Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Modelagem - Um Longo Caminhar a Percorrer

Dica do especialista modelagem

Um longo caminho a percorrer

Sondagem revela perfil, insatisfações e desafios enfrentados pelos profissionais da área

Desde que lancei o blog “MIB – Modelagem Industrial Brasileira“, em 2007, percebi que eram muitas as insatisfações com o ensino da mo- delagem no Brasil. Como profissional com ampla experiência e posição no mercado, comecei a perceber as difi- culdades que as empresas e os ateliês tinham para contratar profissionais da área. Nessa época, trocava mui- tas ideias com a professora de mo- delagem Christiana Carvalho – ex- -aluna e profissional muito dedicada que já ministrava aulas em algumas Universidades no Rio de Janeiro. Em nossas conversas, percebíamos com clareza o que vinha acontecendo. Na tentativa de mostrarmos a importân- cia, as técnicas e as vantagens desses profissionais, planejamos colocar em prática vários projetos surgidos nos nossos encontros. Nada foi concluído. O tempo era contra os nossos sonhos, talvez por estarmos muito envolvidas com o universo acadêmico. Até que, num belo dia, tivemos a curiosidade

de saber a opinião dos que estavam distantes, já que com os nossos alu- nos nos colocávamos diretamente. Assim surgiu a ideia da “Pesquisa de Modelagem”. Conversarmos noites seguidas enquanto íamos formatando nossa pesquisa online. A estatística revelou logo nas primeiras semanas 316 afirmações que nos impactaram e confirmaram nossa preocupação. Outros 84 participantes foram ouvi- dos em aulas, corredores de univer- sidades e palestras nas cidades de Belém, Belo Horizonte, Porto Alegre e Rio de Janeiro. Atualmente, a pes- quisa soma 501 participantes.

Ao escrever este artigo, consultei a pesquisa e, analisando-a, percebi que os participantes são profissio- nais oriundos desde pequenos mu- nicípios de nomes pouco conhecidos até grandes metrópoles do país. As preocupações são muitas, os cursos e informações não chegam às pe- quenas cidades, mas a vontade de crescimento é enorme.

Profissional requisitado

Dos profissionais consultados que trabalham como modelistas, 31% estão no mercado entre um e cinco anos e só 2% atuam há mais de 20 anos. A procura pelo cargo é crescente e 80% se colocaram no mercado após conclu- írem algum curso. A oferta de cursos está muito aquém das necessidades do mercado e, mesmo assim, 71% acham que os cursos são incompletos.

O trabalho como freelancer é feito por 74% dos pesquisados, por gerar melhor renda, e só 26% são empre- gados. Os que têm salários entre R$ 1.000,00 e R$ 2.000,00 formam a fatia de 46%, e apenas os especiali- zados têm ganhos que ultrapassam os R$ 5.000,00.

Além de se sentirem desvaloriza- dos pelo empregador, 49% dos mo- delistas reclamam do entendimento entre a equipe, no que diz respeito às questões técnicas do trabalho e à falta de conhecimento básico de modelagem do pessoal do estilo.

Sonia Duarte é pesquisadora, professora e autora do livro MIB Modelagem Industrial Brasileira www.modelagemmib.com

 

Exibições: 289

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Sonia Duarte em 13 agosto 2012 às 13:49

Perfeito Roberto.

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço