Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Luis Ushirobira/Valor / Luis Ushirobira/ValorTavex descentralizou a gestão e Stocche é o diretor geral de denim para o Brasil

A reestruturação da fabricante de tecido para jeans espanhola Tavex começou a mostrar efeitos positivos no balanço. Notícia boa para os acionistas da companhia, listada na bolsa de Madri, e também para os da brasileira Alpargatas, que tem fatia de quase 19% da Tavex. Ambas empresas são controladas pelo grupo Camargo Corrêa.

Nos nove primeiros meses deste ano, o resultado operacional (antes de juros e impostos) da Tavex melhorou quase três vezes na comparação anual, para € 18,5 milhões, apesar de um recuo de 13,8%, para € 296 milhões na receita. Márcio Garcia, presidente do conselho de administração da Tavex, uma das maiores fabricantes de denim do mundo, diz que a companhia está abrindo mão de volume para trabalhar apenas com produtos de maior valor agregado, que oferecem margens melhores e são mais "resistentes" a situações macroeconômicas adversas. "As peças estão se encaixando depois de um grande esforço interno. Inclusive de mudar a mentalidade de produzir em grandes quantidades", afirmou.

As mudanças na Tavex foram aceleradas quando, no fim do ano passado, a companhia contratou a consultoria de Cláudio Galeazzi. De lá para cá, nenhuma das oito fábricas - quatro delas no Brasil - foi fechada, mas a Tavex reduziu de quatro para três o número de turnos de trabalho nas unidades. "Claro que houve orientação para cortes de custos, mas a reestruturação na área comercial, de abordagem dos clientes, foi tão importante quanto", afirmou Garcia.

Apesar dos avanços no desempenho operacional, a Tavex ainda deu um prejuízo líquido € 17,9 milhões nos nove primeiros meses deste ano - queda 17,2% em relação à 2012 -, por causa das altas despesas com pagamento de juros.

Garcia diz que, para quitar débitos, a empresa colocou alguns terrenos à venda, mas que conta principalmente com a recuperação do seu resultado operacional para reduzir a alavancagem nos próximos anos. "Os efeitos da reestruturação estão aparecendo agora, principalmente no terceiro trimestre. Esperamos melhoras ainda maiores no próximo ano", afirma.

Quando vendidos, os ativos devem gerar um caixa adicional de cerca de R$ 60 milhões para a Tavex, diz Garcia.

A alavancagem da Tavex, medida para relação entre dívida líquida/Ebitda, caiu de 7,1 vezes para 4,8 vezes em um ano. Segundo Garcia, há uma meta de reduzir esse patamar para 3 vezes no prazo de, no máximo, dois anos.

As perdas ou ganhos da Tavex impactam diretamente o balanço da calçadista Alpargatas. A dona da marca Havaianas registra seu investimento na fabricante têxtil pelo método de equivalência patrimonial, mas isso não tem sido um bom negócio.

Em 2012, a Tavex foi responsável por uma redução de R$ 37,2 milhões no lucro da Alpargatas. Nos primeiros nove meses deste ano, a perda por equivalência foi de R$ 9 milhões.

Parte da reestruturação da Tavex também incluiu uma reorganização gerencial com objetivo de descentralizar a gestão. Para os cargo de diretor-geral de denin no Brasil e na América do Norte foi escolhido Gilberto Mestriner Stocche.

Stocche diz que uma das apostas da empresa é o jeans anti-celulite, que será lançado hoje em São Paulo. Durante o lançamento, a empresa também apresentará a seus clientes um jeans com elevadíssimo grau de elastano. "É quase uma segunda-pele. Como estamos na Europa, conseguimos trazer para cá mais rapidamente as últimas tendências da moda", afirma o executivo.

Criada a partir da fusão com a Santista em 2006, a Tavex fornece para marcas globais como Diesel, Armani e Levi's. Junto com a Argentina, o Brasil representa 60% do faturamento global da Tavex, que em 2012 totalizou € 442,4 milhões.

Os principais concorrentes da companhia no país são a Vicunha Têxtil, que pertence ao grupo controlador da CSN, a Santana Textiles e a Cedro Cachoeira.

http://www.valor.com.br/empresas/3345600/em-busca-do-lucro-tavex-ab...

Por Marina Falcão | De São Paulo

Exibições: 566

Responder esta

Respostas a este tópico

De lá para cá, nenhuma das oito fábricas - quatro delas no Brasil - foi fechada, mas a Tavex reduziu de quatro para três o número de turnos de trabalho nas unidades.

Em 2012, a Tavex foi responsável por uma redução de R$ 37,2 milhões no lucro da Alpargatas. Nos primeiros nove meses deste ano, a perda por equivalência foi de R$ 9 milhões.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço