Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano X

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano X

BNDES lançará crédito internacional para compra de produtos nacionais de segurança

BNDES lançará crédito internacional para compra de produtos nacionais de segurança

Por Daniel Silveira, G1

Raul Jungman disse que ação do banco de crédito tem o objetivo de fomentar a indústria militar brasileira.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai lançar uma linha internacional de crédito para financiar países que queiram comprar produtos da indústria brasileira de defesa e segurança. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (4) pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, durante a abertura da 11ª edição da Laad Defence & Security 2017, feira de defesa e segurança que reúne 600 marcas expositoras no Rio de Janeiro.

Os detalhes da nova linha de crédito, segundo o ministro, serão apresentados na feira durante a tarde pela presidente do banco, Maria Silvia Bastos Marques, que deverá falar ao lado do presidente Michel Temer.

SAIBA MAIS: BNDES muda política de crédito e limita financiamento a 80% do projeto

Jungmann destacou que a nova linha de crédito do BNDES, que tem como objetivo principal fomentar as exportações brasileiras no setor, faz parte de uma nova política de Estado voltada ao setor, cuja criação foi adiantada pelo ministro durante o evento.

"A criação de uma política de Estado se faz necessária porque a venda de produtos militares não se dá entre empresas e consumidores, mas entre países", ressaltou o ministro.

Segundo Jungmann, a nova política tem sido desenhada em conjunto entre os ministérios da Defesa, Fazenda, Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, além das pastas de Relações Exteriores e Ciência e Tecnologia.

"Precisamos dotar o setor de uma política específica, com instrumentos robustos, que confiram maior eficiência nas nossas relações comerciais", disse o ministro.

Defesa da indústria militar

Outra medida que será viabilizada com a nova política é a criação de um grupo dedicado à defesa da indústria militar brasileira na Câmara de Comércio Exterior (Camex). Por meio deste grupo, o governo, segundo o ministro, espera “equalizar a concorrência entre as empresas que compõem a Abimde [Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança]”.

O ministro Raul Jungmann enfatizou que a indústria da defesa serve de base para avanços tecnológicos que impactam o dia a dia das pessoas. Ele citou, por exemplo, a criação do teflon, do micro-ondas e do GPS, inicialmente produzidos para uso militar, mas que acabaram se tornando úteis em vários setores.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que também participou da cerimônia de abertura da feira, ressaltou que, apesar de representar somente 3,7% do Produto Interno Brasileiro (PIB), [a indústria da defesa] "é um importante polo gerador de tecnologia e de produtividade na economia".

Exibições: 32

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano X para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano X

Comentário de Antonio Silverio Paculdino Ferre em 6 abril 2017 às 16:45

Já existe financiamento para comprar da Embraer. É só copiar. Mas querem gastar dinheiro e propaganda.

© 2017   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço