Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV



GettyImages



A norte-americana Levi Strauss vai pôr robots a fazer o trabalho dos funcionários que dão o aspeto desgastado às calças de ganga.

Levi Strauss, uma das mais conhecidas marcas de calças de ganga do mundo, vai substituir quase todos os funcionários que fazem os trabalho de finalizam dos jeans. A empresa norte-americana tem como objetivo, até 2020, pôr “robots com laser” no lugar destes trabalhadores cuja função é dar aquele aspeto desgastado às calças e esgaçar algumas partes do tecido. Estes acabamentos, que são feitos através da aplicação de jatos de areia e cozimento, envolvem, muitas vezes, a utilizam de produtos tóxicos, o que vários sindicatos e instituições de proteção dos trabalhadores têm denunciado nos últimos anos.

Com esta substituição a Levi's, que fabrica cerca de 150 milhões de calças por ano, pretende, segundo o jornal Financial Times,  reduzir o custo de produção e acelerar as vendas. Um robot faz a finalização de umas calças em 90 segundos enquanto, de forma manual, o tempo é de seis a oito minutos. A empresa alega que o este sector ainda é demasiado lento para responder às tendências da moda cada vez mais rápidas.

Esta notícia vem no seguimento dos resultados económicos apresentados pela Levi's. Os lucros decresceram 3% (€230 milhões), embora as receitas mundiais tenham aumentado 8%, ficando nos €4 mil milhões.

Esta maneira de fabrico, já foi adotada por outras marcas, deverá mandar para o desemprego vários trabalhadores, nomeadamente na Ásia, onde 40 milhões de pessoas estão afetas à indústria têxtil.

http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2018-02-28-Levis-troca-p...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 601

Responder esta

Respostas a este tópico

Em breve, novas reformas trabalhistas serão exigidas; ou, não vão sobrar muitos empregos.

  Esta notícia vem no seguimento dos resultados económicos apresentados pela Levi's. Os lucros decresceram 3% (€230 milhões), embora as receitas mundiais tenham aumentado 8%, ficando nos €4 mil milhões.

Infelizmente temos que investir em maquinarias pois os custos trabalhista são cada vez pior. Faltas injustificadas, atestados médicos falsos, Ministério de Trabalho que so cuida dos trabalhadores. Todos so tem direitos mas esquecem das obrigações. Vai terminar so com maquinas.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço