Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Efeito de Genótipos e do Ambiente na Formação de Neps na Fibra de Algodão

RESUMO – Dezoito genótipos de algodoeiro, compreendendo cultivares e linhagens avançadas, foram estudados quanto ao potencial para formação de neps, nas fibras que produziram em cinco experimentos realizados em localidades diversas do Brasil. Avaliados mediante o número de neps por grama de fibra, determinado no aparelho Neptester 730, da Zellweger Uster, os genótipos diferiram significativamente quanto a essa característica, classificando-se, gradualmente, em quatro grupos de desempenho. Diferenças quanto a esse fator foram significativas também entre localidades, e interação genótipos x locais revelou instabilidade de desempenho de alguns genótipos, em função de condições ambientais. Dados referentes a neps e ao índice micronaire, alta e negativamente correlacionados, sugeriram a possibilidade de contradições, tanto na demanda da indústria têxtil, quanto nos objetivos do melhoramento genético do algodoeiro

 

Clicar no link abaixo:

Efeito de Genótipos e do Ambiente na Formação de Neps na Fibra de A...

 

 

 

Eccotêxtil – Consultoria Têxtil
Erivaldo José Cavalcanti
Estamos habilitados a examinar seu sistema de custos, promover otimizição, ou desenvolver um específico para sua empresa.
erivaldo@gestaotextil.com
11 – 64460647
11 - 77846336

Exibições: 239

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

Uma coisa nunca irá mudar, tecidos com mistura de fibras de algodão com poliéster sempre terão muitos neps.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço