Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Setor de vestuário representa 11% das empresas abertas até maio em MS | http://www.fatimanews.com.br/ |

Se para alguns, a crise financeira representa um assombro por si só, para outros tal evento não teve reflexo direto. Em Mato Grosso do Sul, um estado tipicamente agropecuário, com a base econômica amparada pela produção de grãos e de gado de corte, a força do comércio mostra que trabalho é a solução para o momento de cautela e de redução do consumo.

De acordo com estatísticas da Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems), foram abertas 3.579 novas empresas de janeiro a maio de 2009; deste total, 11%, ou 385 empresas, são do setor varejista de vestuário e acessórios. Em segundo lugar, vêm supermercados, mercearias, padarias e açougues, com 335 novas empresas, e o setor de restaurantes, bares e lanchonetes ocupam o terceiro lugar, com a abertura de 286 empresas.

Os preços de alguns itens caíram, como os de alimentos, o que pode explicar o aumento no número de empresas nos setores de supermercados e restaurantes. Somente em Campo Grande, foram abertas 1.289 novas empresas, que estão inseridos no total de 3.579.

Das 1.289 empresas na capital, 152 são do setor varejista de vestuário e acessórios; 117 são restaurantes, bares e lanchonetes, e foram abertos 102 novos supermercados, mercearias, padarias e açougues.

Garantias fiscais

Em nível estadual e também em Campo Grande, o setor de vestuário é o que mais abriu novas empresas. Como estímulo a produção dos itens vendidos neste tipo de comércio, o governador André Puccinelli garantiu em maio passado que o setor têxtil terá 100% de isenção fiscal até dezembro de 2010.

“O estabelecimento da isenção e da alíquota de ICMS foi exaustivamente conversado com os representantes da indústria, com os empresários e com o poder público, de modo a atender todos os interesses”, explica Puccinelli.

Um dos motivos pela manutenção da isenção fiscal, que venceria em dezembro deste ano, é que o setor têxtil gera muitos empregos. No Estado, são 12 mil postos de trabalho no setor, que possui pólos de produção em Campo Grande, Sidrolândia, Mundo Novo, entre outros.

Exibições: 42

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço