Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

O governo indiano está a tentar atrair níveis mais elevados de investimento para a indústria têxtil e vestuário do país através da nova campanha “Make in India”. O objetivo do novo programa – que abrange todas as indústrias mas não especifica os incentivos – é transformar a Índia num centro mundial de produção, com o vestuário e o têxtil em foco nesta estratégia. A campanha destaca que a indústria têxtil da Índia tem 24% da capacidade mundial de fusos e 8% da capacidade mundial de máquinas de fiar a rotor, assim como a maior capacidade em teares (incluindo teares manuais), com uma quota de mercado de 63%.

A Índia produz 14% das fibras e fios têxteis mundiais e é a maior produtora de juta, assim como a segunda maior produtora de seda e algodão. A “Make in India” também realça a «forte base de produção de uma grande variedade de fibras/fios» do país, desde fibras naturais como algodão/juta, seda e lã, a matérias-primas sintéticas e artificiais, como poliéster, viscose, poliamida e acrílico. Para além da produção, a campanha pretende enfatizar uma crescente penetração do retalho organizado no subcontinente, juntamente com uma evolução demográfica favorável e o aumento dos níveis de rendimento – o que deve aumentar a procura têxtil. Acrescenta ainda que as oportunidades de investimento variam dos tecidos especiais e com valor acrescentado à criação de unidades de processamento de têxteis técnicos, vestuário e marcas de retalho.

http://www.portugaltextil.com/tabid/63/xmmid/407/xmid/43952/xmview/...

Exibições: 226

Responder esta

Respostas a este tópico

O jornal H1 estava mostrando quais são os países que mais abrigam trabalhadores escravos: - Índia e Paquistão.

Então temos que fazer na Índia!!!!!!!!!!!

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço