Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Quando se instalou em São Gonçalo do Amarante, a Companhia Tecidos Norte de Minas (Coteminas) recebeu terreno para a construção do parque industrial e isenção fiscal. Em troca, eles prometiam empregos e que viriam para ficar.

No entanto, revendo os seus planos, a empresa resolveu fechar a sua fábrica e desempregar 3 mil pessoas (alguns falam em 15 mil entre diretos e indiretos). Apresentou em seu lugar um empreendimento imobiliário de 1 bilhão de reais, que conterá shoppings, prédios comerciais e residenciais.

O pequeno detalhe é que ela irá construir no terreno que lhe foi doado em troca da instalação da fábrica e da geração de empregos.

Em resumo, recebeu um mega terreno doado pela prefeitura, nunca pagou imposto e agora, desfazendo o acordo, vai usar o espaço para uma destinação completamente diferente.

Os bobo alegres de plantão pintaram a manobra como positiva para o RN.

Será?

INICIATIVA PRIVADA?

Em entrevista, a governadora enfatizou o espírito empreendedor do dono da Coteminas. Poxa, neste contexto quem não seria?

JUSTIÇA ROSADA

Enquanto que o terreno “doado” não é questionado e a coteminas já se considera dona, há em todo o RN pessoas que vivem em terrenos “invadidos” (não há também uma “apropriação” da coteminas, na medida em que ela pratica desvio de função no uso do espaço que lhe foi cedido com um fim pré-estabelecido?) por pequenos moderadores e o governo e prefeituras não têm a menor preocupação de legalizar a situação dessas pessoas.

ARRANCADA?

Rosalba Ciarlini não perdeu, juntamente com Jaime Calado, a oportunidade de utilizar a marca principal de sua gestão: as frases de efeito:

“É um projeto que marca o desenvolvimento de São Gonçalo e do RN”, disse ela.

IMPARCIALIDADE PARCIAL

O texto abaixo é jornalístico ou se trata de um informe publicitário? Descreveu tão belamente o empreendimento que um desavisado, ao ler, pode até se interessar. Faltou dizer só o preço.

Do nominuto

 

O projeto de Horizontes do Potengi é um marco do planejamento sustentável, contribuindo para a melhoria das condições socioambientais do município e da Região Metropolitana. Estão previstas áreas para posto de saúde, creche, escolas de Ensino Fundamental, Médio e Educação Ecológica, biblioteca e clube.

Localizado em área privilegiada às margens do Rio Potengi, o empreendimento terá edifícios sempre voltados para o verde e geograficamente dispostos à brisa marítima, valorizando o olhar para a cidade de Natal.

Além da interação com os amplos espaços abertos, disporá de facilidades para o dia-a-dia das famílias, como: escola, creche, clube, shopping e cinema, além de parque ecológico. Uma grande praça central, com restaurantes e artesanato regionais, integrará socioculturalmente os moradores, usuários e frequentadores. Tudo a distâncias que dispensam a utilização de automóveis e ônibus.

Horizontes do Potengi foi apresentado hoje (24) às autoridades do Estado do Rio Grande do Norte e do Município de São Gonçalo do Amarante, em uma demonstração de confiança no futuro da região e com a certeza do indispensável apoio à viabilização do investimento.

IMPARCIALIDADE PARCIAL II

A maioria dos jornais difundiram o seguinte título:

Coteminas investe R$ 1 bilhão em São Gonçalo do Amarante

Não seria mais adequado dizer:

Coteminas de São Gonçalo fecha as portas e desemprega 3 mil pessoas

Ou:

Após anos de isenção fiscal, Coteminas resolve construir empreendimento em terreno doado pela prefeitura

Não seria mais honesto com a situação vigente? Afinal, 3 mil pessoas perderam os seus empregos imediatamente. A coteminas alega que irá criar, num cenário de longo pazo, 2 mil empregos.

CARTA POTIGUAR

Por isso que a @cartapotiguar prefere explicitar suas convicções do que praticar malabarismo mental, que tem como objetivo esconder inclinações ideológicas e econômicas.

Não queremos subestimar a inteligência dos nossos leitores.

E só se respeita o leitor jogando limpo e pondo as cartas na mesa.

Foto: Elisa Elsie 

Daniel Menezes

Sociólogo, um dos fundadores da Carta Potiguar e membro do conselho editorial. Atuo profissionalmente na área de pesquisa de opinião e eleitoral e exerço a atividade de docência. Áreas de interesse: Política, Sociedade, Cotidiano. Email: danielgmenezes@hotmail.com

Exibições: 3983

Responder esta

Respostas a este tópico

Depois que paramos as fiações, temos tido tempo para conversarmos. O que é muito bom. Há quanto tempo não desfrutava das palavras do Sam? Parabens à China que está nos propiciando tanta troca de conhecimentos, de diferentes modos de pensar. As palavras sempre claras e perfeitas do Julio. A braveza do Adalberto. A necessidade de unirmos mais em favor da ABTT. Salve!

E o comedimento do Paculdino!

Me mande seu email, mano: samdem@aol.com

Grato, Abs:

Terminei o CETIQT em 1983 eu lembro que descontavam, uma valor simbólico,

que era tirado da bolsa que recebíamos de 3 MVRs(+- 1,5 salários mínimos da

época). Não estou falando mal da empresa que tinha bons técnicos(q exigiam o

tratamento de "DOUTOR" pelos funcionários). Digo sim que:

-Qdo. as facilidades são muitas costuma-se abusar, principalmente, qdo. não

  há fiscalização nos projetos FINANCIADOS.

-Não estou falando mal do Sr. Alencar(sempre grifo inicial em maiúsculas qdo. respeito

  o que não fiz e não faço com sarney...............................)

-Reconheço q o Sr. Alencar foi sempre um grande EMPREENDEDOR aproveitando muito bem

  "aproveitadas" as oportunidades que "SE APRESENTAVAM" para ele, a critica é aos"politicalhas"

  que promovem facilidades em barganhas de seus interesses pessoais e foi desta forma que 

  percebendo essas facilidades acontecerem que moveu o Sr. Alencar para a política PARTIDÁRIA.

-Eu não falo o que ouvi dizer eu estava lá e vi

-Trabalhava das 7:30 até 22:00, 23:00 e 24:00 por necessidade da empresa em limpar, corrigir,

  trocar máquinas e peças, pois os operários da empresa anterior deixaram os trens de estiragem

  ativos c/ filatórios, maçaroqueiras, passadores............... desligados. Na engomagem desmonta-

  mos duas pra montar uma............ e aí vai.

Quero, apenas, que percebas uma coisa não critico o empresário que aproveita as oportunidades,

critico os oportunistas(políticos) que criam a revelia do patriotismo que juraram ter em suas posses.

Me desculpe se ofendi sua participação na COTEMINAS, Sr. Paculdino!



Antonio Silverio Paculdino Ferre disse:

Volto, sem querer, a participar da dicurssão. Realmente é o primeiro ex-empregado que vejo falando mal da empresa, que tem poucos ex-funcionarios. A empresa era obrigada a lhes fornecer almoço? Existe um PAT, tambem algumas convenções coletivas onde se permite descontar a refeição servida, e similares. Não conheço o caso totalmente, mas uma parte dos salários é para alimentação em qualquer lugar do mundo! Parece que o pãozinho fornecido era por liberalidade. Nem no Cetquit (que é do Senai) a alimentação era gratuita!

Juliinho: Tava meio brincando, esperando chumbo de ambas as bocas de sua espingarda certeira e calibre .12 de matar elefantes ou bicho grande. Realmente antes havia na maioria das firmas  2 tipos de rango, Hoje so vejo um. Pitzgrila, nao comente a ninguem e que morra esse segredo entre nos: SOU UM BANDEJEIRO DE MARCA MAIOR!

A familia do Paculdino e la das Minas Gerais e vai ver que ele ate conheceu o BANDEIJAO DA ESCOLA DE MINAS DE OURO PRETO. Era um ceu! Fiquei viciado.

Julinho, no cafe da manha da Segunda, tinha ate um cardapio especial, um pouquinho mais caro, para a "Turma do Golo". Golo nas Minas Gerais eh "Gole". Vinha com dois ovos fritos, um bife, suco e o cafe com pao. Putz, quanto mais velho fico, mais aquele bandeijao fica gostoso.

Ja nos Bandeijoes de fabricas, anos atras, eu era mais estupido e andava de "Uniforme de Paulistano", ou como o Carioca fala, de "MORCEGO". Terno e gravata. Ai quando me sentava com a turma o papo morria.

Agora que cago e ando, perdao, defeco e caminho,  para MORCEGOS, eh uma aligria so. A turma fala, discutimos futebol (Peixe e Flu) e sempre tiravam sarros dos times esses que ate pouco tempo atras perdiam muito...

So uma coisa eles nao faziam no refeitorio: Nao jogavam "porrinha" comigo, o que julgo ser um "Joguinho dos deuses".

Acabei de tomar  uma chicrinha (brasileira) de cafe expresso, feita na maquina, igualzinho ao Brasileiro, e agora chega de cocar saco. Abracao a todos - e amanha voltemos a concertar a nossa Industria e o nosso pais. Somos uma CLASSE PORRETA, como dizia o meu amigo Luiz Carlo de Sa, de Itabuna, conhecido por Bahiano Xibungo - e muito engajada. Parabens a nos todos. SdM

Julinho: Se tu voltares a falar na LINGUICa, digo,  nas Salchichas (sao bem menores), na Banana ou mesmo no leite do Josue, VOU FICAR DE MAL CONTIGO! rsrsrsrsrsr Te amo Gurizao, de cojones de titanio! SdM

Deixe a banana do do Homem em paz - eh cheia de Potassio e a Carmen Miranda cantava que ela  "tem vitamina, engorda e faz crescer"!  SdM

É deixo-o, mas minha luta contra os "politicalhas(políticos canalhas)" não para é só o começo:

Minha campanha é:

"VAMOS MOSTRAR AOS POLITICALHAS DE BRASÍLIA QUE QUEM MANDA NO BRASIL DEMOCRÁTICO

  É O POVO, VOTANDO "NULO" NAS ELEIÇÕES DE 2012, NADA DE PREFEITOS E VEREADORES VAMOS

  DAR UM CAGAÇO N'ELES" VOTEM NULO..........VOTEM NULO.........VOTEM NULO.........NULO,NULO!!


Abraços SAM de 

juliocesar_representextil@yahoo.com.br


Parabéns pela sua colocação Antônio Silvério.

Nunca trabalhei na Coteminas mas conheço dezenas pessoas que trabalham lá e se puderem se aposentarão. Também há admiro muito!

 

"Nunca trabalhei na Coteminas mas conheço dezenas pessoas que trabalham lá e se puderem se aposentarão." Se e tao boa porque se aposentariam a primeira oportunidade? Espantados pelo "Cachorro Quente" do amigo Julio?

Ou gostam da linguica, digo, da salchicha?

E quem disse q eles mandavam esquentar o "CACHORRO"??? era frio mesmo só pão e linguiça, ops,

digo "SALSICHA".............kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Olha Julinho, o homi tem pudeh. Tu fica ai falano da linguica dele e vao dar "caiaia"!

Em breve ele estara "evacuando e caminhando" para esses comentaarios seus. Estara metido na ENERGIA  e a AGRICULTURA e em exportacao de Graos pelo porto do EIKE; sera novamente capa da revista VEJA (como na epoca em que a COTEMINAS SE UNIU A SPRINGS). Ze Povinho Batera palmas, gritara "JOVEM VARONIL",  e votara nelo para Presidente e Luma de Oliveira como vice. (rsrsrsrs: A Presidencia eh muito escrutinizada;  o moco EIKE nao vai enfiar a mao nessa cumbuca. Como sempre deixara para "HERMANOS e MUI AMIGOS", sejam eles quem for). Politica, no Brasi, eh megocio "BOM PARA TODO MUNDO", inclusive filhos e parentes, em primeiro plano. Nao Julinho, estou fora da Linguica do Honem. E grande - dogo, salchicha de cachorro quente.

 SdM

  

A maioria dos jornais difundiram o seguinte título:

Coteminas investe R$ 1 bilhão em São Gonçalo do Amarante

Não seria mais adequado dizer:

Coteminas de São Gonçalo fecha as portas e desemprega 3 mil pessoas

Ou:

Após anos de isenção fiscal, Coteminas resolve construir empreendimento em terreno doado pela prefeitura

Não seria mais honesto com a situação vigente? Afinal, 3 mil pessoas perderam os seus empregos imediatamente. A coteminas alega que irá criar, num cenário de longo pazo, 2 mil empregos.

CARTA POTIGUAR

Por isso que a @cartapotiguar prefere explicitar suas convicções do que praticar malabarismo mental, que tem como objetivo esconder inclinações ideológicas e econômicas.

Não queremos subestimar a inteligência dos nossos leitores.

E só se respeita o leitor jogando limpo e pondo as cartas na mesa.

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço