Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Marcas pedem consumo consciente e condições dignas de trabalho na moda

Ação reuniu grandes varejistas como Marisa, Riachuelo e Dafiti contra os trabalhos escravo e infantil e por mais ética e responsabilidade no setor.

O ModaComVerso, movimento liderado pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), inaugurou a 51ª edição da Casa de Criadores na noite de 5 de dezembro. Fornecedores que compõem diversas etapas de produção de grandes varejistas, como Marisa, Riachuelo e Dafiti, tomaram a passarela com mensagens importantes por mais consciência no consumo e condições dignas de trabalho no setor da moda. A trilha do desfile, produzida por Pejota Fernandes e com direção de Dudu Araújo, fez um manifesto com o questionamento: "Em que condições são produzidas nossas roupas?"

"É hora de conversarmos sobre os bastidores da moda", "A moda que queremos é transparente, ética e humana", "Enxergar por trás de uma peça é reconhecer as pessoas e as etapas envolvidas na produção dela" foram algumas das frases impressas nas roupas que invadiram a passarela. Colaboradores assumiram o posto de modelos e desfilaram com looks criados a partir dos tecidos das empresas apoiadoras T. Christina Confecções e RVB Malhas, além de itens oferecidos pela Riachuelo.

"Ficamos muito orgulhosos com o resultado do nosso desfile. A Casa de Criadores tem a proposta de apresentar o futuro da moda de uma forma mais democrática e criativa, o que não pode existir sem a garantia de um ambiente de trabalho seguro e responsável", afirma Edmundo Lima, diretor executivo da ABVTEX. "Ter os fornecedores dessas grandes varejistas chamando a atenção para uma moda mais ética na passarela antes dos grandes desfiles do evento é um forte lembrete de que é preciso também olhar para todo o processo de produção dos looks", completa.

O desfile se apresenta em um contexto brasileiro que precisa ser olhado. No país, a informalidade ou irregularidade está presente em torno de 35% dos artigos comercializados na moda. O número diz respeito às más condições de trabalho, baixa remuneração, horas exaustivas, não garantia de direitos do trabalhador, além de sonegação de impostos, que restringe recursos que poderiam ir para saúde, educação, segurança pública etc. A situação é grave e demanda ações articuladas e conjuntas para gerar mudanças efetivas.

Com o objetivo de olhar para esse cenário e promover a moda sustentável a partir do desenvolvimento de uma cadeia de valor ética, responsável, e transparente, o ModaComVerso reúne 17 varejistas, 3.869 fornecedores e 18 organizações da sociedade civil. A ideia é trazer luz para a moda e aproximar os consumidores das boas práticas das empresas. Para isso, procura destacar marcas que não usam trabalho análogo ao escravo, infantil e não empregam estrangeiros em situação irregular. A meta é estimular uma cadeia de valor ética e humana. Estas boas práticas são garantidas a partir das auditorias realizadas pelo Programa ABVTEX, que realiza o desenvolvimento e monitoramento da cadeia produtiva.

Exibições: 34

Responder esta

© 2023   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço