Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Salão de Moda Brasil deve ultrapassar R$ 300 mi em acordos

São paulo - Destaque no calendário da moda brasileira, o Salão Moda Brasil, com encerramento hoje, reúne no Expo Center Norte, em São Paulo, cerca de 320 marcas que mostram seus lançamentos primavera/verão que estarão disponíveis nas vitrines para a próxima estação. Com expectativa de receber mais de 23 mil visitantes, a organização estima movimentar mais de R$ 300 milhões em negócios.



Para Ana Flôres, diretora da New Stage Eventos - empresa organizadora do salão -, a proposta do evento é fortalecer os elos da cadeia produtiva têxtil e de confecção. "Muitos visitantes aproveitam a oportunidade para fortalecer seus relacionamentos comerciais, fechar negócios com condições diferenciadas, aprimorar pesquisa de mercado em busca de informação de moda, a acompanhar as tendências do segmento da moda." Oriundo do Salão Lingerie Brasil, o evento que chega a sua terceira edição, ampliou seu espaço de exposição e nesta edição ocupa 34 mil metros quadrados. "Este é o resultado de um mercado que a todo instante busca pela otimização de investimento e alta lucratividade", resume Indhiara Pêra, também diretora da empresa organizadora.



Expositores

Presente no mercado há mais de 15 anos, a Just for Man deixou a poucos anos de atender somente as grifes para lançar sua marca própria e revender sua grife ao público masculino. Atualmente presente em mais de 400 pontos de revenda, a marca catarinense participa de mais uma edição do evento com previsão de boas negociações.



"Este ano vamos crescer 40% em relação ao ano passado, e queremos na feira consolidar nossa presença neste mercado", explica Elaine Tavares, consultora de Marketing da grife. "O novo conceito de vaidade descoberto pelos homens modernos fizeram com que o mercado de lingerie masculina tivesse uma renovação, e consequentemente, um crescimento", resume a executiva que prevê para o encerramento do ano uma elevação de 80% no volume de negócios da marca, em comparação com o ano passado.



Com crescimento de 40% no volume de vendas, em 2010, a Mash também espera por resultados positivos em 2011: crescimento de 30%, em relação ao ano passado. "Estamos presente em mais um salão e neste ano com muitas novidades, como alguns licenciamentos", explica a coordenadora de Marketing, Fabiana de Paula. Entre os destaques estão peças licenciadas da marcas Colcci, Chilli Beans, e clubes de futebol. "Estamos negociando com as lojas de futebol. Temos conhecimento deste nicho e queremos dar início a este mercado de torcedores."



Também marcam presença expositores como: Valisere, Darling, Lupo, Trifil, Fruit de La Pasion, Dois Elles, Blue Man, UV Line Chica Brasil, entre outras.

 

 

FONTE: DCI

 

Exibições: 40

Responder esta

© 2023   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço