Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Participação brasileira tem leve alta de 1,4%, ante oscilação negativa de 0,9% no total de inscrições de cases.

(Crédito: Reprodução)

O Brasil é novamente o terceiro maior concorrente no Cannes Lions, com 29 inscrições a mais que no ano passado.

A 71ª edição do Festival Internacional de Criatividade, que acontece oficialmente na semana que vem, de 17 a 21 de junho, tem 2.066 concorrentes brasileiros, o que significa um aumento de 1,4% no envio de trabalhos nacionais ao festival. Em 2023, foram 2.037.

No total, o evento teve oscilação negativa de 0,9% no total de inscrições, que em 2024 somam 26.753 concorrentes. No ano passado, foram 26.992. Segundo os organizadores, apesar da queda na soma final, neste ano houve aumento de 6% nas inscrições feitas diretamente pelas marcas e de 31% nas enviadas por empresas de mídia social.

Os Estados Unidos enviaram 7.224 inscrições e o Reino Unidos, 2.120 peças. Os três primeiros países somados respondem por 42,6% do total de inscritos – o que representa estabilidade em relação ao ano passado, quando esse índice foi de 43%.

Entretanto, a maioria das peças inscritas sequer entra nas salas dos júris em Cannes. Nas últimas semanas, os jurados votaram remotamente em uma triagem que praticamente define os shortlists das 30 competições que compõem o prêmio, sendo que 14 delas são reforçadas com integrantes que só participam remotamente, nas semanas que antecedem o evento, para a definição dos shortlists.

Os júris presenciais terão recorde de 37 profissionais brasileiros atuantes no País e no exterior, o que costuma ajudar nos debates que definem os premiados. O trabalho realizado nas salas do Palais des Festivals está praticamente destinado à escolha dos vencedores a partir da lista de finalistas. Nos dois últimos anos, Cannes manteve a prática de premiar exatamente 3,24% dos inscritos.

As 30 áreas de premiações são praticamente as mesmas do ano passado, com uma única substituição: a área de Mobile foi aposentada, já que os dispositivos móveis são praticamente onipresentes nas ações de marketing, e o Cannes Lions resolveu apostar na nova categoria Luxury & Lifestyle.

Alexandre Zaghi Lemos

https://www.meioemensagem.com.br/cannes/brasil-chega-a-cannes-com-2...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

© 2024   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço