Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Primeira Feira Nacional do Vale da Seda será em Nova Esperança


 

Através da feira será criado um espaço para a comercialização dos artigos de seda que são produzidos por pequena empresas e por empreendedores individuais de Nova Esperança e região. O objetivo é incentivar o surgimento de novas empresas que se dediquem à produção e comercialização de artigos de seda. A feira será realizada de 12 a 20 de novembro, em um espaço cedido pela prefeitura de Nova Esperança.

Durante os nove dias, a feira contará com atividades comerciais, gastronômicas e culturais. Os visitantes poderão assistir a apresentações de grupos folclóricos de dança, além de degustar comidas típicas da China, Japão, Itália e Brasil. Além disso, haverá a comercialização de produtos feitos a partir da seda, como lenços, cachecóis, kaftans, bolsas, roupas para bebê, entre outros. Os produtos serão identificados com a etiqueta de procedência do Vale da Seda.

De acordo com o coordenador da feira, João Berdu, os artigos que serão comercializados estão sendo desenvolvidos em parceria com o Senai-Maringá. Serão produzidos, na região, por cooperativas como a Artisans Brasil, pequenas empresas de confecção e por empreendedores individuais devidamente capacitados e credenciados. “Buscaremos fomentar a entrada de novos empreendedores nos segmentos da cadeia da seda”, explica.

 

 

Polo de produção

Nos próximos meses entrará em operação, na Incubadora Tecnológica de Maringá, uma unidade de beneficiamento de fios de seda. Com isso, será possível ofertar fios já amaciados e tintos em condições de serem utilizados por malharias.

As cidades de Socorro, Serra Negra, Lindoia, Monte Sião, Jacutinga e Ouro Fino compõem o Circuito das Malhas nos estados de São Paulo e Minas Gerais, contando com mais de seis mil empresas, lojas e indústrias que se dedicam à confecção de produtos de malharia retilínea. Somente a cidade de Monte Sião, com população de 20 mil habitantes, possui mais de 1,2 mil máquinas eletrônicas de malharia retilínea instaladas.

O que se busca, com a Feira Nacional da Seda, é tornar a região polo de produção e distribuição de artigos de seda, possibilitando a criação de grande número de pequenas empresas, como existe hoje no Circuito das Malhas, de São Paulo. “A produção e comercialização destes artigos, com a certificação de origem Vale da Seda, representa uma forma de inserção da seda brasileira no mercado mundial”, justifica Berdu.

 

 

Vale da Seda

O Vale da Seda, formado na bacia hidrográfica do Rio Pirapó, é a região que mais produz casulo de bicho da seda em todo o Ocidente.

Segundo Berdu, o Paraná é responsável por cerca de 90% da produção brasileira de casulos de bicho da seda. Atualmente, os 29 municípios do Vale da Seda se beneficiam apenas da receita gerada pela produção e venda do casulo.

 

 

Parceiros da feira

A feira conta com o patrocínio do Banco do Brasil e tem a parceria da Prefeitura de Nova Esperança, do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Incubadora Tecnológica de Maringá e da Associação Comercial e Empresarial de Nova Esperança (Acine).

 

 

FONTE: PARANASHOP

Exibições: 323

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço