Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Franquias brasileiras reforçam internacionalização

Expectativa é que setor de franchising tenha um resultado internacional melhor em 2021 do que o registrado em 2020

Por Paulo Gratão

Há alguns anos, o setor de franquias vivia uma tendência de internacionalização de suas marcas. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), a pandemia interrompeu esse crescimento, embora tenha mantido os números intactos: 163 redes nacionais mantêm atuação em 106 países, seja com unidades instaladas ou exportação.

De acordo com o diretor internacional da entidade, Natal Baril, apesar de o número ter se mantido exatamente igual a 2019 (quando foi registrado um avanço de quase 13% em relação a 2018), houve “troca” de marcas. Algumas se voltaram apenas para o mercado nacional, e outras se instalaram lá fora, mesmo com a crise global. “Para 2021, projetamos uma expansão de marcas para o exterior. Os diferenciais que veremos como impulsionadores são o avanço da vacinação, a agenda de reformas no Congresso e a expansão do crédito.”

ABF mantém uma parceria com a Apex-Brasil há 15 anos para estimular a internacionalização de marcas locais. A iniciativa chama-se Franchising Brasil e promove participações em feiras internacionais, rodadas de negócios, capacitação e mapeamento de mercados. De acordo com Baril, cerca de 70 marcas com interesse em levar os negócios para fora do país participam atualmente.

Uma rede que já estava com as malas prontas para aportar no exterior em 2020 é a Doutor Sofá, especializada em impermeabilização de estofados. No início do ano passado, os sócios estiveram nos Estados Unidos para registrar a marca e dar início às atividades no país. Eles também estiveram em Portugal na ocasião. Agora, a empresa vai fazer sete inaugurações internacionais de uma vez: três nos Estados Unidos, uma na  Espanha e três na América Latina (Uruguai, Paraguai e Chile).

Serviço da Doutor Sofá (Foto: Divulgação) Serviço da Doutor Sofá: rede inicia internacionalização com sete unidades fora do país (Foto: Divulgação)

Willian Tamara, sócio da Doutor Sofá, diz que a “pegada digital” da marca fundada em 2013 será um diferencial em relação ao que já é oferecido em outros países. “No exterior, as empresas de limpeza não são nada digitais e atuam muito pouco de forma online, exatamente como acontecia no Brasil em 2013, quando iniciamos nossa história”, afirma.

Ao longo de 2020, a empresa abriu mais de 60 unidades no Brasil , somando 163 no total, enquanto tentava, à distância, viabilizar os pontos internacionais. “Nosso maior desafio hoje são os bloqueios de fronteira por causa da pandemia. Já temos algumas unidades aguardando inauguração, e basta a fronteira abrir que a Doutor Sofá será Internacional de fato.” No ano passado, a rede faturou R$ 20 milhões.

No Uruguai, os franqueados se reportam diretamente à franqueadora brasileira, por conta da proximidade. Na Espanha, um máster-franqueado está sendo treinado para multiplicar a marca no país. Nos Estados Unidos, a Doutor Sofá optou por iniciar uma operação própria, que servirá de piloto. Futuramente, a rede estabelecerá uma base administrativa local para expansão.

Um caminho parecido vinha sendo traçado pela Fórmula Animal, especializada em manipulação veterinária. A rede levou dois anos para conseguir inaugurar a primeira unidade fora do país, e a estreia internacional ocorrerá no vizinho Paraguai. Além das dificuldades enfrentadas com a pandemia, a marca também precisou adaptar os serviços de saúde às normas locais.

“O Paraguai não tinha legislação de farmácia de manipulação veterinária e, por isso, usou a legislação brasileira como exemplo. Foram feitas adaptações para a realidade paraguaia, e isso possibilitou a nossa autorização”, afirma Marcelo Piazera, sócio-fundador da Fórmula Animal.

Unidade da Fórmula Animal no Paraguai (Foto: Divulgação) Unidade da Fórmula Animal no Paraguai (Foto: Divulgação)

Ao longo do ano passado, enquanto se preparava para entrar no Paraguai, a Fórmula Animal bateu R$ 28 milhões em faturamento e abriu dez novas franquias. “Conseguimos esse resultado com seis novos franqueados e cinco outros empreendedores que já faziam parte da rede e buscaram ampliar sua atuação.”

Piazera conta que já esperava por uma dificuldade maior para internacionalizar a marca, justamente pelo segmento altamente regulado em outros países, e que seria necessário encontrar uma pessoa disposta a encarar o desafio. “Quando conhecemos o casal Rubén Guerreño e Liza Salinas, vimos que eles eram perfeitos para iniciarmos a jornada no exterior”, diz o empreendedor.

Obtida a licença, a Fórmula Animal ainda enfrentou mais desafios para desenvolver a operação. Com as fronteiras fechadas, não conseguia encontrar fornecedores locais ou enviar remessas de matéria-prima feita no Brasil. Essa primeira unidade é uma franquia tradicional, ligada diretamente à franqueadora, com potencial para abertura de mais lojas com o mesmo casal franqueado. A ideia de Piazera é, futuramente, seguir a expansão para países da América Latina.

Enquanto a Doutor Sofá e a Fórmula Animal dão seus primeiros passos fora do Brasil, redes com um longo histórico de internacionalização, como a iGUi Piscinas, resolveram se arriscar mais no período. Desde março do ano passado, a empresa abriu 35 unidades no exterior, sendo seis nos Estados Unidos, 22 no México (onde a marca já tinha 30 operações), duas em Portugal, quatro na Argentina e a primeira operação no Canadá, já com um centro de distribuição local.

iGUi é a franqueadora brasileira com maior atuação no exterior (Foto: Reprodução) iGUi é a franqueadora brasileira com maior atuação no exterior (Foto: Reprodução)

Vale ressaltar que a empresa comandada por Filipe Sisson viveu um momento atípico na pandemia e mais que dobrou o faturamento global em 2020, chegando a R$ 952 milhões.

E não foram só franqueadoras que resolveram se arriscar e empreender fora do país em meio à pandemia. O paulista Gustavo Araújo, 39, parte para os Estados Unidos com a família até o final do mês para tocar uma franquia da CleanNew em Orlando, na Flórida.

Araújo conta que se programava havia cinco anos para morar fora do país. Ele até teve duas outras tentativas, que acabaram não vingando. “Sou comerciante, mexo com postos de gasolina, meu pai é muito antigo no ramo.” Ele chegou a tirar passaporte europeu, mas descobriu que teria mais facilidade para estudar ou investir nos Estados Unidos. Assim, passou a pesquisar por franquias locais para comprar, mas não encontrava nenhuma que tivesse fácil comunicação com brasileiros.

Gustavo Araújo, franqueado da CleanNew: empreendedor deixará Brasil e abrirá empresa nos EUA no final do mês (Foto: Divulgação) Gustavo Araújo, franqueado da CleanNew: empreendedor deixará Brasil e abrirá empresa nos EUA no final do mês (Foto: Divulgação)

Por meio de um amigo que é franqueado da CleanNew, ele conheceu a rede fundada pelo empreendedor Fritz Paixão, que hoje mora em Miami. “Falei com a base deles aqui em Salvador (BA) e o Fritz entrou em contato com a gente. A partir de novembro começamos a negociar, e em janeiro começamos com a papelada.”

O impulso que motivou Araújo a tomar a decisão nesse momento, além do antigo desejo de morar fora, é que o filho de 15 anos, que pratica tênis, poderá estudar no exterior. “Qualquer mudança gera medo. Ainda mais com uma mudança desse tamanho, que envolve vida, trabalho, ramo. Mas eu não tenho nenhuma dúvida de que, se trabalhar duro, o resultado vem.”

Baril, da ABF, vê um mercado aberto para internacionalização em diversos segmentos do setor de franquias, como Alimentação, Moda, Calçados, Educação, Beleza e Serviços em geral. “A lição de casa continua a sendo a mesma: estudar o mercado-alvo a fundo e ter um formato adaptado à nova realidade. Precisa considerar a possibilidade de o negócio ser digital e trabalhar canais complementares à franquia.”

Fonte: PEGN

http://sbvc.com.br/franquias-brasileiras-reforcam-internacionalizacao/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 29

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço