maior. Parabéns Sr. Aguinaldo o Sr. é muito eficiente assim poderá quem sabe mudar o CETIQT porque ultimamente os Engenheiros Têxteis do CETIQT não conseguem nem arranjar empregos como tal, vão estudar  com tanta esperança no nome honrado da entidade e saem daí sem  pelo mesmo entrevista de empregos o máximo que estão conseguindo é para enfrentar produção de industria ganhando valores irrisórios. Será porque isto acontece?  

Comentário de Maria de Sousa em 26 novembro 2013 às 17:43

Comentário de SERGIO COELHO BASTOS em 26 novembro 2013 às 14:37

ASSISTIMOS OS  NOVOS TECNICOS, CHEIOS DE ORGULHO E ESPERANÇA CHEGAREM AO MERCADO DE TRABALHO.... TEREM SALARIOS AVILTANTES... EMPRESAS TOMADAS POR PROBLEMAS FINANCEIROS....E VALOROSOS FUTUROS PROFISSIONAIUS SE DECEPCIONANDO E MUDANDO DE PROFISSÃO... JÁ VI TECNICO TEXTIL COMO GARÇON, COMO CABELEREIRO, COMO VENDEDOR DE MOVEIS, COMO MOTORISTA DE TAXI... E ETC.....CRIMINOSO... ESSE É O TERMO... PRA DEFINIR !!!

 

Comentário de SERGIO COELHO BASTOS em 26 novembro 2013 às 14:34

O CETIQT FOI O DIVISOR DE ÁGUAS NA MINHA VIDA E NA VIDA DE MUITOS COLEGAS DA INDUSTRIA TEXTIL.  EU FIQUEI NO CETIQT 3,5 ANOS E SAÍ DE LÁ COM UM DIPLOMA E UM ORGULHO ENORME, POR TER ESTUDADO NA MELHOR INSTITUIÇÃO DE ENSINO TECNICO DO BRASIL... VEJO DE CÁ DA INDUSTRIA, ASA GRANDES CABEÇAS SENDO DISTRUIDAS PARA DAR ESPAÇO A POLITIQUEIROS QUE NÃO SABEM DIFERENÇAR UMA TRAMA DE UM URDUME.....

E NOS ÚLTIMOS 20 ANOS, A LIBERAÇÃO DAS FRONTEIRAS PARA ENTRADA DE PRODUTOS DE QUALIDADE DUVIDOSA, COM DOCUMENTAÇÃO FALSA OU CONTRABANDEADA, PARA COMPETIR POR AQUI....

SE NO PASSADO TÍNHAMOS GRANDES EMPRESAS TEXTEIS... HOJE TEMOS EMPRESARIOS TEXTEIS QUE FICARAM GRANDES, SEM NUNCA TER INVESTIDO EM UMA MAQUINMA..... SÃO POUCOS ESSES IMPORTADORES.  ELES CENTRALIZARAM TUDO E IMPEDEM OUTROS DE CHEGAREM....

A MECANICA DO NEGOCIO É ASSIM:  MANDAM DINHEIRO IRREGULAR PARA OS PARAÍSOS FISCAIS, ADQUIREM PRODUTOS ASIÁTICOS, PAGAM COM RECURSOS DOS PARAÍSOS FISCAIS E LAVAM COM ENTRADA DE PRODUTOS.... CAMUFLADOS.....CONTRABANDEADOS..... E ACOCHAMBRADOS COM FISCAIS DOS PORTOS.....DE TODO LADO DO BRASIL.....

Comentário de EDISON BITTENCOURT em 26 novembro 2013 às 8:05

Pois é,  nunca trabalharam ou são empresários  falidos  ( não que a  culpa  seja  necessariamente deles)   que são "encostados" nestas  associações ou em nichos de mordomia. Esta  é a triste verdade  que me vejo obrigado a  admitir. Muitos sequer  entraram em  um laboratório ou fizeram pesquisa . Outros que por vezes  assumem a posição de  "diretores" sequer conhecem o mais elementar da indústria . Olha:  o lobby  Chinês  é  forte,   e  especulo que envolve colocar a  indústria  têxtil na bandeja. Está faltando lesa pátria na  papuda. Na China boa parte do nosso governo pegaria perpétua senão fuzilamento, pelo que fizeram  após  1989. Os dados sobre nossa  desindustrialização  são inequívocos, e vamos  sofrer por  décadas como resultado destas devastação moral e  econômica. A transformação do ETIQT  em CETIQT   foi pelo melhor que  sei  a primeira criação de um Centro de Tecnologia  no SENAI , modelo depois implantado  em várias áreas do SENAI. Foi um trabalho metódico do qual participei  de 1978 até 1983 , quando saí para vir a ser  diretor  do Centro Têxtil  do  IPT. Vemos que no governo que tem parte  dele,  a principal,  no presídio da  Papuda  a vocação é destruir. Mas o que  mais me da nojo é o  silêncio  dos que deveriam estar estar  usando  suas vozes na defesa  de seus colegas da área de ensino e  pesquisa. Que vão estampar  chita então!

Comentário de julio cesar de souza em 25 novembro 2013 às 23:27

EXATO, CARO EDSON, VEM DOS SALÁRIOS DOS TRABALHADORES

DA INDÚSTRIA TÊXTIL, VERBA ADMINISTRADA POR MUITOS QUE 

NUNCA TRABALHARAM DE VERDADE E SÓ SÃO VISTOS NOS COR

REDORES DO CNI QUANDO TRANSITAM DE GABINETE EM GABINE-

TE.

Comentário de EDISON BITTENCOURT em 25 novembro 2013 às 9:51

No entanto o CETQT sofreu o que considero  uma  brutal intervenção por parte  do sistema SENAI. Não se faz pesquisa com terror  e autoritarismo. O trabalho  feito pelo CGEE para a  ABDI traçou rumos consensuais para estabelecer os rumos das pesquisa  na  área têxtil desenvolvendo produtos de maior valor agregado. Mas como todas brincadeiras  do governo nada  foi feito. E nenhuma  das instituições que sobraram tem condições de substituir o  CETIQT, e nem de ter o futuro que  estava planejado. Até hoje, ao que eu saiba, a  atual administração prestou contas do que fez e , principalmente, do que pretende fazer para o  futuro. O atual diretor não sabe diferenciar , como  necessário  conhecimento, um espula de  uma engomadeira. Os que sobraram do desemprego estão  sob pressão, e pavor  do desemprego. Note-se que o dinheiro para o SENAI  vem do povo  e não  dos  burocratas  do  CNI

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço