Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Polishop pede recuperação judicial, após tentar acordo com credores

Empresa havia entrado com com pedido de tutela antecipada, pela sua situação financeira, precisava de uma “medida urgente” para suspensão das execuções de dívida e dos despejos, que poderiam inviabilizar o negócio.

Nas últimas semanas, a companhia buscava renegociar as dívidas de R$ 395 milhões com os credores, na tentativa de evitar uma recuperação na Justiça, mas já sinaliza dificuldades nesse sentido. Shoppings centers vinham executando dívidas com atraso no pagamento de aluguéis e estariam mais resistentes a um acordo, segundo fontes.

A Polishop já havia entrado, no dia 3 de abril, com pedido de tutela antecipada na 2ª Vara de São Paulo, alegando que ainda não estava apta ainda apresentar o pedido de recuperação pela falta de documentos necessários para o ajuizamento.

Mas pela sua situação financeira, precisava de uma “medida urgente” para suspensão das execuções de dívida e dos despejos, que poderiam inviabilizar o negócio.

No próprio dia 3 de abril, a liminar foi concedida. Tratava-se de uma antecipação dos efeitos do processamento da recuperação judicial permitida pela lei sobre o tema, de 2005.

Agora, com a recuperação solicitada, a Justiça avalia o pedido e pode concedê -lo a qualquer momento.

Como o Valor informou no ano passado, em entrevista com o fundador, João Apolinário, a Polishop enfrenta a sua mais grave crise financeira, o que obrigou os sócios a injetarem recursos de ativos vendidos para equilibrar a estrutura de capital da rede em 2022 e 2023. Uma aeronave no valor de R$ 250 milhões foi vendida e R$ 100 milhões aplicados na rede nesse período.

Desde o ano passado, dezenas de lojas deficitárias foram fechadas, com demissões e corte de custos.

Ao fim de 2021, eram 250 unidades, e um ano depois, em dezembro de 2022, a rede somava 180. No início deste ano, eram 123 unidades, e esse número já teria se reduzido.

A empresa sofre efeitos de queda na demanda por seus produtos para casa, voltados à faixa de renda mais alta, e encarecimento do crédito, com a alta dos juros básicos (Selic) após 2021. Dificuldades de importação de mercadorias da China, nesse cenário de linhas mais caras para as empresas, também afetaram o negócio.

Por Adriana Mattos 

Fonte: Valor Econômico

https://sbvc.com.br/polishop-pede-recuperacao-judicial-apos-tentar-...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

© 2024   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço