Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Um passo a passo para reduzir seu guarda-roupa a 37 peças

Semana passada a gente falou aqui dos benefícios do armário-cápsula e já vi as amigas de olho, interessadas em tentar a prática. Para as que se animaram, aqui vão algumas dicas de como pensar o seu:

Comece dando aquela geral no guarda-roupa. Tire tudo que não usa ou não gosta. Separe temporariamente (pode ser em uma mala embaixo da cama) o que não tem certeza e mantenha o que ama.

1. Escolha uma quantidade de peças que faça sentido para você. O número mágico, que a guru do tema, a consultora Caroline do blog americano Unfancyindica é 37, mas obviamente você não precisa ficar presa a ele.

2. Sim, é importante pensar um número preciso que seja confortável para a sua rotina. Isso vai ter sentido na hora que você comprar uma peça nova e fizer valer a regra do “entra uma, sai outra”. Se você afrouxa na quantidade de peças, acaba voltando para o hábito do guarda-roupa abarrotado. No seu número mágico só entram roupas do cotidiano. Ficam de fora: lingerie, pijamas, vestidos de festa, biquínis…

3. Desapega do que não te faz 100% feliz. Tem sentido, né? Se você está deixando só o essencial, então é importante que ame o que fica e queira usar cada uma das peças.

4. Pense em ter variedade de cores e modelagens.Tudo preto, branco e cinza vai deixar você com cara de uso-a-mesma-roupa-todos-os-dias. Além de que cor sempre traz alegria para o look, né? Também vale combinar clássicos e atemporais com tendências e ousadias. Esses últimos provavelmente serão as peças que você vai substituir de tempos em tempos. Mas normalmente também são as que dão calorzinho no coração.

5. Valorize durabilidade e qualidade de cada item.Roupa “descartável” de fast fashion vai precisar ser substituída antes que as outras.

E ó, meninas, a ideia principal de ter um armário-cápsula é se livrar do consumo excessivo. Então não vale ter só 40 peças em casa, mas ficar trocando tudo a cada três meses, né?

E outra coisa: pensem no descarte. Roupa que sai de casa pode ter vários fins: bazares, sites de revenda, campanha do agasalho, doação pras amigas, funcionárias… Só não vale ir pro lixo.

http://www.metropoles.com/colunas-blogs/de-caso-com-o-espelho/um-pa...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 117

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço