Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Footwear: Bloco K, uma exigência que pode ajudar o empresário

Quando o Governo Federal publicou os novos prazos para a entrega do Bloco K, em outubro, muitos empresários ficaram preocupados. Conforme publicação no Diário Oficial da União, a obrigatoriedade do envio do documento teve prazo escalonado.

Para indústrias calçadistas, inseridas na divisão 15 da Classificação de Atividades Econômicas (CNAE), os prazos ficam para 1º de janeiro de 2016, 1º de janeiro de 2017 e 1º de janeiro de 2018, dependendo do faturamento .


Abicalçados e entidades parceiras promovem evento sobre o tema no próximo dia 8

A primeira data vale para empresas com faturamento anual superior a R$ 300 milhões, a segunda para empresas com faturamento anual igual ou superior a R$ 78 milhões, e a terceira para as demais.

Com o objetivo de demonstrar que a obrigatoriedade pode se transformar em oportunidade para uma melhor gestão das empresas, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins (Abrameq), Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) e Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) promovem uma apresentação de especialistas nos campos tributário, de processos e de informática às 16 horas do próximo dia 8 de dezembro, no Auditório 2 da Fenac, em Novo Hamburgo/RS.

O assessor-executivo da Abicalçados, Igor Hoelscher, explica que o SPED – sistema público de escrituração digital em que o Bloco K está inserido – trouxe uma vantagem pouco percebida pelo mercado, a de que os documentos fiscais em circulação no Brasil seguem rigorosamente o mesmo layout.

"Em conjunto com o sistema de identificação global, a correta utilização torna os processos firmes e garantem condições para integração aos controles da empresa", explica, ressaltando que o objetivo do evento é discutir os pontos chaves que devem ser adotados para que obrigações acessórias, como a do Bloco K, sejam integradas no dia-a-dia das operações das empresas para um melhor controle e, consequentemente, redução de custos.

Redução de custos
Segundo o executivo o foco é racionalizar e demonstrar processos amarrados, desde o desenvolvimento de produto, aquisição de insumos, industrialização, estoque, comercialização até devoluções, que garantam tanto o atendimento legal quanto a maximização da gestão com redução de custos.

O executivo ressalta o case de sucesso da Via Marte, empresa gaúcha que promoveu economia de mais de R$ 500 mil anual com a adoção de um projeto de otimização logística com identificação padrão, controle de estoques, distribuição, entre outros aspectos.

O evento é exclusivo para associados das entidades setoriais promotoras. As inscrições são limitadas e devem ser realizadas pelo link http://bit.ly/1TbjwDp..

SERVIÇO
Evento: Bloco K: problema ou oportunidade?
Data: 08/12/2015
Horário: 16hs
Local: Auditório 2 da Fenac, em Novo Hamburgo/RS

Fonte: Assessoria de Imprensa - Abicalçados

Exibições: 36

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço