Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Situação em que a gente mais aprende e expande horizontes profissionais é trabalhando. O dia-a-dia com as clientes enche a gente de inspiração e de repertório, e o que a gente vai exercitando com uma cliente serve pra outra também e assim o trabalho só melhora, só cresce (em qualidade!) – uma delícia sem fim. Foi desse exercício que a gente tirou o post de hoje, vindo 100% da prática: a idéia de que a terceira peça do look pode funcionar como “equilibradora de mensagem”, como um acessørio gigante (hihihihi!), e não só acrescentando um pouquinho de formalidade e possibilidades extra de se coordenar mais cor, mais textura, mais forma, etc.

Na hora de selecionar sugestões de coordenação pra cada cliente, a gente percebe que a terceira peça arremata a intenção de cada aparência. Em especial quando agente trabalha com jaquetinhas e paletós. Tipo: num look bem informal, com pernocas de fora e materiais despojados, um paletozinho acrescenta o que faltava pra que esse look alcance outras circunstâncias – e pra que seja usado mais vezes, em mais ocasiões, com outras pessoas acompanhando a gente. Como se ele não ficasse restrito ao ‘universo informal’, mas sim expandisse sua ‘área de atuação’ por conta desse complemento. Look de trabalho, por exemplo, que tiver com cara desencanada demais pra transmitir o compromisso que a gente tem com o que faz, também é prato cheio pra ser finalizado com paletó. Como se essa terceira peça tivesse o poder de formalizar e amadurecer instantaneamente pra equilibrar mensagens, sabe como?

Por outro lado, quando um look de trabalho (por exemplo) acaba ficando mais caretinha do que a gente queria, mais clássico do que precisava, quando as peças escolhidas ficam lindas juntas mas um pouco tradicionais demais… a terceira peça que acrescenta leveza, descontração e jovialidade é a jaqueta! Vale jeans, de camurça, de nylon, de brim (até colorido!) e de couro. O que importa nessa nossa idéia é que o corte e o caimento desse complemento sejam atuais – o que opera a mágica do equilíbrio de mensagens que a gente carrega na aparência e assim abre todo um novo mundo de possibilidades pro look. Se o paletozinho funciona como “amadurecedor e formalizador” de look, a jaqueta pode muito funcionar como “rejuvenecedor e informalizador”! Lembra a Helen Mirren de vestidón longo, bem black-tie mesmo, com j... Tipo isso!

E aí, se a gente leva em consideração essa função extra da terceira peça – a de “acrescentadora de informação de estilo e intenção” no visual – as chances da gente aproveitar mais a possibilidade de criar camadas no vestir (e de se divertir com criatividade em frente ao espelho) é ainda maior. Todo mundo tem um paletozinho ou uma jaquetinha no guarda-roupa, agora é só montar nossos quebra-cabeças visuais com esperteza! Tem coisa melhor que administrar bem o que a gente vai entregar através do look pro mundo?!??

Fonte:|http://oficinadeestilo.uol.com.br/blog/wp-content/w3tc/pgcache/blog...

Exibições: 149

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço