Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Nos corredores do SENAI Cetiqt, a designer de moda e o engenheiro têxtil uniram expertises e atuam em toda cadeia de produção da moda.

Ilustração: Máquina de costura amarela,com um tecido roxo. Em cima da máquina, há um "mini" homem de blusa listrada sentado com um tablet. Ao lado direito da máquina, há uma mulher em pé. No fundo da imagem, há gráficos com linhas que formam um coração.

Entre aulas e provas, os estudantes Luiz Otávio e Caroline Vaneli se encontravam quase todos os dias na biblioteca da faculdade. O casal, rodeado por livros, não imaginava que, depois de 15 anos, comandaria três empresas próprias, um casamento e dois filhos.

O amor que surgiu nos corredores do SENAI Cetiqt se expandiu para a família, para o empreendedorismo, para os tecidos, as linhas e as roupas. Hoje, a designer de moda e o engenheiro têxtil são donos da Atual Têxtil, Soul Text e CVL Moda & Praia, onde dividem a expertise para comandar uma cadeia de produção completa.

A empresa caçula é a CVL, inaugurada em 2020. A marca aposta em estampas exclusivas e tecnologia de tecidos com proteção solar. As dificuldades surgiram com a pandemia, mas o casal persistiu.

“Assim como todas as empresas, tivemos que parar um tempo e ficamos quase quatro meses sem poder produzir. Somos muito unidos, choramos e conquistamos juntos, estamos investindo na marca aos poucos”, conta Carol.

A última aventura do casal quer um pedaço de um mercado em ascensão. Um levantamento da Google projeta um aumento expressivo no consumo de roupas fitness em 2021: as vendas pela internet devem crescer 12%.

O amor nos tempos de Cetiqt

O casal Cetiqt

Essa história de amor e sucesso contou com uma forcinha do SENAI, a ponto de Carol e Luiz ganharem o apelido de casal Cetiqt. A faculdade foi o primeiro ponto da costura entre a vida pessoal e a profissional dos dois. Para a designer, o SENAI faz parte da essência de ambos e foi onde diversas portas se abriram para a vidas profissional de cada um.

“Eu me formei um ano antes dele, em 2009. Costumo dizer que não apenas nossas profissões se completam, mas a gente também. É ele que me puxa para a realidade quando estou voando”, conta a designer.

O fio da meada

Entre a formatura e a abertura dos negócios, teve Santa Catarina, onde Luiz conseguiu um emprego e Carol foi aprovada em um programa de trainee.

“Foi quando começamos a trabalhar em empresas têxtis e, algum tempo depois, comecei a fazer minha própria consultoria para alguns clientes”, explica Carol.

Com o aumento de demanda e produção para diversas empresas, o casal decidiu abrir sua própria fábrica de tecidos, a Atual Têxtil, em 2013. A empresa cuida desde a importação do fio, a tecelagem, a vermifugação, a consultoria, a coloração de tecidos crus ou tingidos. A Atual tem clientes dentro e fora do Brasil.

O amor nos tempos de Cetiqt

Enquanto o marido cuida da parte de preparação do tecido, a designer fica responsável pela pesquisa e desenvolvimento do produto e por identificar as tendências.

“É um casamento de profissões perfeito. A maior dificuldade que as empresas têm é conseguir a matéria prima. A gente já faz nosso próprios tecidos e estampas, então por que não abrir uma empresa de confecção? ", avalia Carol.

A criatividade transbordou para uma nova empresa. Em 2018, o casal abriu a Soul Text, focada na confecção de tecidos para moda casual, fitness e praia. Com ela, vieram parcerias com outras marcas, como o Magazine Luiza e Netshoes, assim como times de futebol e revistas. A empresa desenvolve produtos para os clientes, desde o processo de criação da estampa até a fabricação do tecido.

O amor nos tempos de Cetiqt

Com o tecido e o desenho na mão, o terceiro passo da dupla foi abrir a própria coleção. Assim nasceu a CVL, em 2020. “A moda fitness e a moda praia têm ganhando mais espaço, principalmente em Nova Friburgo, cidade que moramos atualmente. Vimos uma oportunidade de abrir nossa própria marca”, diz Carol.

A pandemia testou a força de uma empresa tão nova – foram quatro meses com a produção parada, enfrentando falta de matéria-prima, aumento do dólar e dificuldades de logística. “A gente pensou em desistir. O que nos segurou foram os parceiros, que já tinham feito pedidos”, lembra.

Como tantos empreendedores brasileiros, Carol e Luiz veem na vacina a injeção de fôlego que falta para retomar os negócios. Apesar de tudo, os dois, juntos há dez anos e pais de Arthur e Gabriel, são otimistas. “Choramos juntos. Conquistamos tudo isso um dia de cada vez.”

https://noticias.portaldaindustria.com.br/noticias/deu-certo/o-amor...

https://senaicetiqt.com/inovacao/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 213

Responder esta

Respostas a este tópico

  A pandemia testou a força de uma empresa tão nova – foram quatro meses com a produção parada, enfrentando falta de matéria-prima, aumento do dólar e dificuldades de logística. “A gente pensou em desistir. O que nos segurou foram os parceiros, que já tinham feito pedidos”, lembra.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço