Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Processo de inclusão e reconhecimento da ocupação Engenheiro Têxtil na CBO é concluído

O processo de inclusão e reconhecimento da ocupação Engenheiro têxtil na Classificação Brasileira de Ocupações  foi concluído com sucesso pelo Ministério do Trabalho em parceria com a FIPE/USP.  A CBO é o documento normalizador que reconhece, nomeia e codifica os títulos e conteúdo das ocupações existentes no mercado de trabalho brasileiro.

Foi utilizada a metodologia DACUM  para descrição das ocupações, que se baseia no princípio de que “quem melhor descreve uma ocupação é quem a desempenha”. Nesse sentido, a FIPE contou com a participação de renomados profissionais  do setor: Flavio Nogueira Magalhães,  Jéssica Jenifer Sornas, Sylvio Tobias Nápoli (Abit) e  Jean Carlos Petermann, especialistas,  reconhecidos como profissionais de alto desempenho em suas funções. 

A ocupação de Engenheiro Têxtil  foi incluída no grupo ocupacional de Engenheiros químicos e afins – código 2145, que ficará com a seguinte composição:

2145-05 - Engenheiro químico 

Engenheiro de desenvolvimento químico, Engenheiro de processamento químico, Engenheiro químico (alimentos e bebidas), Engenheiro químico de processos, Engenheiro químico de produção,

Engenheiro químico de projetos, Engenheiro químico, em geral, Engenheiro químico (controle de qualidade).

2145-10 - Engenheiro químico (indústria química) 

Engenheiro de indústria química, Engenheiro químico (açúcar e álcool), Engenheiro químico (cosméticos, higiene e limpeza), Engenheiro químico (fertilizantes), Engenheiro químico (produtos farmacêuticos),

Engenheiro químico (solventes e tintas), Engenheiro químico (ácidos e bases)                

2145-15 - Engenheiro químico (mineração, metalurgia, siderurgia, cimenteira e cerâmica)

Engenheiro químico (cerâmica), Engenheiro químico (cimento), Engenheiro químico (metalurgia), Engenheiro químico (mineração), Engenheiro químico (siderurgia

2145-20 - Engenheiro químico (papel e celulose) 

Engenheiro de celulose e papel, Engenheiro químico (celulose), Engenheiro químico (papel)                          

2145-25 - Engenheiro químico (petróleo e borracha)  

Engenheiro químico (borracha), Engenheiro químico (derivados de petróleo), Engenheiro químico (petróleo e petroquímica), Engenheiro químico (plástico)                  

2145-30 - Engenheiro químico (utilidades e meio ambiente)    

Engenheiro químico (meio ambiente), Engenheiro químico (utilidades)                  

2145-35 - Tecnólogo em produção sulcroalcooleira   

Tecnólogo em produção de açúcar e álcool                    

2145-40 - Engenheiro têxtil  

Engenheiro químico (têxtil)

 

Observações importantes:

  • Os títulos em itálico são outras denominações para a titulação principal, são sinônimos. O título Engenheiro químico (têxtil) já existia nesta Família ocupacional como sinônimo da 2145-10.
  • Embora o processo de inclusão tenha sido concluído, a publicação do novo código e título no site da CBO – www.mtecbo.gov.br,  será no início de 2022.  O Ministério do Trabalho, congela o site da CBO no início de cada ano para publicação de todas inclusões/atualizações realizadas no ano anterior, no caso em 2021;
  • A publicação dos nomes dos especialistas e empresas será conforme preenchimento da ficha cadastral de cada um. 
  • https://www.abit.org.br/noticias/processo-de-inclusao-e-reconhecime...

https://www.abit.org.br/noticias/processo-de-inclusao-e-reconhecime...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 143

Responder esta

Respostas a este tópico

Não entendi bem. A ocupação Engenheiro Têxtil vai ficar dentro do grupo ocupacional Engenheiro Químico? É isso mesmo?

Não pareceu muito certo. A engenharia têxtil tem um tanto de engenharia mecânica, um tanto de engenharia de produção, um tanto de engenharia de materiais e um tanto de engenharia química.

Os títulos em itálico são outras denominações para a titulação principal, são sinônimos. O título Engenheiro químico (têxtil) já existia nesta Família ocupacional como sinônimo da 2145-10.

Ricardo Rossi disse:

Não entendi bem. A ocupação Engenheiro Têxtil vai ficar dentro do grupo ocupacional Engenheiro Químico? É isso mesmo?

Não pareceu muito certo. A engenharia têxtil tem um tanto de engenharia mecânica, um tanto de engenharia de produção, um tanto de engenharia de materiais e um tanto de engenharia química.

O título Engenheiro químico (têxtil) já existia nesta Família ocupacional como sinônimo da 2145-10.

Romildo de Paula Leite disse:

Os títulos em itálico são outras denominações para a titulação principal, são sinônimos. O título Engenheiro químico (têxtil) já existia nesta Família ocupacional como sinônimo da 2145-10.

Ricardo Rossi disse:

Não entendi bem. A ocupação Engenheiro Têxtil vai ficar dentro do grupo ocupacional Engenheiro Químico? É isso mesmo?

Não pareceu muito certo. A engenharia têxtil tem um tanto de engenharia mecânica, um tanto de engenharia de produção, um tanto de engenharia de materiais e um tanto de engenharia química.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço