Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Possível fusão entre BR Malls e Ancar cria maior operadora de Shoppings

Possível fusão entre BR Malls e Ancar cria maior operadora de shoppings

A união parcial em negociação de BR Malls e Ancar Ivanhoe acelera o movimento de consolidação das operadoras de shopping centers, que levou anos para sair do papel e foi efetivamente destravado após os controladores da Aliansce e Sonae Sierra terem conseguido deixar divergências de lado e fundir seus negócios em 2019.

Esse movimento de Aliansce e Sonae Sierra fez seus pares acelerarem articulações para não acabarem espremidos num mercado em que escala, especialmente no varejo digital, é fundamental. A crise gerada pela pandemia deu impulso importante.

Apesar de associações do setor reforçarem que a recuperação está em pleno andamento, há praças ainda com sérias dificuldades e dúvidas sobre a capacidade de retomada firme, mesmo após 2021.

No curto prazo, as operações concentradas no Sudeste e no Sul estão mostrando um ritmo de recuperação mais lento do que o Nordeste, por exemplo. “As vendas de Norte e Nordeste já superaram o pós-crise nos shoppings, mas São Paulo, por exemplo, retornou mais devagar e não chega nesse patamar ainda”, diz um empresário com décadas de atuação no setor.

A reação de BR Malls e Ancar — fusão que já está sendo batizada informalmente no mercado de “BR Ancar”— não chegou a surpreender o mercado, segundo dois gestores de fundo de investimento. “A BR Malls já buscava um acordo mais ‘parrudo’ há anos e não deu certo com a Aliansce em 2017, mas eles continuaram com isso no radar. Após as mudanças societárias que eram mais urgentes anos atrás, buscar um acordo acaba sendo algo até natural”, diz uma dessas fontes.

As empresas confirmaram hoje a negociação, após o jornal “O Globo” antecipar a existência de conversas.

A fusão em negociação hoje envolve parte do portfólio das duas companhias, mas mesmo assim, a parcela em discussão envolve ativos em regiões principais desse mercado, como São Paulo, Rio, e parte do Sul e Nordeste, colocando a operação a ser criada na liderança do mercado, apurou o Valor com fontes.

“Calcula-se por baixo hoje que BR Malls mais Ancar tenham feito, juntas, de R$ 7,5 bilhões a R$ 8 bilhões em vendas de lojistas até junho, considerando um desconto de 50% a 55% nas vendas do primeiro semestre, e Aliansce Sonae, cerca de R$ 3,5 bilhões. Fica um ‘gap’ razoável entre elas”, diz esse gestor.

Aliansce Sonae tem 27 shoppings no total, com quase a metade de seus empreendimentos nos Estados de São Paulo e Rio.

Uma das dúvidas do mercado agora é como ficaria a distribuição de participação dos sócios, numa eventual fusão de BR Malls e Ancar, considerando o valor das firmas. O Valor apurou que a estruturação poderia envolver a criação de uma outra empresa com parte dos ativos das duas companhias que formariam esse negócio.

A Ancar foi fundada em 1972 pela família Andrade de Carvalho. A BR Malls é empresa com participação pulverizada no mercado, 75% das ações estão circulando pelo mercado — o maior acionista é a Squadra com 6%.

Entre as grandes operadoras de shoppings, há ainda Iguatemi e Multiplan, com portfólio premium. Apesar da força que teriam numa eventual fusão — no passado, já surgiram rumores de uma associação, sempre negada — ambos não têm na agenda um acordo societário, segundo fontes próximas aos negócios.

Fonte: Valor Econômico

http://sbvc.com.br/br-malls-ancar-fusao-shoppings/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 24

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço