Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

É tudo o que a sua Gestão de Varejo precisa para chegar lá... O resto é custo!!!


Reza a lenda, que uma empresa de varejo feita para durar, com residência fixa no Além do Horizonte, é aquela que foi construída, de cabo a rabo, com o hormônio irascível da Mudança. Pare por um momento e reflita profundamente sobre o status quo da sua Gestão Coorporativa, nos dias de hoje. Pergunte, sincera e confidencialmente, para a suas Vozes do Além: “Minha Alma, será que o meu modelo de negócio incute um fervor revolucionário com Audácia e Inovação pró-Resultância na minha empresa”??? A sua Alma (sempre racional) responde: “Acredite e chegarás. Reaprenda e conseguirás. Trabalhe e resultarás! Ajuda-te e eu te encaminharei siga-me e alcançarás o Além do Horizonte. Um lugar bonito e tranquilo para Fazer Dinheiro, Ser Feliz e Viver em Paz”.

Talvez o seu retail business, seja, de fato, bem intencionado quanto à Mudança (no pensar e agir) que se faz necessária na sua empresa, mas será que ela, a sua Gestão, sempre ela, realmente se empenhou, até agora, forte e integralmente para reaprender e empreender ações revolucionárias, inovadoras e audaciosas por todos os meios, via departamentos vários e neurônios possíveis, todos os dias? Você tem mesmo certeza disso? Vamos lá, vai… Pergunte agora para o seu Coração: “Meu Coração, consigo ter, pelo menos, uma dúzia de bons motivos para acreditar que será possível eu chegar lá são e salvo”??? O seu Coração (sempre emocional) responde: “Claro que sim, cara. Ouça-me e não se arrependerás. Buscai e achareis, porque todo aquele que pede, recebe. Quem procura, acha! Vamo que vamo brother! Conte comigo nessa jornada do começo ao fim, ora pois”. A voz do Bolso (a nova voz do Além), fria e desconfiadamente agradece; mas, exalando um profundo haaaarrrraaaannnn diz: “vou pagar pra ver”.

 

Ouvindo, mais ainda, todas as suas Vozes do Além…

 

Voz da Alma: A sua Gestão, a caminho da cegueira crônica, está preparada para descartar-se da sua estrábica vocação, teimosamente míope e refém do passado inóspito, mergulhada que sempre esteve, no mercado saturado das águas turvas do oceano vermelho e daí tentar resurgir das cinzas e ainda assim poder delimitar e ocupar um espaço de oportunidades virgens, de maneira mais ampla e rentável, nas águas claras do oceano azul, na luta incessante pró-busca do Resultado de Valor numa faixa de Gaza onde a oferta e a demanda (inimigos mortais) se digladiam numa guerra sem pudor?

Voz do Coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você acredita nisso? Vai que…

Voz da Alma: A sua Gestão está nos trinques para elevar suas aspirações na busca da sustentabilidade crescente da Receita e na crença da melhoria contínua da Rentabilidade, baseada no fato de que, na sua empresa de varejo, nada será otimizante se não existir, de ponta a ponta, o gerar da Inovação e o gerir da Audácia, radical que deva ser, algo como a certeza de que o que interessa mesmo é ser “bom o bastante” e não apenas o “bastante bom”, atributo aquele, fundamental para chegar lá?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você tem certeza disso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está pronta para desbravar, reformatar e performar Indicadores desafiantes de Desempenho nesse mercado reconfigurado C.A.C.O.ento  (Competitivo, Acirrado, Complexo, Ofertado) que só, através de um PCC diferenciado, surpreendente e irresistível, catalizados integramente por ações e, não apenas, por intenções? Ou seja, chegar lá no Éden via um mix de Produtos pró-Valoração, com uma Comercialização pró-Volumetria e com uma Comunicação pró-Visibilidade rolando tudo ao mesmo tempo pró-fortalecimento da operação comercial que representa a sua empresa de varejo?

Voz do coração: Bora lá, ô meu… Tamo junto!

Voz do Bolso: Você dará conta disso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está na bica para trilhar o caminho de uma causa tão grande, tão absolutamente justa, a ponto de converter os seus vizinhos de sala, tal e qual um batalhão de cavaleiros indômitos das Cruzadas, mercenários antiquados e velhos de casa, não comprometidos que sempre estão, à espera de um aumento salarial, na concomitância que passam uma boa parte do tempo na rede online by whatsApp e na vibe do “Quero que se dane tudo aqui… Só o que me interessa é a saúde do meu bolso, ora bolas”. Meu Deus, ninguém merece tamanha indolência especialmente você, certo?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você aposta nisso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está na boa para calar-se, de verdade, por um ou mais momentos (cruciais que são…), para começar a ouvir, realmente ouvir, os jovens talentos, os calouros antenados e os gafanhotos sabidos, discípulos precoces da nova geração; exatamente aqueles outros que não sabem tudo, mas que sabem o suficiente para se apostar neles, na certeza de que iluminar um novo caminho para trilhar e chegar lá é apenas uma questão de tempo ainda que uma parte deles também, reféns da rede social, mesmo assim acabam cumprindo a missão da viagem para alcançar o Além do Horizonte?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você aprova isso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está segura de que, de uma forma ou de outra, pelo amor ou pela dor, o futuro desafiador já bate a sua porta, sinalizando que o passado sepulcral já era e que, já não é de hoje que o ontem não existe mais, mesmo considerando que, para muitos desavisados (mui amigos) o passado sinaliza só e sempre, cruelmente, o que não fazer para não errar outra vez, ainda que empregar a Mudança no status quo da sua empresa de varejo não tenha convencido você e seus pares por inteiro?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você concorda com isso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está, com certeza absoluta, na busca inovadora de algo relevante para, cedo e não tarde, poder formatar e escancarar um Planejamento Estratégico de Varejo, com base nas ideias audaciosas, avessas à mesmice, e inimigas do óbvio, não se importando com a procedência dos insights; ainda que venham de onde e, de quem vierem, apesar do desdém e do descrédito de sempre nas reuniões tensas e confusas de praxe dos Conselhos (famigerados) de Administração, regadas e pilotados pelos eternos teimosos, manjados, incautos, invejosos, lunáticos, ciumentos, inseguros e jurássicos de plantão?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você bota fé nisso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está disposta a financiar ideias (como investimento e não custo), através, sim, da periferia emblemática, plantadas na geração de mente digitalizada e embasada precocemente no InConSab (Informação, Conhecimento e Sabedoria) da hora, mesmo que o retorno delas, a curto e médio prazo, ocorra no patamar de quase zero, sem as lamentações e as vaias de praxe dos zumbis draculentos dos corredores vizinhos, que só sabem focar o problema, jamais a solução, com medo de não Serem Felizes quando não Ganham Dinheiro e não Vivem em Paz responsabilizando sempre “o outro” e jamais a si próprios pelos eventuais perigos da bancarrota no seuResultado de Caixa?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você visualiza isso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão tem coragem, culhão e capacitação, quero dizer, Audácia + Inovação, para incentivar, orientar e liberar alguns de seus melhores talentos, ou conectá-los, se possível for, para que se dediquem ao trabalho ferrenho sob a ótica da inteligência competitiva de mercado, por conta de que, assim, com verdadeira Autonomia nas decisões e quiçá Autoridade nas ações possam construir, hoje, novos modelos de negócios com foco nos conceitos de nova geração do amanhã no formato Startups (empresas otimizantes de varejo que crescem em menor tempo e com menor custo)?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você se fia nisso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está afim, sem medo de errar, com foco e empenho, decidida mesmo a semear, plantar, adubar, regar e cuidar das minúsculas sementes de Audácia e Inovação espalhadas no solo íngreme do mercado de hoje, para fazer brotar raízes de Mudanças na formatação do tronco serviçal, no caule desafiante e nos galhos frágeis das folhas secas do cenário atual  com o compromisso, até o talo, de quebrar a gestalt na guerra intensa e insana contra o azinhavre mórbido que reside no arquivo crestado da história pregressa da sua operação de varejo, que já não floresce mais (frutos então, nem pensar) e tampouco brilha com a mesma luz dos anos passados e tempos idos mais parecendo a água do morro abaixo e não mais o fogo do morro acima?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você se lembra disso? Vai que…

 

Voz da alma: A sua Gestão está em condições de depor, desligar e soterrar os imperialistas das supremas cadeiras do corpo diretivo do contra e de sempre, os quais preferem (meu Deus!) saudar, ad eternum, um reinado já deposto, brilhante que foi um dia, mas já desgastado, ultrapassado e, muitas vezes, malfadado, a caminho do sepulcro; ao invés de incentivar, conceder e prover aprendizado aos jovens executivos, inquietos e desgarrados do passado, sucessores, ou não, dos familiares fundadores aposentados ou não, recriadores, reconstrutores e revolucionários que podem vir a ser no comando da sua empresa a caminho do Além do Horizonte?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você tem convicção absoluta disso? Vai que…

Voz da alma: A sua Gestão está no ápice da glória otimizante (será mesmo?), para dissociar o rótulo secular da administração padronizada que sempre foi, insossa, clássica, tradicional e caquética, mais domiciliar, e menos familiar, baseada na hierarquia da experiência vivida dos anos que não voltam mais, ao invés de, no contraponto, compartilhar a sobra (sobra???) variável de caixa (se é que resta alguma…) com os executivos, aqueles pensadores intrépidos e resultantes, que falam fluentemente o idioma varejês moderno do hoje, em substituição ao fabriquêssuperado dos corneteiros do ontem?

Voz do coração: Bora lá, ô meu. Tamo junto!

Voz do Bolso: Você acredita, na verdade verdadeira disso? Vai que…

 

A fila anda na direção do Além do Horizonte…

Cá entre nós, amigo. Você corre, como todos nós, um sério risco (do nada) de ficar obsoleto, velho e eunuco. Tudo, na nossa vida, enferruja e sucateia cada vez mais rápido. É vapt-vupt para embarcar numa viagem sem volta, com o destino certo, sem escala, para arder legal, de corpo e alma, no fogo intenso do mármore do inferno. Cara… Analise o seu resultado atual de caixa e reflita… Pelo andar da carruagem, no cenário de hoje, é mais do que provável que o seu ponto de venda e|ou sua Gestão e|ou mesmo sua Marca não tenha abraçado, integralmente, a missão obrigatória para trilhar o Novo Testamento do mercado de consumo, sina esta revolucionária e salvadora que pode ser, através da Audácia e da Inovação nesta era reconfigurada da Mudança.  Ou não??? Espelho, espelho meu… Existe alguém que “já era” mais do que eu?

Mais que um objetivo, a luta cruel para alcançar o Além do Horizonte, na crença e na busca incansável do FDSF (Fazer Dinheiro e Ser Feliz) é, no mínimo, pura obrigatoriedade na sua viagem para chegar lá antes que a bancarrota da desgraça pelada bata na sua porta pedindo asilo. A sua Gestão, portanto, precisa, imediatamente, já, agora, ouvir e acreditar nas dicas das Vozes do Além. Mais que isso ainda, a sua Gestão necessita ainda rogar e adotar, de pronto, a velha|nova máxima da humildade soberana, algo como o Dever|Saber para Saber|Fazer; do Fazer|Fazer para, daí, Fazer|Ganhar; para só daí, Ganhar|Render, queira ou não queira, e, na carona, comprometer-se em transformar a sua comercialização em um Novo modelo de Negócio com Capacitação Revolucionária e Competência profunda a caminho da Excelência.

Este é o estigma, mais que um desafio, que você enfrentará no biênio 2017 e 2018 para brilhar no Éden do 2019 e entrar rasgando no 2020, prenuncio de uma nova década, otimizante até o talo. Caso contrário, o Jurassic Park irá agradecer a sua visita cadente, oferecendo para você e para sua empresa, sem despesas de locação, uma moradia eterna. Ou seja…  Quem não Muda… Dança! Daí nasce a expressão MuDança! Portanto, Audácia e Inovação é tudo o que nós todos, mortais, precisamos para chegar lá são e salvos. O resto é custo. Change-pró total, sem remorsos. Belezaaaaaaa???

Em tempo: Sempre é bom lembrar que, no mercado reconfigurado de hoje, só existem 2 (dois) tipos de Gestão de Varejo… As rápidas e as mortas.  Qual é a sua? Adote a Audácia e a Inovação já, agora, hoje na sua vida pessoal e profissional. Amanhã pode ser tarde demais… Reza a lenda que a Mudança, para chegar lá, não é invisível aos olhos.

O Além do Horizonte existe sim. Etaaaaaa!!!

“Quem viver, verá”!

por Edson D'Aguano

http://onegociodovarejo.com.br/mudanca-audacia-inovacao/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 83

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço