Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX

Com desfile marcado por uma forte militância verde, que inclusive levou para a passarela modelos com placas do movimento Fashion Revolution Brasil, a Green Co. comemora o sucesso de sua primeira participação no SPFW.  A parceria com o movimento visa promover o questionamento sobre as atuais formas de consumo, propondo uma moda responsável, assim como relações de trabalho baseadas na transparência e na ética.

A filosofia clean da marca também delineou a beleza do desfile, assinada por Ricardo dos Anjos. De “cara lavada”, os modelos cruzaram a passarela com pouquíssima interferência de cor em suas peles e cabelos ao natural.

 

 

Peças básicas, vestidos ajustados, regatas, camisas e saias traziam cortes assimétricos e única estampa de folhagens para a coleção, que é tanto feminina quanto masculina. A cartela de cores apontou tons de verde pincelados por nuances neutras, ora claras e ora escuras. A estampa botânica foi inspirada no universo micro e macro das folhas. Entre os acessórios, o destaque foram óculos feitos do reaproveitamento de pranchas de skate e mochilas geradas a partir de câmaras de pneus.

 

 

Abaixo, uma entrevista com o fundador da Green Co, Cassius Pereira

MV – Há pouco tempo que as semanas de moda começaram a prestar atenção na sustentabilidade. Qual mensagem a Green Co procurou passar com essa importante participação no SPFW? 

CP- Mostramos que é de fato real, possível e necessário pensar, desenvolver e produzir moda de forma inteligente e sustentável, sem perder em design conforto com relação a materiais…muito pelo contrario, a cadeia pensada e executada de forma mais verde e limpa, torna o produto mais bonito e gostoso de se usar.

MV – Quais novidades a Green Co levou para as passarelas e de que forma as peças contribuem para a sustentabilidade e preservação do maio ambiente? 

CP – Levamos tecidos 100% naturais e biodegradáveis como o linho orgânico e o Hemp, fibras tão antigas quanto a historia da humanidade. Outro tecido incrível foi o Denim resinado apresentado em parceria com a Canatiba Textil, esse denim é feito com fios de Liocel e Modal. E como não poderiamos deixar de lado a pegada upcycled da marca, criamos nossos acessórios a partir da reciclagem de madeira de pranchas de SK8 em nossos óculos e borrachas de câmara de ar nas mochilas.

MV – Quais os desafios a Green Co e as outras marcas sustentáveis ainda tem pela frente em relação ao mercado tradicional da moda brasileira? 

CP – Acredito que um dos principais desafios esteja ligada a cadeia produtiva e no marketing utilizado por muitas marcas o que acaba acarretando uma concorrência desleal, ou seja, marcas que não fazem nada de fato se vendendo como sustentáveis. Com relação a cadeia produtiva, vejo como desafio marcas conseguirem montar uma estrutura de produção e network de fato mais limpos, lembrando que estamos no Brasil, e que tudo aqui infelizmente é mais superficial e não confiável (pessoas, empresas e processos).

 

Ficha técnica desfile Green Co.
Diretor de estilo: Cassius Pereira
Equipe de estilo: Denise Neves e Rique Groove
Styling: Inês Yamaguchi
Beleza: Ricardo dos Anjos
Trilha sonora: Felipe Venâncio
Direção criativa: Cassius Pereira
Parceiros: Fashion Revolution e Wellington Almeida

http://www.blogmodaverde.com/categoria/fashion/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 16

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX

Textile Industry

O Maior Portal de Informações Têxteis e do Vestuário do Brasil

Eventos

© 2017   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço