Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

O Hohenstein Institute desenvolveu um soutien especial para pacientes com cancro de mama. O inovador artigo pode ser usado durante, e logo após, a radioterapia, uma vez que tem em conta a sensibilidade da pele depois do tratamento assim como as alterações no volume do peito.

dummy
Soutiens sob investigação

 O novo desenvolvimento foi realizado com a colaboração da empresa alemã Amoena Medizin-Orthopädie-Technik, especialista em próteses mamárias de silicone e em lingerie e roupa de banho pós-mastectomia.

O cancro da mama é o tipo de cancro mais comum nas mulheres dos países ocidentais. «Cerca de 58 mil mulheres são diagnosticadas com cancro por ano somente na Alemanha», revela um porta-voz do Hohenstein Institute.

Atualmente, 60% a 70% de todas as pacientes afetadas podem submeter-se a uma cirurgia reconstrutiva do peito. Nesses casos, o tratamento subsequente inclui várias semanas de radioterapia com o objetivo de destruir quaisquer células cancerígenas que tenham permanecido. Para isso, o feixe de radiação é dirigido diretamente para a pele e para o tecido afetado.  «Apesar de ser um tratamento moderno e relativamente leve, as pacientes sofrem muitas vezes de fortes irritações da pele. Dependendo do tipo de pele, podem também aparecer efeitos secundários como vermelhidão, descamação, inchaço e até feridas abertas. Estes efeitos colaterais têm grande influência no sucesso do tratamento e na qualidade de vida das pacientes. Qualquer fricção e constrição da pele irradiada causada pela roupa e, neste caso, especialmente por um soutien "normal" é, por consequência, extremamente desconfortável, muitas vezes até mesmo meses depois do próprio tratamento», afirma o porta-voz. 

De igual forma, os materiais usados ou as costuras podem causar ainda maior irritação da pele. Embora as pacientes com pouco peito possam dispensar o soutien, o mesmo não podem fazer as mulheres com bustos grandes. Deste modo, o objetivo dos investigadores do Hohenstein Institute foi desenvolver um soutien especial para pacientes de radioterapia. «O design, materiais e confeção levam em conta a sensibilidade do tecido mamário, assim como a pele inflamada e também proporcionam o maior conforto possível», indica o porta-voz. 

A equipa envolvida no projeto desenvolveu um modelo ideal de base a partir de dados anatómicos de pacientes com cancro da mama determinados através de um scanner 3D sem contacto. Este foi então usado para definir as linhas de costura ótimas correspondentes aos requisitos específicos das pacientes. Os investigadores também examinaram as propriedades sensoriais dos materiais utilizados. Para isso, foram recriadas em laboratório situações reais de utilização dos materiais e determinou-se que sensações são causadas por certos materiais têxteis junto da pele.

«Para pele já inflamada é importante que todos os tecidos usados  sejam particularmente macios e respiráveis, ou seja, que absorvam imediatamente a transpiração e transportem-na rapidamente para o exterior. Os materiais não podem ser nem muito macios nem muito ásperos de forma a minimizar a irritação da pele», explicam os investigadores do Hohenstein Institute. «Este soutien especial é o primeiro produto têxtil desenvolvido especificamente para pacientes com cancro da mama em cooperação com um instituto de investigação. As expetativas dos parceiros do projeto em relação à sua aceitação são, por isso, elevadas», concluem.

Fonte:|http://www.portugaltextil.com/tabid/63/xmmid/407/xmid/41552/xmview/...

Exibições: 256

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço