Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

• Dureza dos rolos: 50 a 60 shore;
• Tensão de urdimento:Deve ser medida após as varas de encruz,ou seja,antes do pente condensador;
• Existem urdideiras adaptadas com pente encruz pneumático,onde as vras não são necessárias;

Após iniciado o rolo de urdume:

• Não se deve alterar a tensão aplicada aos fios,pois tensões diferentes no mesmo rolo podem provocar barramentos;
• Iniciar e terminar a confecção do rolo sem interrupções,pois se houver mudança de temperatura e umidade pode ocorrer variação de tensão nos fios do rolo.

Carregamento da gaiola

• Sempre no sentido horizontal para evitar concentração de embalagens com tamanhos diferentes ou com durezas diferentes.Procurar intercalar as peças para evitar possíveis riscos nos tecidos após o acabamento.

Urilizar 3 varas de encruz

• Manter os fios sempre na mesma posição ( sem inversão a cada nova encruz),evitando rolos amarrados.

Utilizar o pente condensador com passamento de 2 fios por pua:

• Ideal para fios que serão engomados,evitando a formação de cordões que provocam deifculdades de abertura na tecelagem.Nunca utilizar passamentos com fios impares,para que não se emaranhem,formando um fio só.

Regulagem das facas

• Todas as facas devem estar com a mesma altura e sem folgas

Ao iniciar uma nova portada

• Alinhar corretamente os fios para que estes não remontem na portada anterior,ou fiquem distantes da mesma (portada aberta),pois podem provocar mau andamento durante o tecimento.

Fios com alto torque:

• Utilizar sacos plásticos envolvendo a embalagem com fios e adaptar cerdas de nylon entre a embalagem de fio e pára-balão.
• Alinhar o centro da embalagem com o primeiro guia,para manter a formação do balão uniforme.

O saco plástico funciona como freio e as cerdas de nylon minimizam a caída do fio (barriga)e abrem possíveis laçadas,depois de uma eventual parada de máquina.

Fios com torção alta e crepe:

• Deve-se tencionar os fios através de passamento e não com pesos (chapinhas),pois esses provocam laçadas,devido a pinçagem do fio que provoca o torque e acúmulo de torção;

Jamais misturar lotes:

• Cada embalagem possui uma etiqueta com identificação do produto e do lote correspondente

Quando houver necessidades de se utilizar restos:

• Deve-se carregar uma carreira no sentido horizontal,para melhor distribuir as peças menores.Se for necessário mais de uma carreira,carregar alternadamente uma de restos e uma ou duas de peças grandes,sempre no sentido horizontal.

Este procedimento não é aconselhável para aplicação critica,pois o mesmo pode provocar barramentos.

Fonte:Aula Tec.Tec.I - FATEC Americana / 2008 (Trabalho apresentado)
Manual Técnico Vicunha.

Exibições: 713

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço