Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

O Curso de Graduação de Engenharia Têxtil é o mais recente curso criado pela Universidade Federal de Santa Catarina e será oferecido no novo Campus de Blumenau. Trata-se de um Curso que tem como propósito atender ao segmento têxtil regional e nacional.

Considerando a oferta de 100 vagas de entrada anual, a concepção do Curso proposto foi baseada não apenas em seu eixo específico da Formação Tecnológica, mas na estreita conexão com relação ao desenvolvimento regional e à interação social. Esta proposta permitirá a formação de um profissional apto a perceber problemas e  negociar soluções inovadoras para o setor têxtil, assim como encontrar na relação problema/solução oportunidades que poderão constituir novos negócios e/ou desenvolvimento socialmente inclusivo. A identificação de oportunidade e elaboração de projetos de solução focado nos diferentes segmentos sociais, desde o nicho familiar, prefeituras, microempresas, “ongs”, médias e grandes empresas, constituirá um vetor de desenvolvimento social, voltado para todas as realidades. O Engenheiro Têxtil deverá ter uma atitude cooperativa, dialógica e de integração na busca da inclusão social de todos. O conhecimento seria o resultado, portanto, não só de conteúdos  definidos e pré-estabelecidos, mas também da interação e percepção de outros conhecimentos socioculturais e problemas socioeconômicos da região.

O Engenheiro Têxtil deve possuir uma formação teórica e prática que permita identificar e solucionar problemas, desenvolver projetos na área da Engenharia Têxtil, na produção de bens e serviços, do gerenciamento dos recursos produtivos, considerando os aspectos econômicos, sociais, humanos e ambientais, de maneira ética e  humanista. Deve ser capaz de: analisar, avaliar e orientar as demandas têxteis, sistemas de produção, exigências dos setores sociais e econômicos, do meio ambiente e os processos de higiene e segurança do trabalho no setor têxtil e áreas afins; aplicar técnicas de qualidade dos processos e produtos têxteis; gerenciar e otimizar fluxo de  informações; ter capacidade para dimensionar e integrar recursos físicos, humanos e financeiros através de ferramentas matemáticas e estatísticas; atuar dialogicamente na formulação/resolução de problemas sociotécnicos envolvendo diferentes atores/interesses sociais; selecionar tecnologias e propor projetos para a solução de problemas; projetar, implementar e desenvolver produtos, processos e metodologias de trabalho desde a produção de novos materiais até tecnologia da confecção, do vestuário e do design e moda; e compreender a dinâmica dos setores socioeconômicos e do posicionamento estratégico e social de empreendimentos.

O Engenheiro Têxtil deve ser capacitado também para atender a todos os elos da rede sociotécnica da área têxtil (da matéria prima ao produto têxtil acabado, compreendendo deste a produção das fibras têxteis e outras matérias primas correlatas, passando pelas diversas fases de transformação, até a comercialização, marketing e  assistência técnica de produtos têxteis, máquinas e produtos químicos destinados a este setor). Deve também atender às necessidades das diversas áreas onde a organização, a qualidade, a produtividade e a criatividade são essenciais. Dessa maneira, esse profissional pode estar envolvido com projeto, implantação, operação, melhoria e na manutenção dos recursos produtivos, de bens e de serviços ligados à área têxtil. Pode também atuar em outras áreas que utilizam elementos têxteis como, por exemplo, Mecânica, Automobilística, Aeroespacial, Naval, Química e Civil, entre outras.
PERÍODO DE CONCLUSÃO: PRAZO MÍNIMO – 10 SEMESTRES

PRAZO MÁXIMO – 18 SEMESTRES

CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA: 4.110 horas

http://www.vestibular2014.ufsc.br/engenharia-textil-blumenau/

Exibições: 437

Responder esta

Respostas a este tópico

  Cuidado é preciso.....só vai estudar nesta faculdade......os chineses!

Muito válida a intenção  resta saber ....quem sobreviverá para acolher os recém formados neste mercado sucateado onde apenas os predadores ainda estão em pé!!!

Certamente com profissionais mais "instruídos" e capacitados teremos mais chances de reverter a situação caótica que se encontra o cenário Textil!!! Os esforços precisam vir de todos os lados, e a UFSC deve ser parabenizada pela nobre iniciativa!!! Eu acredito no futuro do nosso querido e importante setor textil, embora o governo faça pouco caso!!!

Concordo plenamente;



vera grigolli disse:

Muito válida a intenção  resta saber ....quem sobreviverá para acolher os recém formados neste mercado sucateado onde apenas os predadores ainda estão em pé!!!

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço