Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Fonte:|dn.sapo.pt/inicio/economia|

Desenvolver uma solução de isolamento térmico para o revestimento dos satélites da Agência Espacial Europeia (ESA) é o objectivo da parceria estabelecida entre o Citeve – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal e o INEGI – Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial.

O projecto, financiado em 75% pelo Space Office da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), envolve um investimento da ordem dos 1,5 milhões de euros, e conta, ainda, com a colaboração da HPS - High Performance Structures, Gestão e Engenharia Portugal, bem como da sua congénere alemã.

O sistema de protecção que está a ser desenvolvido, de acordo com os dados divulgados pelo Citeve e Inegi, designa-se por Isolamento Multi-camada (MLI, do inlgês Multi-layer Insulation), e consiste em camadas de material reflector da luz solar tecido e costurado em forma de cobertor. Pedro Portela, um dos investigadores responsáveis pelo projecto, explica que este cobertor é “usado para revestir o satélite ou os seus componentes” de modo a evitar que a radiação solar possa aquecer demasiado o interior do engenho. Permite, ainda, manter a temperatura constante sempre que está está em zonas de sombra.

Ao Citeve cabe assegurar a formação dos técnicos de produção, incluindo os alemães, que se deslocaram a Portugal para o efeito, atendendo à “vasta experiência do centro no manuseamento e utilização de têxteis técnicos”.O primeiro produto vai ser em breve aplicado num projecto interno da HPS alemã para demonstração de tecnologias de plataforma de telecomunicações. A parceria com os alemães tem em vista colmatar a falta de experiência portuguesa ao nível do processo de documentação e garantia do produto, sendo certo que ao nível produtivo “se contam pelos dedos das mãos os fornecedores europeus de Isolamento Multi-camada. “É um processo muito manual e laborioso, quase comparável ao artesanato”, explica Pedro Portela. Ao nível da qualidade, e atendendo ao destino final do produto, 'flight hardware', as exigências são muito elevadas

Exibições: 45

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço