Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

O deputado corrupto precisou de um dia para descobrir que está a caminho da cadeia.

O mensaleiro João Paulo Cunha demorou um dia para desistir da candidatura a prefeito de Osasco e cair fora da campanha eleitoral do PT. Enquanto a ficha não caiu, os companheiros sussurraram ─ com cara de enterro e voz de quem acha que o velório está demorando demais ─ o mantra de sempre: “É preciso esperar a hora dele”.

Defunto não escolhe a hora de baixar à sepultura. Na quarta-feira, assim que terminou a sessão do Supremo Tribunal Federal, alguém deveria ter contado ao deputado corrupto que fora punido por 8 ministros com a espécie de morte política que nem um mercadante consegue revogar. Na hipótese mais branda, João Paulo iria amargar alguns anos de prisão em regime semiaberto.

Admita-se que o eleitorado de Osasco fosse composto majoritariamente por napoleões-de-hospício decididos a instalar no comando da administração municipal um bandido juramentado. Nesse caso, a cidade seria governada durante o dia por um prefeito obrigado a  recolher-se ao presídio no começo da noite e varar a madrugada numa cela.

O que era péssimo ficou pior nesta quinta-feira. Depois da leitura do voto do ministro Ayres Britto, o número de polegares para baixo subiu para 9 ─ e o vigarista já condenado por corrupção passiva e peculato foi enquadrado no artigo do Código Penal que trata do crime de lavagem de dinheiro, sobre o qual a ministra Rosa Weber ainda não se manifestou.

Somadas, as penas impostas a quem comete essas três delinquências poderão garantir a João Paulo uma temporada na gaiola em regime fechado. É a chamada cana dura. Aparentemente, só quando soube disso João Paulo que um desvio na rota das urnas o depositara no caminho da cadeia.

A pedido da direção do PT, Lula prometeu aconselhar o companheiro de Osasco a esquecer a ideia de virar prefeito. Na conversa por telefone, é provável que o mestre tenha tentado consolar o discípulo com a reedição da lengalenga que o STF reduziu a piada de salão. A fila do cadafalso existe. Já existem cinco cabeças enfileiradas. Mas o mensalão nunca existiu.

fonte:http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes.

Exibições: 272

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de mary eugenia em 1 setembro 2012 às 1:00
minha nossa!!!!
Comentário de julio cesar de souza em 31 agosto 2012 às 23:58

OLÁ, MARY!!! CARAMBOLAS NÃO, MINHA CARA, CARAMBOLAS

SÃO GOSTOSAS E FÁCEIS DE ENGOLIR ISSO É OIRIÇO PURO E

MUITO DIFÍCIL DE ENGOLIR!!!

Comentário de mary eugenia em 31 agosto 2012 às 17:54
carambolas ..!

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço