Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Gaiola é uma armação de ferro, de forma retangular, onde existem: pinos para suportes de fios, funis, guia-fios, tensores e ilhoses. É constituída de duas partes: Direita e esquerda.

Existem vários tipos e tamanhos de gaiolas,o importante é que elas sejam versáteis para poder trabalhar com vários tipos de embalagens e títulos de fios.São utilizadas em urdimento seccional e contínuo.

As principais características das gaiolas de boa qualidade são:

• Estar localizadas preferencialmente em uma distância entre 3 a 5 metros da urdideira, para uma melhor distribuição do fio e minimizando os ângulos;
• Fusos que suportem a embalagem,alinhados com os guia-fio;
• Barras anti-estáticas nas laterais,eliminando choques nos operadores e diminuindo a carga estática dos fios,evitando nós e amarramentos;
• Pára-balão,tensores limpos e “chapinhas” como o mesmo peso;
• Sistema de abertura da sua lateral para regulagens no trabalho de diversos comprimentos de embalagens.O ideal é que a distancia da embalagem até os tensores seja de,no mínimo,metade da embalagem e,no Maximo,a distancia de uma embalagem.Deve-se tomar cuidado com a formação de balões,evitando duplos balões;
• Distancia entre fusos (horizontal e vertical) suficiente para que as embalagens de fio não se toquem.

O carregamento nas gaiolas deve ser executado no sentido horizontal, evitando concentrações de fios da mesma caixa que poderão causar faixas no tecido.

Exibições: 1400

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Comentário de Adolfo Wolgien em 6 abril 2010 às 8:28
Nas gaiolas de fios, outro dos pontos mais importantes é o controle de parada por eventuais quebras de fios, para evitar problemas operacionais e principalmente comprometer a qualidade na tecelagem. O sistema de parada mais eficiente de controle de quebras de fios de uma gaiola de fios, tanto nas instalações de urdissagem direta, seccional ou de preparação de cordas para tingimento, é o sistema eletrônico tipo Sensostop da Stüber o qual não é instalado na frente mas sim no interior da gaiola por fio (gaiolas em V) ou por setores (gaiolas paralelas) possibilitando assim uma reaçãoe parada imediata ao detectar uma quebra (a V= 1000 m/min a parada ocorre em 1 metro), assim evitando a perda de pontas mesmo o fio quebrando no pente da urdideira, tendo ganhos pela redução do tempo ao emendar pois as pontas estarão próximas uma da outra (1 metro), não sofre interferências do ambiente ou de poeira, não possui peças móveis (não tem desgaste), não necessita de sistemas de limpeza, etc... tornando a urdissagem eficiente, com rolos de primeira qualidade, sem problemas de durezas alteradas pelo retorno da urdideira ( como ocorre nos antigos sistemas de paradas ópticos ou foto-eletrônicos, acumuladores, etc...). Este sistema existe a mais de 25 anos, já sendo utlizados pelos tradicionais fabricantes de gaiolas mundo afora, porém devido ao custo jamais fornecido com as gaiolas que eram fornecidas para o Brasil, porém atualmente cada vez mais as gaiolas existentes no Brasil são modernizados com este sistema Sensostop/Stüber pelas exigências dos urdumes de melhores qualidade nas tecelagens.

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço