Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Porque o Fashion’s Night Out não existiu no Bra$il

Fonte:|desconstroi.wordpress.com|

A resposta é bem óbvia… porque um evento desse “nível” estava fadado a se manter entre as minorias.

Mas espera, vamos voltar um pouco e explicar 1/4 disso para os queridos leitores (e fiéis, espero) deste blog:

Fashion’s Night Out foi um evento “pensado” pela “toda-poderosa” Anna Wintour (editora da Vogue Americana – uma das revistas mais vendidas do planeta). Um evento para “celebrar a indústria fashion”, onde “milhares” de lojas no mundo todo (em 13 países) ficariam abertas até a meia-noite. O objetivo: vender, just do it. Ah, claro, é tipo uma “ação-conta-a-crise” mundial, que afeta (em muito) a indústria têxtil.

Opa… indústria? Então vamos às terras tupiniquins ver o que está acontecendo? No “blog” do FNO no Brasil podemos vislumbrar o que é/foi/está sendo o evento em um dos países que mais produz moda. Nossas celebridades são do naipe da Princesa Paola de Orleans e Bragança (a princesa de um reino sem rei, sem lei e sem tesouros), Adriane Galisteu, Preta Gil, Mari Weickert, Murilo Rosa e Ricardo Tozzi e uma infinidade de “locais”.

Supimpa não? Em São Paulo, o “point da moda pela subcelebração de whatever” rola/rolou no Iguatemi, Villa Daslu, Market Place e na região da Oscar Freire. No Rio, no Shopping Leblon. Simpático não?

Quer celebrar a moda? No Brasil? Então porque a Rede Iguatemi não aderiu? Não quiseram pagar a hora extra? Vamos fechar ainda mais o “mundinho” e jogamos isso mais localmente… O Shopping Itaguaçu, em São José/SC (bem modesto) está com suas luzes apagadas desde as 22h. Fechado. Arrisco-me a dizer que além das 18h somente os shoppings funcionam mesmo na Região da Grande Florianópolis…

Então vamos pegar a idéia da diaba-veste-prada Anna e colocar numa coisa macro? Linda a idéia dela… da Vogue e de todos os estilistas que estão fervilhando ao redor do mundo. Vamos comprar! Vamos beber pró-seco, bem-casados e desfrutar das promôs-relâmpago dos guetos fashion around world.

Mas vem cá, dona Anna, a senhora tem noção de que no Brasil a indústria têxtil é a 2ª colocada na geração de empregos? Perdendo apenas para a indústria de construção civil? E isso quem afirma é a APEX (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e a ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) – fonte: Overdose de Moda.

Aqui no Bra$il a celebração tinha que rolar pra valer! E não apenas com meia dúzia de abastados do eixo SP-RJ. É uma cadeia têxtil que paga o meu salário e de muita gente. Paga desde o cara que planta algodão lá no nordeste, até as costureiras das facções que produzem via private label pra Diesel em Blumenau. Desde a vendedora de meia no mercado público até ao publicitário que cria as campanhas da Colcci com a Gisele B.

Devia ser uma verdadeira celebração. Porque muitas das pessoas dessa cadeia produtiva realmente perderam dinheiro, empregos e possibilidades com a crise que passamos. Deveria ser um movimento para reerguer a indústria têxtil, para levar roupa aos desabrigados da chuva do último fim de semana e para dar oportunidade de as indústrias fabricarem mais, contratarem mais, venderem mais e anunciarem mais. E não para dançar balançando os diamantes.

Se em NY há festas, sinceramente, aqui sinto tristeza. Porque o povo não pode comprar a calça da Fergie na C&A, parcelar em 8 vezes e tomar uma casquinha do Mac depois das 22h. A idéia é brilhante, mobilizou milhões (?) de lojas, pessoas, dinheiros e carros importados.

Espero que eles gastem o suficiente para eu poder pagar a dívida dos juros do meu cartão de crédito o quanto antes. Afinal, faço parte da moda também e depois de hoje, se não tiver dinheiro saindo pelas culatras em todos esses caminhos que movimentam o vestuário, isso não terá sequer o valor do cigarro que acabei de fumar.

Exibições: 57

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço