Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Louis Vuitton, Cartier e Prada anunciam blockchain único para combater falsificações

O selo digital de autenticidade vai permitir aos compradores acessar informações sobre origem, produção e comercialização dos produtos adquiridos.

louis vuitton, colorful ball, logo (Foto: VCG/Getty Images)

Instalação da Louis Vuitton em Xangai, na China (Foto: VCG/Getty Images)



Se em um primeiro momento a tecnologia blockchain parecia totalmente associada ao universo das criptomoedas, essa percepção ficou no passado. O blockchain já está ligado aos mais diversos usos, mercados e produtos. Cadeias de vacinação e produção de alimentos são alguns dos exemplos e, agora, marcas de luxo se unem para lançar um selo de autenticidade baseado na tecnologia.

O consórcio Aura Blockchain reúne, inicialmente, Louis Vuitton, Cartier e Prada. Caso haja interesse, pode ser expandido para outras marcas.

“O Aura nasceu da visão de que colaboração e concorrência podem coexistir para um bem maior. Valorizamos confiança, sustentabilidade, inovação e decisões colaborativas para aprimorar a experiência de luxo de nossos clientes”, descreve o site oficial da iniciativa. “Por meio desse empreendimento sem precedentes, daremos início a uma nova era de luxo iluminada pelo potencial do blockchain.”

Desenvolvido pela ConsenSys e idealizado pela LVMH (empresa proprietária de mais de 60 marcas de luxo, entre elas Louis Vuitton e Dior), o consórcio tem como principal objetivo oferecer uma garantia extra de autenticidade dos produtos. Através do serviço, o consumidor conseguirá rastrear o caminho percorrido desde a obtenção de matérias-primas até os pontos de venda e eventuais mercados de produtos usados.

O blockchain deve entrar em operação entre maio e junho deste ano. De acordo com estatísticas levantadas pela consultoria Bain&Company, o mercado de luxo levantou, somente em 2020, quase US$ 60 bilhões em vendas online. Apesar do avanço tecnológico, à Bloomberg, as empresas revelaram não ter planos para aceitar criptomoedas como forma de pagamento.

https://epocanegocios.globo.com/Tecnologia/noticia/2021/04/louis-vu...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 247

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço