Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Mulheres Dominam o Setor Têxtil e de Confecção no Brasil e Ocupam 76% das vagas

A participação feminina na população economicamente ativa é menor quando comparada à masculina. No entanto, num dos setores da indústria de transformação que mais emprega no Brasil, o têxtil e de confecção, as mulheres são maioria. Dos 1,7 milhão de trabalhadores diretos existentes no segmento, cerca de 76%, ou 1,3 milhão, são profissionais do sexo feminino, sendo que 40% delas são arrimo de família.
 
Principal pólo da indústria têxtil e de confecção do país, o estado de São Paulo emprega 390 mil das 1,3 milhão mulheres que atuam no setor, ou seja, 30% do total de trabalhadoras do segmento.
 
“Os números evidenciam que o setor têxtil e de confecção tem respondido positivamente ao desafio de abrir espaço de qualidade para a mulher no mercado de trabalho”, diz Alfredo Bonduki, presidente do Sinditêxtil-SP (Sindicato das Indústrias de Tecelagem e Fiação no Estado de São Paulo).
 
“Essas profissionais foram e ainda são de suma importância para que a nossa indústria chegasse ao potencial que tem hoje. Com 30 mil empresas espalhadas por todo o Brasil, é a quinta maior produtora mundial de têxteis e a quarta em vestuário”, acrescenta.
 
 Segundo pesquisa RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério do Trabalho, 30% das mulheres que trabalham no setor têxtil têm entre 30 e 39 anos; 22% (de 40 a 49); 19% (de 18 a 24); 17% (de 25 a 29); 9% (50 a 64); e 3% (outras faixas etárias).
 
No segmento de confeccionados, o perfil etário é bem parecido: 28% têm entre 30 e 39 anos; 21% (de 40 a 49); 20% (de 18 a 24); 17% (de 25 a 29%); 10% (de 50 a 64);  e 4% (outras faixas).
 
No que diz respeito à escolaridade, 43% das mulheres que atuam na fabricação de produtos têxteis têm o ensino médio completo; 18% (ensino fundamental completo); 12% (ensino médio incompleto); 11% (da 6a. a 9a. série do fundamental); 5% (até a 5a. série do fundamental); 4,5% (superior completo); e 6,5% (outros).
 
Na indústria de confeccionados, 45% das mulheres têm o ensino médio completo; 21% (ensino fundamental completo); 13% (ensino médio incompleto); 10% (da 6a. a 9a. série do fundamental); 4% (até a 5a. série do fundamental); 2% (superior completo); e 5% (outros).

Fonte:|http://www.bemparana.com.br/noticia/249551/mulheres-dominam-o-setor...

.

.

.

.

.

.

.

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 480

Responder esta

Respostas a este tópico

Nos da Pano Press, estamos procurando este potencial das confecções, que devem estar escondidos em algum lugar. Quem tem um estudo, que tenha os endereços deste contingentes enorme, que eu necessito?? A Pano Press, é uma estamparia digital com qualidade, bom preço, exclusividade e pessoal bom de comercio.Temos 4 empresas (facções/confecções), com bom volume mas nossas maquinas é para pelo menos uns 5/8mil metros mes a mais, na espera, para novos clientes.

Mauricio/Alfredo - 11.4224 2109 / 7762 2844

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço