Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Empresas carecem de políticas para gestão de crises em mídias sociais

A era digital, em que qualquer empresa corre riscos de ser exposta publicamente por suas falhas, exige novas políticas de prevenção e gestão de crises, alerta estudo conjunto da KPMG e da brasileira Bites Consultoria.

Entrevistando executivos e analisando casos em oito setores, os autores constatam: apesar de 45% dos executivos admitirem não ter política estruturada de gerenciamento de crises, 41% enfrentaram uma ou duas crises nos últimos cinco anos. Para 47%, o tempo médio de duração das crises foi de 30 dias. E 45% admitem haver alto risco decorrente de ações ocorridas em redes sociais.

O estudo detectou que o setor mais afetado foi o de varejo, e os problemas mais evidentes foram corrupção, fraudes, uso de trabalho escravo (ou análogo à escravidão) e má conduta de funcionários em mídias sociais.

Em seguida vêm os setores de tecnologia da informação, telecomunicações e mídia, com crises desencadeadas por exposição negativa, ataques cibernéticos, corrupção e falhas tecnológicas. O setor de energia ocupa a terceira posição, por corrupção, fraudes e negligência.

Academia (Foto: Ilustração: Davi Augusto)

http://sbvc.com.br/empresas-politicas-gestao-crises-midias-sociais/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 22

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço