Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX

Macris toma posse como líder da Frente Têxtil e da Confecção -Frente Parlamentar Mista José Alencar

O deputado Federal Vanderlei Macris (PSDB-SP) tomou posse como líder da Frente Parlamentar Mista José Alencar pelo Desenvolvimento da Indústria Têxtil e da Confecção na Câmara dos Deputados, no dia 3 de maio. Na cerimônia, o parlamentar disse que será um “instrumento de luta desta cadeia produtiva tão importante na economia brasileira”. O presidente da Abit, Fernando Pimentel, participou da reunião. "A alternância nessa liderança é natural e salutar. A coordenação do deputado Macris será muito importante porque ele atua desde a largada dos trabalhos da Frente. E, assim como o deputado Fontana, Macris tem no sangue a relação com a nossa indústria", enfatizou Pimentel. 

Ao se colocar como ferramenta do setor, Macris informou que o trabalho à dianteira da Frente Parlamentar será conduzido a “quatro mãos”. “Não quero, absolutamente, tomar a iniciativa sem que possamos juntos ter discutido as ações.”

Macris agora lidera a Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Indústria Têxtil e da Confecção na Câmara

O grupo legislativo, que é misto - Câmara e Senado -, é composto por 253 deputados e 15 senadores. O líder na outra Casa legislativa é o senador Dalirio Beber (PSDB-SC).

“Envolvendo esse número de deputados mais o número de senadores, tenho absoluta certeza que nós daremos passos adiante na luta e nos interesses no nosso segmento da indústria têxtil e de confecção”, considerou Macris.

Ao transmitir a liderança, o ex-coordenador da Frente, deputado Henrique Fontana (PT-RS), enfatizou a dificuldade do trabalho, mas também avaliou ser de grande importância. “Essa batalha é árdua, essa batalha é longa, mas é uma batalha extremamente justa. Todos os países que abandonaram a sua indústria de confecção e têxtil se arrependeram em período posterior, e já num período em que não era possível reverter a situação dessa indústria tão importante para geração de emprego e riquezas.”

A primeira pauta definida pelo deputado Macris é uma agenda com o ministro Aloysio Nunes, da pasta das Relações Exteriores. A audiência, no próximo dia 17, será para debater a exportação brasileira e a importação de produtos chineses.

A Abit capitaneou e coordenou o lançamento da Frente Parlamentar do setor, em 2015.  

Veja, abaixo, trecho da cerimônia. 

 

- See more at: http://www.abit.org.br/noticias/macris-toma-posse-como-lider-da-fre...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 270

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano IX

Comentário de pedro eduardo fortes em 8 maio 2017 às 12:04
Sabemos que o mercado do vestuário encolheu muito, diria entre 30 e 40% não numeros oficiais, mas de contatos, muitos, com empresários, o comércio vende muito menos, vende o que não tem alto valor, que cabe nos bolsos dos clientes/consumidores, o mercado não vende, não toma da industria, esta se vê no cenário triste que acompanhamos, fechamento de empresas têxteis e de confecção, redução nos quadros de pessoal, redução nos salários, o que fazer, esperar que a economia volte a dar sinais de recuperação, o que a curto prazo provavelmente não ocorrerá, agora é sobreviver, com pouco, com quase nada, reduzindo atividades e tentando pagar o principal, esta é a visão que tenho em contato com muitas e muitas empresas da cidade de São Paulo e grande São Paulo, mesmo sendo um universo restrito, é com certeza o que se vê.
Comentário de Jose Cia em 8 maio 2017 às 11:57
A Cadeia Têxtil chegou no ponto onde ela esta hoje, por absuluta falta de caciques perante aos governos com alto poder de opinião, veja o exemplo da indústria automobilistica, que sempre forçou os governos a fazerem o que eles precisam, até a abaixarem os impostos lembrem da redução do IPI, agora a nossa indústria nunca teve este mesmo poder, acho que faltou uma organização da ABIT, e força junto aos poderes, agora já é tarde, não tem mais saida.
Comentário de pedro eduardo fortes em 6 maio 2017 às 12:54
Mais do que nunca precisamos de ajuda para manter o que restou do setor de confecções, que todo mundo sabe, emprega muita máo de obra, principalmente feminina de baixa escolaridade, que não tem oportunidade em outro segmento. É para ontem a ajuda, não dá mais para esperar.
Comentário de adalberto oliveira martins filho em 5 maio 2017 às 19:43
Macris...que tenhas absoluto sucesso!!! Como Americanense conhece bem nossos problemas!!!
abçs adalberto
Comentário de José Rosa Reis em 5 maio 2017 às 17:20
Colocar um político nesse assunto é como colocar cabrito vigiando roça de milho. Espere e verás no que vai dar.
Comentário de Alexandre Baptista Alves em 5 maio 2017 às 16:28

Pufffff

Vinte anos que está la e nada pelo têxtil até agora.

Bem como o ex presidente de Luladrão que era do segmento e nada fez pela cadeia têxtil.

Vai continuar tudo a mesma coisa, isso se não piorar.

Alexandre

© 2017   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço