Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Como declarar doações no imposto de Renda 2018

  • A declaração deste ano exige mais informações sobre os bens do contribuinte, como imóveis, veículos, depósito em conta e aplicações
    IRPF 2018: o que mudou na hora de…
  • Homem preocupado com contas: empréstimos com e sem garantia devem ser declarados de forma diferente
    Como declarar dívidas no Imposto de…
  • Envie sua pergunta para o e-mail VEJA-IR2018@abril.com.br
    IR: como declarar aplicações…
  • Imposto de Renda 2018
    Pago parcelas de um carro que não está…
  • IR 2018: Comece reunindo todos os documentos para preencher a declaração
    Vai declarar o IR pela 1ª vez? Veja o passo…
  • IR 2018: Faculdades possuem Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF), da Receita
    Onde ter ajuda de graça para declarar o…
  • As correções referentes aos expurgos inflacionários são isentas
    IR: como declaro indenização de…
  • Imposto de Renda 2018
    Estou desempregado, mas tenho imóveis…
  • Diferentes planos são discriminados de maneira distinta.
    IR 2018: saiba como declarar sua…
  • Carros: Uma novidade é o campo no programa para preencher o número do Renavam
    Como declarar carros no Imposto de…
  • Os equívocos que você deve evitar cometer na declaração para não cair na malha fina do Imposto de Renda.
    Malha fina: 16 erros comuns que você…
  • Imóvel e moedas: declaração deste ano pede informações complementares sobre o bem
    Como declarar imóveis no Imposto de…
  • Imposto de Renda 2018
    Como declarar a promessa de compra…
  • Melhorias que não alteraram a estrutura do apartamento não devem ser incorporadas à declaração
    Melhorias no prédio podem ser…
  • O prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda de 2018 para a Receita Federal termina às 23h59 de 30 de abril
    IR: saiba como o MEI deve entregar a…
  • InfoMoney
    5 dicas para não ser vítima de golpes ao…
  • Imposto de Renda 2018
    Como declarar rescisão parcelada no IR 2018?
  • Imposto de Renda 2018
    Como declarar consórcio no…
  • Imposto de Renda 2018
    Como declarar o imóvel do casal após…
  • Os valores de restituição são corrigidos de acordo com a variação acumulada da taxa básica de juros (Selic).
    IR: Receita libera consulta a lote de…
  • O preenchimento dos novos dados é opcional este ano, mas será obrigatório em 2019
    IR: onde achar os novos dados sobre…
  • Envie sua pergunta para o e-mail VEJA-IR2018@abril.com.br
    Imposto de Renda: como declarar…
  • Não há limite para deduzir despesas médicas do Imposto de Renda
    Veja as despesas médicas dedutíveis…
  • Imposto de Renda: a última declaração…
  • leão imposto de renda
    Quando devo fazer a declaração final de…
  • Nesse golpe, o contribuinte recebe por correspondência uma intimação para regularização de dados cadastrais
    Receita alerta para novo golpe que…
  • É preciso ainda estar atento às taxas cobradas pelo banco e ao prazo para quitação do empréstimo.
    Antecipar restituição só vale a pena para…
  • Dinheiro: linhas começaram a ser disponibilizadas nesta semana
    Como antecipar a restituição do IR 2018
  • Os equívocos que você deve evitar cometer na declaração para não cair na malha fina do Imposto de Renda.
    Especialistas dão dicas sobre antecipação do…
  • Dólar e real
    Como declarar transferência…
  • Imposto de Renda 2018: Receita já recebeu 428 mil declarações
    IR 2018: Receita já recebeu 428 mil…
  • InfoMoney
    Receita monta plantão para tirar dúvidas…
  • Avô com a neta
    As regras para declarar dependentes no IR…
  • IR: pagamento de restituição começa…
  • Imposto de Renda 2018
    Tenho um imóvel, mas renda anual abaixo…
  • Multa para quem apresentar a declaração depois do prazo é de 1% por mês de atraso sobre o imposto devido
    IR: Receita recebe quase 250 mil…
  • Homem analisa documentos: veja o que é preciso para o IR 2018
    Comprovantes necessários para…
  • Leão: contribuinte já pode preencher e importar informações de declarações anteriores antes do começo do prazo para envio
    Programa do IR 2018 é liberado; veja prazos



Como declarar doações no Imposto de Renda 2018

Por: Info Contábil



© Thinkstock Doação: operação deve ser informada na ficha “Doações Efetuadas”, com o código específico do bem ou do valor em dinheiro

São Paulo – Se você doou dinheiro ou um bem, como um carro ou imóvel, em 2017, precisa declarar a transação no Imposto de Renda 2018.

As doações são isentas de tributo, mas a Receita precisa identificar as transações que fizeram o seu patrimônio ficar menor no ano passado. Se um carro doado foi posteriormente vendido, você pode ter de pagar imposto no futuro caso não declare a doação.

A doação deve ser informada na ficha “Doações Efetuadas”, com o código específico do bem ou do valor em dinheiro.

Se a doação foi em dinheiro em espécie, use o código “80 – Doações em espécie”. Se você doou um carro ou imóvel, preencha o código “81 – Doações em bens e direitos”.

Ao escolher o código, você terá de informar o nome e o CPF de quem recebeu a doação, além do valor pago, enquanto o donatário precisa declarar a operação na ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”.

Apesar de isentas de IR, as doações podem estar sujeitas ao pagamento de um tributo estadual, o Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD), dependendo do valor. Os limites de isenção, alíquotas aplicadas e sigla do imposto variam conforme o estado.

Carros e imóveis

Se o carro ou o imóvel doado fazia parte do seu patrimônio nas declarações de IR dos anos anteriores, exclua o bem da ficha “Bens e Direitos”.

Na coluna “Situação em 31/12/2016” o contribuinte deve declarar o valor informado à Receita na declaração do ano anterior e, na coluna “Situação em 31/12/2017”, deve lançar o valor “R$ 0,00”. No campo “Discriminação”, é necessário informar que o bem foi doado e o nome e CPF ou CNPJ de quem recebeu a doação.

Se você comprou e doou o bem em 2017, deve incluir o bem na ficha “Bens e Direitos” e lançar o valor “R$ 0,00” tanto na coluna “Situação em 31/12/2016” quando na “Situação em 31/12/2017”. No campo “Discriminação”, informe a aquisição e a doação do bem, além dos dados pessoais do donatário.

Por qual valor declarar o carro ou imóvel

Se o bem for um carro, ele deve ser declarado pelo valor que foi informado na declaração do ano passado. Ou seja, pelo custo de aquisição, e não pelo valor de mercado, pois o bem deprecia ao longo do tempo.

Já a doação do imóvel é uma das poucas situações nas quais a Receita permite que o preço de aquisição da unidade seja alterado. Nesse caso, ele pode ser declarado tanto pelo custo de aquisição como pelo valor atualizado de mercado.

Ao informar a casa ou apartamento recebido como doação pelo seu valor de aquisição, o contribuinte não terá imposto a pagar. No entanto, caso o imóvel seja vendido no futuro, ele poderá pagar mais Imposto de Renda sobre eventual lucro obtido na venda, já que a diferença entre o valor de aquisição e o de venda poderá ser maior.

Por exemplo, se o doador comprou um imóvel por 150 mil reais e ele vale 300 mil reais no momento da doação, tanto o doador como quem recebeu o bem podem declarar o imóvel por 150 mil reais.

Mas, caso o donatário venda o imóvel futuramente por 500 mil reais, o doador terá de pagar imposto de 15% sobre o lucro de 350 mil reais, e não sobre 250 mil reais, que seria a diferença entre o valor do bem atualizado no momento da doação e o valor de venda.

A desvantagem de declarar o imóvel doado pelo valor de mercado é que o doador terá de pagar imposto sobre a diferença entre o preço de aquisição do imóvel e o valor pelo qual ele foi doado, como se estivesse vendendo o imóvel e obtendo lucro.

Ou seja, o doador e o donatário precisam decidir se irão declarar o imóvel pelo valor de mercado, e pagar o imposto sobre o ganho registrado na doação, ou se vão declarar o imóvel pelo custo de aquisição e deixar ao donatário a responsabilidade de pagar o Imposto de Renda sobre o lucro em uma eventual venda.

Doações a entidades beneficentes

As chamadas doações incentivadas, destinadas a entidades beneficentes e projetos culturais que se enquadram em leis de incentivo fiscal, podem ser abatidas do cálculo do Imposto de Renda.

Quem realizou doações aos projetos listados até o dia 31/12/2017 deve informá-las na ficha “Doações Efetuadas”.

É necessário incluir o nome e o CNPJ ou CPF do beneficiário, além do valor doado. O programa gerador da declaração vai informar o limite de dedução dos valores de acordo com o valor do imposto devido pelo contribuinte.

Quem ainda não fez doações pode doar parte do imposto devido aos fundos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Para isso, basta preencher a ficha “Doações Diretamente na Declaração – ECA”, na aba “Resumo da Declaração”, selecionando o tipo de fundo e informando o valor da doação, conforme o limite de dedução.

Depois, basta clicar na aba “Imprimir” e no item “Darf – Doações Diretamente na Declaração – ECA” para emitir o boleto e realizar o pagamento da doação.

Doações realizadas a projetos sociais que não se enquadram em leis de incentivo fiscal não podem ser deduzidas do Imposto de Renda. Elas devem ser inseridas na ficha “Doações Efetuadas”, com o código 80, caso sejam feitas em espécie, ou com o código 81, se feitas na forma de bens. Na descrição, o contribuinte deve informar o nome e o CPF ou CNPJ do beneficiário.

Doações feitas a partidos políticos e candidatos devem ser declaradas na ficha “Doações a Partidos Políticos, Comitês Financeiros e Candidatos a Cargos Eletivos” na aba “Fichas de Declaração”, com nome e CPF ou CNPJ do beneficiário.



Exibições: 121

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço