Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

WorldSkills: Brasil conquista 2º lugar no mundial de profissões técnicas

O Brasil se mantém na elite da educação profissional do mundo. Com um total de 34.901 pontos, o país ficou em 2º lugar geral na maior competição de profissões técnicas do planeta, a WorldSkills. Os russos ficaram em primeiro, com 35.461 pontos. Entre os dias 15 e 18 de outubro, mais de 1.200 jovens de 68 países competiram em 52 ocupações do setor industrial e de serviços em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, entre os dias 15 e 18 de outubro.

A delegação brasileira foi composta por 56 competidores, 51 alunos e ex-alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e cinco do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que competiram em 50 ocupações. É bom lembrar que na última edição da WorldSkills, em 2015, o país ficou em primeiro lugar.  

O trio dourado de Manufatura Integrada comemora no pódio

“Em Abu Dhabi, o Brasil demonstrou seu padrão de excelência em educação profissional. Estamos entre os melhores países do mundo (China, Coreia do Sul, Suíça e Rússia) e isso é importante para criar oportunidades para os jovens e competitividade para a as empresas. Estamos orgulhosos com o resultado alcançado pelo jovens do SENAI e do Senac que, com muita fibra e talento, representaram o Brasil”, destacou o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade. 

Para o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, o resultado demonstra o alto nível do Brasil no conjunto das profissões. "É o nível de excelência que o Brasil tem e que dificilmente nós conseguimos reproduzir em outros rankings, seja de desempenho econômico, de competitividade, inovação ou de educação regular. Em educação profissional, o Brasil tem excelência, que é uma porta para a juventude brasileira", disse.

Embora o país tenha ficado em segundo no ranking de pontos, no quadro geral de medalhas os brasileiros ficaram em 4º lugar. Foram 15 medalhas em Abu Dhabi, sendo sete de ouro, cinco de prata e três de bronze, além de 26 certificados de excelência. Considerando apenas as medalhas, a primeira posição ficou com a China, Coreia do Sul e Suíça, mas o Brasil se manteve à frente de países com bastante tradição na disputa, como França, Japão, Áustria e Alemanha.  

Nas provas da WorldSkills, realizadas durante quatro dias, os participantes devem completar os desafios propostos na competição dentro de padrões internacionais de qualidade. É exigido que os alunos demonstrem habilidades técnicas individuais e coletivas em profissões da indústria e do setor de serviços, como Automação Industrial, Eletrônica, Eletricidade, Cozinha e Confeitaria, entre outras. Cada modalidade tem a participação de apenas um representante de cada país, seja uma pessoa ou uma equipe.

O Brasil participa do torneio desde 1983. Nesse tempo, os resultados na disputa melhoraram a cada edição e a equipe brasileira tornou-se uma certeza no top five do mundial, ao lado de nações que são referência educacional, como Coreia do Sul e Alemanha.

Com informações da CNI. 

http://www.abit.org.br/noticias/worldskills-brasil-conquista-2-luga...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 47

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço