Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VII

Têxtil Portuguesa Mantém Aposta na Tunísia

Fonte:|br.fashionmag.com|




As empresas portuguesas da indústria têxtil e vestuário continuam a apostar na Tunísia enquanto mercado de excelência para produtos como fios, tecidos, acessórios e vestuário, quer como destino de exportação quer como país para realizar investimentos diretos.

Entre as cerca de 2.100 empresas da Indústria Têxtil e de Vestuário que o país abriga, 16 têm capital - total ou parcial -, português, tendo contribuído para o volume de negócios de 2,7 bilhões de euros do setor em 2010, 90% do qual realizado em exportações.

Para Portugal, foram exportados 26,3 milhões de euros de produtos têxteis e vestuário, segundo dados do Instituto de Promoção das Exportações da Tunísia – Cepex – sobretudo em jeans e sportswear (65,8%).

"Fomos para a Tunísia pela necessidade de sermos mais competitivos", revela Francisco Dias, administrador da TDM – Textile du Maghreb, uma filial da Silsa, que confecciona essencialmente para clientes europeus. A empresa, que emprega 150 pessoas diretamente, revela que irá se manter na Tunísia. "Neste momento, pensamos que há condições para continuarmos a trabalhar lá", acredita Francisco Dias.

A Scoop Tunisia, outra empresa de capital português a operar na Tunísia, que emprega cerca de 70 pessoas diretamente e 500 indiretamente, registou até mesmo um aumento das encomendas recentemente. "Notamos um aumento de pedidos em relação ao mesmo período do ano anterior", revela a diretora da empresa, Ana Rocha. Também por isso, uma saída da Tunísia não se coloca neste momento. "Continuamos a acreditar na Tunísia pelo potencial que tem a nível da indústria têxtil".

O mesmo sentimento tem a Cavitex. "Neste momento a intenção é continuar. Do meu ponto de vista não há razão para decidir outra coisa, não tivemos até o momento quebra de encomendas por parte do nosso principal cliente e ainda esta semana tivemos contatos de clientes interessados em fazer encomendas aqui na Tunísia", explica o responsável pela empresa, Vítor Teixeira.

As empresas que atuam em Portugal também mantêm boas relações comerciais com a Tunísia e estão cada vez mais a investir no país como mercado de exportação. No ano passado, estiveram presentes, com o apoio da Associação Seletiva Moda e do Qren, cinco empresas – Fitor, Lurdes Sampaio, Malhas Carjor, Miraze e Troficolor – na maior feira têxtil e vestuário do país, a Texmed.

Uma presença que deverá se repetir e, até alargar, na próxima edição de 9 a 11 de Junho, já que a Associação Selectiva Moda está a organizar novamente uma delegação portuguesa. Esta participação faz parte do projeto de internacionalização da Associação Selectiva Moda para 2011, que contabiliza 61 ações em 26 mercados distintos, num investimento total de 7,43 milhões de euros, financiados pelo QREN.

 


Exibições: 54

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VII

Textile Industry

O Maior Portal de Informações Têxteis e do Vestuário do Brasil

© 2014   Criado por Textile Industry.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço