Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Fast-fashion francesa desembarca no Brasil com peças a partir de R$ 15

Kiabi inaugura em agosto megaloja no Shopping Ibirapuera




A fachada de uma das lojas francesas da Kiabi, rede de fast-fashion que movimenta 2 bilhões de euros por ano

A fachada de uma das lojas francesas da Kiabi, rede de fast-fashion que movimenta 2 bilhões de euros por ano Foto: Imagem cedida pela Kiabi

Parte do mesmo grupo ao qual pertencem Decathlon e Leroy Merlin, a rede de moda francesa Kiabi inaugura em agosto, no shopping Ibirapuera, em São Paulo, sua primeira loja em solo brasileiro.

Vai ser mega, com 1.500 m2, e um segundo ponto em local ainda não anunciado deve abrir em outubro - o plano de negócios prevê outros 38 nos próximos cinco anos.

Conhecida por oferecer preços acessíveis, a operação brasileira da Kiabi vai contar com peças a partir de R$ 15, todas importadas a princípio (com o tempo a ideia é desenvolver produção local). Serão comercializadas roupas para bebês e crianças, mulheres e homens em diferentes tamanhos - incluindo plus size.

Um site de teste, kiabi.com.br, com fotos de alguns produtos e sugestão de preços já está no ar, mas em caráter meramente ilustrativo, sem disponibilidade de compra por enquanto.

Fundada em 1978, a empresa possui 500 lojas físicas em 15 países diferentes, movimenta 2 bilhões de euros por ano e comercializa em média 275 milhões de peças distribuídas em seis coleções anuais, inspiradas em tendências das passarelas.

Os principais fornecedores da Kiabi estão em países, como França Turquia, Paquistão, China, Tailândia, Indonésia, Marrocos, Índia e Bangladesh e, segundo a empresa, atendem a regras rigorosas de produção e às melhores práticas de governança.

http://emais.estadao.com.br/noticias/moda-e-beleza,fast-fashion-fra...


Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 1693

Responder esta

Respostas a este tópico

VEja como nos faz faz um presidente como Donald Trump, para diminuir os impostos e proteger nossa industria!

Os principais fornecedores da Kiabi estão em países, como França Turquia, Paquistão, China, Tailândia, Indonésia, Marrocos, Índia e Bangladesh e, segundo a empresa, atendem a regras rigorosas de produção e às melhores práticas de governança.

ONDE ENTRA A INDÚSTRIA BRASILEIRA NESTA DANÇA, ENQUANTO TIVERMOS UM GOVERNO CORRUPTO E OMISSO QUANTO A SITUAÇÃO DA ÁREA TÊXTIL NOSSA ESTAREMOS FECHANDO FÁBRICAS.

Ñ HÁ 1 CANDIDATO QUE FALE EM DIMINUIR IMPOSTOS......

Q ACABE LOGO ESTE GOVERNO, PELO MENOS TROCA O CACHORRO, SABEMOS Q A COLEIRA SERÁ A MESMA...

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço