Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

"Não somos obsoletos, atrasados, o Brasil é um País aberto", observa Aguinaldo Diniz Filho - ABIT

Tecnologia, sustentabilidade e gestão eficiente. Para o setor têxtil brasileiro, essas são preocupações constantes para garantir competitividade. "Não somos obsoletos, atrasados, o Brasil é um País aberto", observa Aguinaldo Diniz Filho, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit). Porém, ele se diz irritado com uma "leniência" brasileira ao aceitar o que vem de fora, referindo-se principalmente à concorrência de produtos importados da China.

Também aponta falta de união de empresários do setor e lentidão governamental para adotar medidas emergenciais necessárias à sobrevivência da indústria nacional. Mas Aguinaldo, que participou de um painel no 24º Congresso Nacional de Técnicos Têxteis, que começou ontem e prossegue até sexta-feira, em Fortaleza (CE), avalia como "um primeiro passo importante" o Plano Brasil Maior, idealizado para o período 2011-2014 e anunciado pelo governo no dia 2.

"Esse plano abre uma janela para o diálogo, mostra uma vontade política da presidente Dilma Rousseff, que falou que não quer entregar o mercado interno a estrangeiros."

Os cálculos do governo são de que a desoneração do Plano Brasil Maior será de R$ 25 bilhões até o final de 2012 e de que haja desembolso de R$ 500 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) até 2014.

Paralelamente ao Congresso de Técnicos Têxteis, está sendo realizada a Feira de Máquinas, Equipamentos, Serviços e Química para a Indústria Têxtil - Maquintex 2011, com 150 estandes e mais de 450 marcas representadas. São mais de 24 segmentos da cadeia têxtil.

Fonte:|http://www.opopular.com.br/cmlink/o-popular/editorias/geral/setor-t...

Exibições: 662

Responder esta

Respostas a este tópico

Ivan: Tentando se menos irreverente: Ha  menos de um mes eu comentei que havia um movimento de "articulações de roedores", dentro da própria coligação de base da Presidente, que agora a  ataca, pois ela deu um pontapé na Vaca Sagrada e mexeu na chaga de nosso problema básico: Corrupção!

Muitas verbas somem que deveriam ser investida em tecnologia, infraestrutura, saúde, educação add infinitum. Bem parece ser esse um tema simplório, mas é sem a conjunção subordinativa SE – que nos tanto detestamos.

Essa corrupção DE FACTO nos afeta em todas as áreas da vida, textil incluso. Nós falamos bonitos e pomposos, nos (genericamente) nos olhamos no espelho estufamos o peito e como o proverbial Deputado Baiano, adoramos nos ouvir. Mas, via de regra, não fazemos BORRA (de vidro) nenhuma. Vamos morres de microcefalia de tanta verborreia. Adoramos o Cara Populista, o de deixa as ratazanas correr para lá e para cá, furiosamente devorando o queijo nosso de cada dia. Seus métodos de apoio é "comprar" as mentes de uma pequena elite cultural COM EMPREGUISMO, fazer uma coreografia de educação tipo “miçanga para enganar Tapuias”, mas com o objetivo básico de manter o Status Quo, de manter o povo tão ignorante quanto eles. Esses "populistas" tem uma solida base no apoio de ROEDORES, com o artificio do uso da  IGNORANCIA e nas doações de CESTA BASICA E AJUDA FAMILIA. Pegamos quase uma década de relativa bonança onde pouco de fato foi feito e muito foi desviado.

Mas, por uma “zebra na loteria esportiva” ganhamos uma politica honesta – e com pouco alarde e discursos farisaicos Já começou a FAXINA. Agora há perigo, o que eu tanto previ AQUI, no blog nosso e do Erivaldo. Não é BS (Kaka bovina de bom tamanho). É só ler uns 10 blogs atrás, disse que a Da. Dilma estava cutucando Satanás com graveto pequeno. Cheguei até ao ponto de sugerir a um dos nossos grande colaborador da indústria, o Carlos Alberto, para sugerir a “Lady dos Ovarinos de Titânio”, para não abrir vários fronts na guerra contra a corrupção, pois os Roedores e Gente do Pudê estava afiando os punhais para dar uma de Brutus...

Bem agora voces estão vendo: Começa a cair o IBOPE da moca, a indústria da SECA, FOME, IGNORACIA e LADROEIRA esta unida em frente ampla e escondida, começando a tentar comer a Presidência pelas beiradas.

Queridos Brasileiros é hora de vigiarmos tudo cuidadosamente. Repito, não sou homem de votar de cabresto, sou um pensador livre, algumas vezes ate simplório, mas sou patriota, sem nenhum interesse politico (tenho medo de me corromper se para lá fosse-rsrs) e nem mesmo - infelizmente-votei na Senhora Dilma, antevendo que ela seria uma continuação do populismo obscuro. Errei e ela, ate o presente momento, tem o meu respeito como a Minha Comandante em Chefe e Líder do meu país, constitucionalmente eleita pelo povo. Agora ela também tem o meu apoio pela sua postura corajosa, indo temerariamente ao HEART OF DARKNESS, ao Coração da Escuridão (Ref. Romance de Joseph Conrad) a cutucar Kaka Seca, o que no Brasil pouco tem coragem ou cojones de fazer, pois o fazendo fede.

E fedendo está. E onibus e aviões cheios de RATAZANAS algemadas e o bambu esta gemendo – e gemerá mais no lombo dessa corja de vadios e ladrões.

E nessa instancia temos que estar atentos com as nossas penas, canetas e teclados.

Com carinho e admiracao, SdM

 

Ivan Postigo disse:

Ola Sam,

 

Bom dia!

Acompanho com interesse seus posts  e acredito que temos o mesmo fornecedor de penas... rsrsrsrsr Talvez  um jeito diferente de expressão,  mas questionamos e nos questionamos sempre.

Vivemos em uma região maravilhosa ( Brasil ) , que não recebe de seu povo os cuidados necessários. Trabalho com gestão já há algumas décadas, educando e reeducando profissionais, e vejo que a partícula "se " serve como conforto para o fracasso.

 

"Se não batesse na trave..", seria gol e ganhariamos. Ora, bateu e perdemos.

 

O "se" nos torna campeões morais em tudo, ainda que o fracasso seja retumbante. O "se" impede a indignação.

A indignação é o motor de arranque para o aperfeiçoamento e o progresso.

O  "se" impede o reconhecimento da falência e começar de novo, diferente, mais atento, mais sábio.

 

Penso que nós que exercitamos e gostamos da reflexão temos uma  missão: promover o debate, auxiliar com perguntas, buscar respostas.

 

Abraço

 

 

 

 

 



Sam de Mattos disse:

Exportacoes pera lah! Maior exportadores de Bananas do Muindo. Maior de Cafe. Maior de Minerio de Ferro. Maior exportador ilegal de Uranio e Ouro. Governador Valadares, per capita eh a cidade que mais exporta cidadoes. Temos a maior literatura de Cardel do mundo. Somos os maiores exportadores de Samba. Somos o povo que mais "chapinha faz" no planeta, nao contando os Asiaticos que tem cabelos lisos. Quando a produto manufaturados, so nao estamos na ponta das exportacoes por pena e ateh compaixao do Japao, China, Coreia, EUA, etc., que atravessam uma situacao dificial HA ANOS (coloquei tempo meio fugidio ai) Pronto - Falei e disse. SdM

Sam de Mattos disse:


Sam de Mattos disse:
Caro Ivan: Quero morrer - e viver - amigo de ti e tua pena. (rsrsrs) SdM

Ivan Postigo disse:

Atraso ou avanço  é resultado da análise de um processo comparativo. O relógio é nosso maior exemplo!

 

E no campo da gestão não podemos deixar de ter nossas referências:

Atrasado, adiantado, em ponto, em relação a que?

Competitivos onde?

Concorrentes com quem?

 

Nossas exportações mal chegam a 1% do comércio mundial.

 

Atrasados ou adiantados para a construção de uma Brasil Maior?

sei apenas que nós, povo, arcamos com todas as cacas e administração errronea de nossos governantes!!!a tomada de decisões, somente acontece qdo o barco está afundando!!!

a) nao há planejamento há medio e longo prazo

b) nao há estrutura governamental

c) nao sabem o que fazem!!!!estão perdidos!!!!

d) atitudes apenas para tapar o sol com a peneira

e) no nosso caso(textil) apenas para confecções!!!! ou seja as confecç~çoes vao apenas comprar tecidos importados!!!! matamos assim a cadeia textil, fiação, tecelagem, tinturaria e acabamento!!!

"Esse plano abre uma janela para o diálogo, mostra uma vontade política da presidente Dilma Rousseff, que falou que não quer entregar o mercado interno a estrangeiros."

CARAMBA...PRECISAMOS DE MEDIDAS EXTREMA E IMEDIATAS !!!!!! É UMA DOSE PEQUENA PARA MATAR UM GRANDE MAL !!!!!! FALTA NA REALIDADE ""SACO ROXO"" PARA AS MEDIDAS NECESSARIAS E COERENTES!!!!! 

ADALBERTO

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço