Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Além do canal B2B, a empresa planeja oferecer um site de vendas ao varejo e incorporar o jeans nas coleções de suas outras marcas, hoje, restrito à licenciada Pepsi.

Para se reposicionar no mundo digital e tornar suas marcas mais conhecidas, a Fakini Malhas, de Santa Catarina, está lançando um portal de compras para seus clientes lojistas. O novo canal é voltado para os cerca de 6 mil clientes ativos da empresa que continuam a ser atendidos por 80 representantes que cobrem todo o país. “O portal dá mais agilidade na reposição de peças para o lojista que não precisa esperar a visita do representante ou acessar o televendas”, explica Luiz Gama Junior, coordenador de marketing da Fakini.

Também faz parte da estratégia digital da marca o lançamento de um site para vendas de varejo que deve estar pronto em cerca de 30 dias, no início de junho. A empresa é especializada em moda infanto-juvenil com as marcas próprias Fakini Kids, Teen, Women, Men e Playground. Também detém as licenciadas Disney, The Simpsons, Pucca, Smurfs, Transformers, Batman, Ursinhos Carinhosos, ThunderCats, Tartarugas Ninja, Playstation e Bob Esponja, além da Pepsi Clothing que oferece jeans e t-shirts para adultos.



O portal para o atacado está disponível com ferramentas similares a páginas de varejo, com chat online para dúvidas. Junto com a coleção primavera/verão 2014/2015, que acaba de lançar, a empresa também está anunciando hotsites das marcas Fakini Kids, Fakini Teens, Playground e Pepsi Clothing, cuja primeira coleção com jeans é a do inverno 2014. “Até hoje estávamos apenas no Facebook, no Twitter e um blog da marca Fakini. Os novos sites fazem parte do reposicionamento da imagem das marcas”, afirma Gama.

Além da fábrica localizada em Pomerode (SC), que produz 1 milhão de peças por mês, a empresa conta com unidades de costura em Agrolândia, São Bento do Sul e Mirim Doce, esta última inaugurada recentemente. “Fazemos do desenho à confecção do produto até chegar ao lojista. Mesmo assim, para dar conta dos pedidos, 40% da costura é terceirizada”, conta o executivo. O jeans está presente na marca licenciada Pepsi e vai compor coleções de outras marcas neste ano, anuncia o coordenador.

De acordo com ele, a Fakini ainda não avaliou quanto vai representar as vendas realizadas pelo portal, mas, a meta global deste ano é aumentar o faturamento em 25%. “Hoje atendemos apenas 10% do comércio varejista no país, por isso, há muito espaço para crescer. Com 6 mil clientes ativos entre 10 mil cadastrados, queremos ampliar este número em 15% até o final do ano”, completa Gama.
 http://www.gbljeans.com.br/noticias_view.php?cod_noticia=5265

Ana Luiza Mahlmeister

Exibições: 916

Responder esta

Respostas a este tópico

Parabéns para a Marca Fakini. $$$$$$$$$uce$$$$$$$$o.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço