Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Saiba como a roupa de supermercado vira fashion na mão dos estilistas

Coleções carregam as tendências das passarelas e das capas de revista de moda

Grandes redes, como Extra (esq.) e Walmart (dir.) miram facilitar a conveniência do cliente em oferecer um vestuário igual ao do shopping

Pode parecer uma missão impossível a primeira vista, mas copiar os modelos de roupas e acessórios da passarela é a tarefa dos estilistas das grandes redes de supermercados. Assim como os produtos marca-própria (aqueles que levam a marca do supermercado, como os alimentos, por exemplo), as peças desenvolvidas por essas equipes são inspiradas nos modelos da concorrência, mas com matéria-prima própria.

Ou seja, a roupa que pode parecer só de festa, acaba ganhando ares de “dia a dia”, segundo Andrea Gouveia, gerente de desenvolvimento têxtil do Extra supermercados. A “transformação” tem o objetivo de atender a família toda, já que o setor têxtil das grandes redes trabalha com a moda do recém-nascido ao adulto.

- A gente começa a desenvolver uma coleção por meio de pesquisas em sites, revistas, blogs especializados e até no mercado para saber o que está rolando no Brasil e lá fora [...]. O que vai mudar é a forma que desenvolve o produto. Você consegue ter qualidade em vários níveis de preço, assim como o mesmo visual, exceto quando imprime uma marca.

A criação das coleções segue a mesma lógica das grandes redes do varejo: primavera, verão, alto verão, outono e inverno. As peças são repostas quinzenalmente, o que garante que uma rotatividade, sem perder a continuidade.

Funciona mais ou menos assim: a peça comprada hoje combinada com a da semana que vem, como por exemplo, uma blusa lançada nesta semana e a calça só daqui a 15 dias. Como os brasileiros tem ido mais aos supermercados, a ideia é fazer com que ele sempre veja uma novidade a cada ida à loja.

Para conquistar esse cliente, a tentação começa logo na porta, com os manequins vestidos com as peças mais bacanas da coleção, como explica Karen Suzuki.

- Temos uma equipe de estilo que acompanha todo o desenvolvimento das peças, como escolha de cores e estampas, assim como na reposição de produtos. Mudamos também a forma de comunicação com os clientes, investindo também em blogs e mais gente trabalhando no ponto de loja [funcionários que auxiliam o cliente].

Olho no cliente

Assim como em outras tendências de consumo, o hábito de comprar roupas nos supermercados começou nos Estados Unidos, graças à chegada dos hipermercados com a proposta de vender mais do que comida e produtos de limpeza.

A queda do real e o aumento das viagens dos brasileiros ao exterior ajudou a contribuir mais com esse processo de mudança de comportamento. A ida dos consumidores ao supermercado promoveu uma modernização e adaptação desse setor à nova realidade, como a rede Walmart.

Segundo Milena Rossi, gerente de desenvolvimento e inovação da área têxtil da rede, a experiência bem sucedida nos EUA impulsionou a melhora na qualidade dos produtos do setor têxtil, além da mudança na linguagem dos tabloides – aqueles jornais entregues dentro do supermercado com as promoções.

- No Brasil, utilizamos essas boas práticas através da parceria com marcas reconhecidas pelo nosso público como Fatal Surf, Sawary, além do lançamento da campanha de 100 dias de qualidade [...]. Um dos nossos desafios é captar esses clientes em potencial que viajam e compram no Walmart EUA.

Para enfrentar a concorrência dos shoppings, o preço também é uma arma poderosa dos supermercados: vender a mesma roupa das redes especializadas por um preço mais em conta.

A forma de pagamento é um dos trunfos dos supermercados. Como as redes possuem cartões de crédito com bandeira própria, o parcelamento é estendido da mesma forma que as demais compras. No Walmart, o cliente pode parcelas em seis vezes sem juros no cartão Hipercard enquanto o Extra permite o parcelamento em até oito prestações.

De acordo com Milena, a ideia é facilitar ao máximo a conveniência do cliente em aproveitar as compras alimentares para atualizar o guarda-roupa.

Fonte:|http://entretenimento.r7.com/moda-e-beleza/noticias/saiba-como-a-ro...

Exibições: 647

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço