Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Clique para Ampliar
FOTO: BIRA NUNES/JC IMAGEM/FOLHAPRESS
A loja de Pernambuco alega que o lixo hospitalar foi importado por engano

Recife. A Vigilância Sanitária de Pernambuco determinou ontem a incineração das cerca de 50 toneladas de tecidos importados dos EUA e classificadas como lixo hospitalar, estocadas em três depósitos interditados da empresa Império do Forro de Bolso, no Agreste do Estado.

A determinação, publicada na edição de ontem do "Diário Oficial" de Pernambuco, ocorre dias após a Polícia Federal confirmar ter encontrado sangue nas amostras de tecidos analisados pelo Instituto Nacional de Criminalística (INC).

Em três portarias, a Vigilância Sanitária informa que a pena foi decidida porque a empresa armazenou, manipulou, segregou, reciclou e vendeu "peças de tecidos já utilizadas em serviços relacionados com a assistência à saúde, classificadas como resíduos de serviços de saúde".

Segundo as portarias, a empresa também não obedeceu condições de manejo do material nas fases de acondicionamento, manuseio e armazenamento e não garantiu a segurança dos seus funcionários, que manipularam o produto.

O esquema de importação do lixo hospitalar foi descoberto após a Receita Federal interceptar, entre os dias 11 e 13 de outubro, no porto de Suape (PE), dois contêineres com lençóis, fronhas e toalhas usados em hospitais dos EUA. Junto com tecidos manchados de sangue havia seringas, drenos e máscaras cirúrgicas usados.

Em 14 de outubro, foram encontrados lençóis semelhantes, manchados e com marcas de hospitais americanos, à venda em uma loja da Império do Forro de Bolso, em Santa Cruz do Capibaribe. A Vigilância Sanitária interditou o local. Dias depois, os outros dois galpões da confecção foram fechados.

O dono da Império do Forro de Bolso, Altair Teixeira de Moura, disse que o lixo hospitalar foi enviado por engano.

Fonte:|http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1088490

Exibições: 522

Responder esta

Respostas a este tópico

Fiquei surpresa,pois achei que já tinha sido incinerado,faz tempo.......

Isso é lamentavel estar por aqui ainda.....

Altair Teixeira de Moura......conta outra piada!!!!será que nao tens funcionários  com discernimento suficiente para distiguir elefante de rato????? conversa prá boi dormir!!!!!

Pelo que consta, este material é importado há anos. Será que sempre foi por engano?

É uma vergonha,mais uma dos espertos,da lie de Gerson, de querer levar vantagem em tudo.

Isto deveria ser taxado como crime ambiental e muita gente na cadeia.

São estes tipos de empresas que denigri o setor têxtil. 

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço