Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Indústrias brasileiras se mudam para Paraguai para fugir dos custos altos

O Paraguai tem uma receita para atrair fábricas: quase não cobra impostos. O aumento da industrialização do país vizinho tem atraído investidores brasileiros

 

Made in Paraguay deixou de ser coisa feia. Para fugir dos custos altos, indústrias brasileiras estão se mudando e produzindo no Paraguai.

O brasileiro Edenir Gonçalves tinha uma loja de eletrônicos no Brasil, mas quando fez os cálculos para abrir uma fábrica, resolveu cruzar a fronteira.

“No Brasil infelizmente a gente tem uma carga maior. O país montou uma estrutura que é assim. Então, a gente tem que buscar outras possibilidades. Alguns vão para Argentina, outros pro Uruguai, Venezuela, a gente veio pro Paraguai”.

Nos últimos 20 anos, triplicou o número de indústrias no Paraguai.  O diretor da rede de investimentos e exportações afirma que "cada vez mais brasileiros vem averiguar as condições para investir no Paraguai e em diversos setores: plástico, confecções, couros, artigos esportivos.

Uma indústria de cortinas fabrica três mil peças por dia. Toda a produção tem venda garantida do outro lado da fronteira. Os produtos abastecem empresas brasileiras.

“No começo a gente tinha um pouco de receio com relação ao nosso produto por aparecer produzido no Paraguai o que é uma obrigatoriedade, não tem outra maneira de fazer. Mas a gente não teve esse problema graças à qualidade que a gente implantou desde o começo o que acabou provando que no Paraguai a gente consegue produzir com qualidade”, conta o dono de indústria, Alexandre Bazzan.

O Paraguai tem uma receita para atrair fábricas: quase não cobra impostos. “Você vai poder importar matéria prima com isenção de impostos de qualquer lugar do mundo, processar e reexportar o produto e pagar só 1% de imposto total sobre o que foi agregado no Paraguai”, fala o pesquisador Wagner Enis.

Um outro trunfo do Paraguai é a mão de obra. “Vamos dizer que um trabalhador no Paraguai e no Brasil ganhem mil dólares cada um. No Paraguai ele vai sair no total 1.300 dólares - 30% mais de encargos trabalhistas, férias, 13º salário e contribuição social. No Brasil ele vai sair 2.050 dólares”, explica o pesquisador.

 

 

FONTE: JORNAL DA GLOBO

veja vídeo da reportagem em:  http://g1.globo.com/videos/jornal-da-globo/v/industrias-brasileiras...

Exibições: 437

Responder esta

Respostas a este tópico

Companheiro Fabrício,

A história  dos  tributos  brasileiro, vai  dar o  que  falar. O que  falar,  além do  clamor  de um povo que a cada  segundo  se  sufoca com  a  gana, dos mandatários.

Voltamos  a  era  Medieval. Esta  causa  tributária, é  sobretudo sufocante. Já passa  de um  terço dos  dias  trabalhados pelo  cidadão  brasileiro, para  pagar  os  tributos brasileiro, que  tão mal  são  empregados.

Felizmente o grande  vilão, já não  está mais no  comando dos  destinos brasilerios.

Nossa  grande preocupação  ao  escrever  sempre os assunto  relativos  aos  Tributos, é que, nós brasileiros  temos  que  gritar por  nossos  direito.

As opções são: PARAGUAI, URUGUAI, ARGENTINA, CHILE E OUTROS.   NÃO  CRITICAMOS O  EMPRESÁRIO BRASILEIRO, POR  TER  TOMADO TAL MEDIDA.

atenciosamente,  

Bom Dia

 

tudo bem... preciso de mais informacaoes , ou um site para poder vereficar os produtos q sao produzidos ai no paraguay ou ate mesmo o endereco  da fabrica de cortinas no paraguay para que possamos visitar e ... aguardo retorno

 

att

 

rodrigo

44 9853-8200

44 3234-7507

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço