Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

E se a empresa sofrer um enfarte?


“Depois de um aviso mais forte, o paciente, quando sobrevive, leva o tratamento mais a sério”
(Ditado Popular)
(Todas as postagens foram baseadas em fatos reais durante a minha vivência como consultor)
Negócios foram feitos para ser rentáveis, mas por que alguns não são tão rentáveis? Muitas vezes porque o Empreendedor tem dificuldades em planejar e seguir o plano elaborado. Minhas experiências em grandes multinacionais foram de que o plano parecia ser mais importante do que a execução, mesmo porque, após o planejamento, a execução seria facilmente obtida, algumas correções de percursos seriam incorporadas e, cada um sabia exatamente o que deveria fazer em cada situação.
Nas pequenas empresas, pelo menos na maioria das que prestei consultoria, nada disso acontece, tudo é improvisado e, pior, feito ao humor do dia do dono do empreendimento.
Dentro da pequena empresa, podemos ainda dividir em dois grupos: os tranquilos e os desesperados. Tranquilos são aqueles que administram a empresa pelo saldo bancário e, enquanto este estiver positivo, julga que a empresa vai bem. Os desesperados são aqueles que torcem por uma vendinha de manhã para correr ao banco trocar a duplicata por dinheiro com ágio para pagar algumas contas na parte da tarde, e ainda julgam, na maioria dos casos, que a empresa vai mal, mas por culpa do setor que atuam. Como se explica o sucesso daquele concorrente que vai bem?
Planejar é antecipar as ações da empresa para os próximos períodos de forma a envolver todos os responsáveis pelas execuções das ações em busca do Lucro, Crescimento e Perpetuidade, que são os objetivos de uma empresa.
Se compararmos o planejamento empresarial com um tratamento médico, veremos que teremos momentos certos para tomar medicamentos e nas doses certas, mudanças de hábitos com o objetivo da cura ou controle, exames periódicos para avaliarmos os efeitos do tratamento e, às vezes, ajustes no tratamento para se adaptar às novas realidades que se forem surgindo.
Vamos imaginar que empresas saudáveis são as que fazem o tratamento correto e de maneira rigorosa, ou sejam, planejam e seguem o planejamento.
Vamos imaginar também que empresas de risco são as que não fazem o tratamento correto, ou seja, não têm planejamento, sendo que algumas sofrem com os maus estares e outras nem sentem, mas ambas correm maior risco de um infarto fulminante.
Nem as empresas saudáveis nem as empresas de risco se isentam de serem infartadas, mas, naturalmente, as de risco são as que mais morrem. O SEBRAE afirma que uma de cada cinco empresas sobrevive após o primeiro ano de vida.
Caro empreendedor, que tal começar a diminuir os riscos de seu empreendimento, fazer um tratamento preventivo, eliminar os sustos e parar de trabalhar no ritmo das ondas? Afinal, negócios foram feitos para ser rentáveis.



NEGÓCIOS FORAM FEITOS PARA SER RENTÁVEIS, CONSULTE UM ESPECIALISTA EM CUSTOS
contato@consultoriaplanecon.com.br

Exibições: 100

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço